Compartilhe!

Sorteio da Copa do Brasil

Os times da Liberadores entram na 3ª fase, subindo o sarrafo. Foto: Copa do Brasil/Instagram.

No viés nordestino, o duelo mais interessante na 3ª fase da Copa do Brasil será Fortaleza x Vitória, o único confronto entre representantes da região. Há cinco anos, o leão cearense estava na Série C e o leão baiano estava na Série A. Hoje, é o contrário, com o favoritismo bem óbvio para os tricolores. Na história, este será o 3º mata-mata entre os clubes. Por enquanto, 1 x 1, com classificação rubro-negra na Taça Brasil de 1966 e classificação tricolor nas quartas do Nordestão de 2019.

Dos 26 representantes do Nordeste nesta edição de 2022, apenas 7 seguem na disputa. Composta por 32 clubes, esta fase dá início aos jogos de ida e volta – neste caso, entre os dias 20 de abril e 12 de maio. Esta fase soma os 20 classificados da 2ª fase e os 12 pré-classificados, incluindo o próprio Fortaleza, devido à classificação para a Libertadores, e o Bahia, por causa do último título da Copa do Nordeste. A composição do novo chaveamento foi direcionado em dois potes, através do Ranking Nacional da CBF. No pote 1 estiveram Fortaleza, Bahia e Ceará.

Em tese, isso permitiria chaves mais acessíveis. Porém, só o Bahia conseguiu, pegando uma das surpresas da Copa do Brasil, o Azuriz do Paraná, criado em 2018. O Ceará encara o Tombense, que subiu para Série B, e o Fortaleza terá o supracitado clássico regional. Os demais nordestinos, no pote 2, saíram com compromissos mais complicados. Começando pelo Altos, uma das últimas bolinhas. O clube piauiense, que eliminou Sport e ABC, receberá o Flamengo, clube de maior poder econômico do país – promessa de Albertão lotado.

Já a Juazeirense, que costuma fazer valer o seu mando de campo no Adauto Moraes, pegará o segundo clube mais rico, o Palmeiras. Ou seja, os finalistas da última Libertadores, com Verdão campeão e Fla vice, vão viajar até Juazeiro (BA) e Teresina (PI), respectivamente. No caso do Adauto é preciso frisar que o regulamento oficial passar a exigir 10 mil lugares nesta fase, com o estádio comportando, hoje, até 8 mil. Será que dão um jeito até lá? Por fim, o CSA, que enfrentará o América Mineiro, que deve dividir o calendário com a fase de grupos da Libertadores, em sua inédita participação continental. E desgaste, creio, pode ajudar o azulão.

Premiação na 3ª fase e histórico na 4ª fase

A partir desta fase, todos os clubes recebem o mesmo valor na premiação. Pela participação na 3ª fase, cada um ganhou R$ 1,9 milhão, com a distribuição bruta R$ 60,8 mi. Quem avançar às oitavas leva R$ 3 milhões. Em 2021 o NE emplacou seis clubes na 4ª fase, que corresponde às oitavas de final. É o recorde da região. Quantos passam desta vez? Abaixo, o ranking nordestino de classificações às oitavas, com liderança da dupla Ba-Vi, com 17 presenças, cada.

Os 6 confrontos com times nordestinos na 3ª fase (à direita, quem decide em casa)
Fortaleza (CE) x Vitória (BA)
Tombense (MG) x Ceará (CE)
Bahia (BA) x Azuriz (PR)
Palmeiras (SP) x Juazeirense (BA)
CSA (AL) x América (MG)
Altos (PI) x Flamengo (RJ)

Os outros 10 confrontos da 3ª fase (à direita, quem decide em casa)
Goiás (GO) x Bragantino (SP)
Atlético (GO) x Cuiabá (MT)
Fluminense (RJ) x Vila Nova (GO)
Juventude (RS) x São Paulo (SP)
Portuguesa (RJ) x Corinthians (SP)
Ceilândia (DF) x Botafogo (RJ)
Atlético (MG) x Brasiliense (DF)
Tocantinópolis (TO) x Athletico (PR)
Remo (PA) x Cruzeiro (MG)
Coritiba (PR) x Santos (SP)

25 clubes do NE já ficaram entre os 16 melhores

A seguir, o ranking de classificações nordestinas às oitavas de final da Copa do Brasil de 1989 a 2021. Até hoje foram 103 presenças do NE, ou 19,5% das 528 vagas ao longo de 33 anos de história. Os nove estados da região já foram representados nesta fase. Entre parênteses, o número de classificações às quartas de cada um, com 38 presenças ao todo.

Nº de presenças do NE nas oitavas da Copa do Brasil de 1989 a 2021 (e o nº nas quartas)
1º) 17 vezes – Vitória (10) e Bahia (7)
3º) 10 vezes – Sport (5) e Fortaleza (2)
5º) 9 vezes – Ceará (6) e Náutico (2)
7º) 8 vezes – Santa Cruz (0)
8º) 3 vezes – ABC (1) e CSA (1)
10º) 2 vezes – América-RN (1)
11º) 1 vez – Baraúnas-RN (1), Corinthians-AL (1), Treze (1), Botafogo-PB (0), Confiança (0), CRB (0), Flamengo-PI (0), Fluminense de Feira (0), Horizonte-CE (0), Icasa (0), Juazeirense (0), Sampaio Corrêa (0), Salgueiro (0), Santa Rita-AL (0) e Sergipe (0)


Compartilhe!