Compartilhe!

Prato, Tévez, Everton e Gabigol, os jogadores destacados pela Conmebol. E tem mais gente.

Dos quatro semifinalistas de 2019, três estiveram na disputa em 2018. River, Boca e Grêmio chegam ao G4 da principal competição sul-americana mais uma vez, com o Flamengo sendo a novidade – literalmente, pois o rubro-negro carioca não chegava até aqui desde 1984.

Sem dúvida alguma, é uma composição de peso, com quatro clubes de muita camisa, com 14 títulos da Taça Libertadores e ótimos jogadores no elenco. Pra completar, duelos nacionais, com o superclássico argentino de um lado e o tradicional confronto entre gremistas e flamenguistas. Ou seja, já há a garantia de uma final clássica, Argentina x Brasil. Em 59 edições foram 14 duelos na decisão, ampla vantagem dos hermanos: 9 x 5. Ao menos os brazucas levaram as duas últimas.

Em relação às datas, os jogos desta fase vão acontecer em outubro, com a ida nos dias 1 e 2 e a volta em 22 e 23. Há tempo de preparação e recuperação. Depois, jogo único em Santiago…

Boca Juniors (ARG) x River Plate (ARG)
Os maiores clubes do país vizinho fizeram a última final, num clima de tensão tão grande que a taça acabou saindo de Buenos Aires. Após uma guerra de bastidores, a Conmebol acabou escolhendo o Santiago Bernabéu, em Madrid (?). Deu River, num triunfo com peso de uma tonelada nesta rivalidade. Passado um ano, os jogos voltam a acontecer com torcida única, provavelmente com o policiamento reforçado. Enquanto o time comandado por Gallardo vem empilhando taças internacionais, o Boca, que trouxe o volante italiano De Rossi, tenta recuperar a alma copeira, com a última Libertadores conquistada há doze anos – desde então, dois vice-campeonatos.

No mata-mata: o Boca tirou Athletico-PR e LDU e o River tirou Cruzeiro e Cerro Porteño.

Boca – 6V, 3E e 1D (6 títulos; 77, 78, 00, 01, 03 e 07)
River Plate – 3V, 7E e 0D (4 títulos; 86, 96, 15 e 18)
Ida no Monumental de Nuñez e volta na Bombonera

Flamengo (BRA) x Grêmio (BRA)
Ambos os técnicos dizem que o respectivo time pratica o melhor futebol do país. Com ótimos jogadores à disposição, Jorge Jesus e Renato Gaúcho estão certos, embora o treinador gremista esteja há mais tempo neste contexto. Não por acaso, este jogo tem tudo para ser um ótimo tira-teima, envolvendo muita história, com uma final de Brasileiro (deu Fla em 1982) e uma final de Copa do Brasil (deu Grêmio em 1997). Considerando os últimos mata-matas, são quatro classificações seguidas do time carioca (Copa do Brasil em 99, 04 e 18 e Mercosul em 01). Pelo viés gremistas, a classificação na semifinal da Liberta de 1984, num jogo extra disputado no Pacaembu.

No mata-mata: o Fla tirou Emelec e Inter e o Grêmio tirou Libertad e Palmeiras.

Flamengo – 5V, 2E e 3D (1 título; 81)
Grêmio – 6V, 1E e 3D (3 títulos; 83, 95 e 17)
Ida na Arena do Grêmio e volta no Maracanã

Finais da Libertadores, com 9 títulos da Argentina e 5 do Brasil (à esquerda, o campeão)
1ª) 1963 – Santos (BRA) x Boca Juniors (ARG)
2ª) 1968 – Estudiantes (ARG) x Palmeiras (BRA)
3ª) 1974 – Independiente (ARG) x São Paulo (BRA)
4ª) 1976 – Cruzeiro (BRA) x River Plate (ARG)
5ª) 1977 – Boca Juniors (ARG) x Cruzeiro (BRA)
6ª) 1984 – Independiente (ARG) x Grêmio (BRA)
7ª) 1992 – São Paulo (BRA) x Newell’s Old Boys (ARG)
8ª) 1994 – Vélez Sarsfield (ARG) x São Paulo (BRA)
9ª) 2000 – Boca Juniors (ARG) x Palmeiras (BRA)
10ª) 2003 – Boca Juniors (ARG) x Santos (BRA)
11ª) 2007 – Boca Juniors (ARG) x Grêmio (BRA)
12ª) 2009 – Estudiantes (ARG) x Cruzeiro (BRA)
13ª) 2012 – Corinthians (BRA) x Boca Juniors (ARG)
14ª) 2017 – Grêmio (BRA) x Lanús (ARG)

Nº de finais na Libertadores entre os brasileiros até 2018 (entre parênteses, os títulos)
6x – São Paulo (3)
5x – Grêmio (3)
4x – Santos (3), Cruzeiro (2) e Palmeiras (1)
3x – Internacional (2)
1x – Flamengo (1), Vasco (1), Corinthians (1), Atlético-MG (1), São Caetano (0), Athletico-PR (0) e Fluminense (0)

Pitacos para os classificados à final de 2019
River Plate x Grêmio.

Leia mais sobre o assunto
Santiago, 23/11/2019. A primeira final única da Libertadores. Vale a viagem?

Cotas da Libertadores e Sul-Americana de 2019 com aumento geral de 50%


Compartilhe!