Compartilhe!

Em 3 de junho, um domingo, a Rede Globo exibiu duas partidas ao vivo. Pela manhã, o primeiro amistoso da Seleção Brasileiro no giro europeu rumo ao Mundial de 2018, com Neymar brilhando na vitória sobre a Croácia – ‘virando a chave’ da Copa. À tarde foi a vez do Brasileirão, com o duelo entre os clubes mais populares do país, Flamengo e Corinthians, transmitido para 26 dos 27 estados. Somente na Bahia o sinal aberto foi diferente, com Santos 5 x 2 Vitória. O curioso é que originalmente o duelo no Maracanã estava programado para todos os estados, mas a Rede Bahia, afiliada do canal, conseguiu a mudança nos últimos dias.

À parte de decisões de campeonatos nacionais e internacionais, Fla x Timão é o único jogo regular com a possibilidade de onipresença na rede – justificando as supercotas recebidas, as duas maiores (R$ 170 milhões). Porém, apesar do direcionamento do “Clássico do Povo”, como chamou o narrador Luiz Roberto, a audiência ainda patina em centros tradicionais no futebol.

Aqui, os dados medidos pelo Kantar Media Ibope em 15 regiões metropolitanas, incluindo três nordestinas. Apenas o Rio registrou uma audiência maior à tarde, no embalo da liderança rubro-negra. Em 13, queda. Como em Porto Alegre, que tinha Bahia x Grêmio no mesmo horário das 16h, com o jogo ficando restrito ao pay-per-view. A diferença superior a 10 pontos em relação ao jogo da manhã mostra que havia interesse no futebol, mas não tanto na partida da rede pela Série A.

Fortaleza foi além, com 12 pontos a mais no jogo do Brasil. Com isso, liderou em termos de audiência média a faixa horária. No Brasileiro, com o Ceará escalado para atuar somente à noite, a audiência da tarde foi apenas a 8ª maior. Já o Recife ficou acima da média nacional no jogo do Brasil e abaixo da média nacional no ‘Clássico do Povo’. Sintomático?

Obs. A vitória do Flamengo sobre o Corinthians ficou em 5º lugar entre as maiores audiências da semana, com o amistoso da Seleção em 3º. Acima, dois produtos longevos da emissora, a novela das 9 (Segundo Sol), com média de 30,4 pontos, e o Jorna Nacional, com 29,2 pontos.

Rede Globo/reprodução

Flamengo 1 x 0 Corinthians (16h)* – Média nacional no horário: 25,3 pontos
1º) 33,8 – Manaus
2º) 29,9 – Rio de Janeiro
3º) 28,4 – São Paulo
4º) 28,0 – Brasília
5º) 25,7 – Belém
6º) 25,3 – Vitória
7º) 23,7 – Campinas
8º) 23,5 – Fortaleza
9º) 21,5 – Curitiba
9º) 21,5 – Goiânia
11º) 21,2 – Recife
12º) 21,0 – Florianópolis
13º) 19,8 – Belo Horizonte
14º) 16,2 – Porto Alegre
* Salvador foi a única cidade que passou outro jogo (Santos x Vitória). Registrou 19,3

Rede Globo/reprodução

Brasil 2 x 0 Croácia (11h) – Média nacional no horário: 28,0 pontos
1º) 36,2 – Fortaleza
2º) 35,5 – Manaus
3º) 34,7 – Belém
4º) 30,4 – Recife
5º) 30,3 – Brasília
6º) 28,8 – Florianópolis
7º) 28,7 – São Paulo
7º) 28,7 – Campinas
9º) 28,4 – Curitiba
10º) 27,0 – Goiânia
10º) 27,0 – Porto Alegre
12º) 26,7 – Rio de Janeiro
13º) 25,5 – Vitória
14º) 24,2 – Salvador
15º) 19,8 – Belo Horizonte

Diferença de Flamengo x Corinthians em relação ao amistoso da Seleção*
+3,2 – Rio de Janeiro
Zero – Belo Horizonte
-0,2 – Vitória
-0,3 – São Paulo
-1,7 – Manaus
-2,3 – Brasília
-5,0 – Campinas
-5,5 – Goiânia
-6,9 – Curitiba
-7,8 – Florianópolis
-9,0 – Belém
-9,2 – Recife
-10,8 – Porto Alegre
-12,7 – Fortaleza
* Salvador foi a única cidade que passou outro jogo (Santos x Vitória). A diferença foi de -4,9 


Compartilhe!