Compartilhe!
  •  
  • 12
  •  
  •  

Os primeiros detalhes do primeiro uniforme titular através da marca “Nego”.

O Vitória havia trocado de fornecedora pela última vez, da Topper para a Kappa, em fevereiro de 2019. Na ocasião, foi noticiado um contrato de três anos com a marca italiana. Portanto, antes do previsto, o rubro-negro baiano acabou optando por uma nova mudança. Ousada. O clube é mais um na tendência de criar a própria marca de uniformes, sendo o 18º no Nordeste.

O anúncio, no primeiro dia de 2021, veio com um trocadilho em relação ao antigo parceiro: “Tiramos a capa que nos vestia. Agora, o nosso manto é a nossa pele! O nosso manto é o nosso grito!”.

No caso, o grito que ecoa no Barradão é “Nego”. À parte de alguns detalhes das novas camisas, o clube não abordou a data de lançamento da 1ª linha oficial, mas é provável que siga a lógica dos demais clubes de massa. Ou seja, assumindo a criação dos modelos, a produção e a entrega dos produtos, com a fabricação das camisas ocorrendo de forma terceirizada.

A seguir, mais detalhes da primeira coleção (uniformes I e II) da marca própria do Vitória.

Considerando o “G7” do NE, apenas Vitória e Sport seguiam com fornecedoras tradicionais. Agora, só o leão pernambucano, cujo acordo com a Umbro, da Inglaterra, deve ir até 2022. Se há alguns anos a marca própria era a exceção na região, hoje, pelo visto, é o contrário.

Entre os clubes mais populares com marca própria, já considerando a previsão orçamentária de 2021, o Fortaleza estipulou um faturamento de R$ 12 milhões com a marca Leão 1918, só em vendas nas suas lojas próprias. O tricolor, lembrando, foi o 1º nordestino a ter sua marca.

A cronologia das marcas própria dos clubes do Nordeste
1ª) 09/2016 – Fortaleza (Leão 1918)
2ª) 03/2017 – Treze (Areno)*
3ª) 05/2017 – Santa Cruz (Cobra Coral)
4ª) 12/2017 – CSA (Azulão)
5ª) 12/2017 – Salgueiro (Carcará)*
6ª) 12/2017 – River (Carijó)
7ª) 01/2018 – Central (Patativa)*
8ª) 03/2018 – Sampaio Corrêa (Tubarão 1923)*
9ª) 09/2018 – Bahia (Esquadrão)
10ª) 12/2018 – Sergipe (Gipão)
11ª) 02/2019 – CRB (Regatas)
12ª) 03/2019 – Náutico (N Seis)
13ª) 10/2019 – Botafogo-PB (Belo 1931)
14ª) 10/2019 – Afogados (Coruja)
15ª) 12/2019 – ABC (Elefante MQ)
16ª) 12/2019 – Ceará (Vozão)
17ª) 12/2019 – ASA (Gigante)
18º) 01/2021 – Vitória (Nego)
* Clubes com marcas próprias já extintas ou suspensas

Abaixo, o mensagem do Vitória anunciando o nome da sua marca própria. Aprovou?


Compartilhe!
  •  
  • 12
  •  
  •