Compartilhe!

O jogo disputado em 2021 foi o primeiro do Brasil sem o apoio da torcida em Pernambuco.

Ao vencer o Peru por 2 x 0, na Arena PE, o Brasil se manteve 100% nas Eliminatórias da Copa, agora com oito vitórias em oito jogos. É a maior arrancada da história do país num qualificatório visando o Mundial. E este jogo em São Lourenço da Mata enfim concluiu a agenda local, bem diferente da original, pré-pandemia.

Originalmente, a partida seria contra a Bolívia, em março de 2020. Mais de 30 mil ingressos foram vendidos, mas o jogo acabou sendo cancelado. Depois, passou a ser contra a Argentina, em março de 2021, já com a ideia de público reduzido. Com nova mudança repentina, o jogo foi contra a seleção peruana e de portões fechados, como vem ocorrendo no futebol do estado há 18 meses. A vitória com a assinatura de Neymar, com gol e assistência, valeu o 19º capítulo da Seleção em Pernambuco. Quando será o próximo?

A seguir, dez curiosidades de quase nove décadas de Seleção Brasileira nas bandas de PE.

1) O maior artilheiro da Seleção Brasileira atuando em Pernambuco é Armadinho, que fez 7 gols na excursão da equipe ao Recife em 1934, após a curta participação na Copa do Mundo – o país eliminado logo na estreia. O atacante do São Paulo fez 3 gols no Sport, 2 no Náutico, 1 no Santa Cruz e 1 na seleção pernambucana. Em 2º lugar vem Bebeto, com 6 gols entre 1989 e 1994.

2) Por final, a única derrota do Brasil atuando em Pernambuco foi em 1934. O Brasil ainda nem jogava de verde e amarelo, mas de branco com detalhes azuis. O “escrete nacional” foi superado pelo Santa Cruz, que venceu por 3 x 2 no último dos cinco jogos no estado naquela viagem. Pelo tricolor foram dois gols de Zezé Fernandes e um de Sidinho. O Santa foi o 1º clube brasileiro a vencer a Seleção. Depois, só Atlético-MG (em 1969) e Flamengo (em 1976) repetiram o feito.

3) Considerando apenas “jogos oficiais” do Brasil, o que para a Fifa significa país vs país, tanto em amistoso quanto em torneio, a Seleção Brasileira disputou 11 jogos no estado, com 9 vitórias e 2 empates. Neste recorte invicto, o primeiro jogo só aconteceu em 1982 – ou 48 anos depois da data original. Antes disso, apenas duelos contra os grandes clubes locais e contra a seleção estadual, quatro vezes – no geral, o país não perde no Grande Recife há 14 partidas.

4) O jogo contra o Peru foi o 65º da seleção principal no Nordeste, com Pernambuco se aproximando da Bahia em relação ao número de jogos. Agora, BA 21 x 19 PE. Os nove estados já receberam ao menos um jogo, entre oficiais e não oficiais. As demais quantidades: 11x CE, 4x MA, 3x AL, 2x PB, PI e RN e 1x SE. Ah, desempenho do time verde e amarelo no NE é de 48V, 14E e 3D.

5) O maior público da Seleção em PE foi registrado em 1993, com 96.990 torcedores abarrotando o Arruda para a histórica goleada sobre a Bolívia, na “arrancada para o tetra”, sendo, também, a maior presença num jogo de futebol no estado. Na época, a capacidade oficial do Mundão era de 85.000 pessoas. Em tempo: nos 13 jogos da Seleção com borderô divulgado, sendo 10 no Arruda, 2 na Ilha e 1 na Arena PE, foram 677.481 torcedores, dando a excelente média de 52.113.

6) Em jogos oficiais, dois jogadores já fizeram hat-tricks pela Seleção no Arruda. Em 1986, Zico foi o nome da vitória sobre a antiga Iugoslávia, incluindo o gol mais bonito de sua carreira pela canarinha, enfileirando a defesa na barra da Rua das Moças. Em 2012, diante da China, numa partida de enorme disparidade técnica, Neymar, então com 20 anos, também fez três gols.

7) Os dois melhores jogadores da história já pisaram em gramados pernambucanos por suas seleções, mas em situações distintas. Em 1969, no último jogo do Brasil na Ilha do Retiro, Pelé fez um gol na goleada de 6 x 1 sobre a seleção pernambucana, formada por atletas do trio de ferro. Aquele é um dos 18 gols não contabilizados pela Fifa – apesar de o Rei ter feito 95 pela Seleção, a entidade lista 77, só contra países. Já o argentino Maradona veio em 1994 para um amistoso no Arruda, mas ficou no banco pois sentiu uma lesão muscular na véspera.

8) Outro nome de peso, Ronaldo também tem uma passagem no Recife. Neste caso, bem relevante, pois foi a sua estreia. No amistoso BRA x ARG em 1994, o mesmo com Maradona, o Fenômeno, então com 17 anos, substituiu Bebeto aos 35 do 2º tempo. O titular fez os dois gols daquela vitória. Quanto ao jovem atacante do Cruzeiro, aquele foi o 1º dos seus 105 jogos com a camisa da Seleção.

9) Em 1982, com a construção do anel superior do Arruda, a Seleção Brasileira passou a vir regularmente ao estado. O único período além do razoável foram os 14 anos entre 1995 e 2009. Simplesmente por uma desavença política entre os presidentes da CBF, Ricardo Teixeira, e da FPF, Carlos Alberto Oliveira. A conciliação foi mediada pelo governador Eduardo Campos, com o Arruda voltando a receber a canarinha, com a presença de 55.252 pessoas – a lotação máxima foi reduzida devido às novas limitações dos estádios, mais rigorosas que nos anos 80 e 90.

10) Os 19 jogos em PE aconteceram em quatro estádios, seguindo a evolução de futebol. Os cinco primeiros foram no Campo da Avenida Malaquias, o primeiro estádio do Sport, com estrutura de madeira e ferro e capacidade para 2 mil pessoas sentadas e 8 mil ao todo, ao redor do campo. Depois, dois jogos na Ilha, que por três décadas foi o maior palco local, até o surgimento do Arruda. Com uma capacidade muito maior, a casa coral recebeu dez jogos seguidos da Seleção, sendo descontinuado após a construção de uma “arena multiuso”, prezando mais pelo conforto.

A seguir, a lista completa dos jogos do time principal do Brasil em solo pernambucano.

Os 19 jogos da Seleção Brasileira em Pernambuco (15V, 3E e 1D)
1º) 27/09/1934 – Brasil 5 x 4 Sport (Campo da Avenida Malaquias)
2º) 30/09/1934 – Brasil 3 x 1 Santa Cruz (Campo da Avenida Malaquias)
3º) 04/10/1934 – Brasil 8 x 3 Náutico (Campo da Avenida Malaquias)
4º) 07/10/1934 – Brasil 5 x 3 Pernambuco (Campo da Avenida Malaquias)
5º) 10/10/1934 – Brasil 2 x 3 Santa Cruz (Campo da Avenida Malaquias)
6º) 01/04/1956 – Brasil 2 x 0 Pernambuco (Ilha do Retiro)
7º) 13/07/1969 – Brasil 6 x 1 Pernambuco (Ilha do Retiro)
8º) 13/05/1978 – Brasil 0 x 0 Pernambuco (Arruda)
9º) 19/05/1982 – Brasil 1 x 1 Suíça (Arruda)
10º) 02/05/1985 – Brasil 2 x 0 Uruguai (Arruda)
11º) 30/04/1986 – Brasil 4 x 2 Iugoslávia (Arruda)
12º) 09/07/1989 – Brasil 2 x 0 Paraguai (Arruda)*
13º) 29/08/1993 – Brasil 6 x 0 Bolívia (Arruda)**
14º) 23/03/1994 – Brasil 2 x 0 Argentina (Arruda)
15º) 29/06/1995 – Brasil 2 x 1 Polônia (Arruda)
16º) 10/06/2009 – Brasil 2 x 1 Paraguai (Arruda)**
17º) 10/09/2012 – Brasil 8 x 0 China (Arruda)
18º) 25/03/2016 – Brasil 2 x 2 Uruguai (Arena Pernambuco)**
19º) 09/09/2021 – Brasil 2 x 0 Peru (Arena Pernambuco)**
* Copa América
** Eliminatórias da Copa do Mundo


Compartilhe!