Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •  

Os dois times de maior torcida, Remo e Paysandu, entram na 2ª fase e podem se encontrar na semi.

A 7ª edição da Copa Verde será realizada entre 20 de janeiro e 24 de fevereiro de 2021. Serão apenas 36 dias para a disputa das cinco fases de mata-matas, num ritmo quarta/domingo/quarta, acelerando a definição do campeão de… 2020. Isso mesmo.

Criada em 2014, a competição interregional, com estados do Norte, Centro-Oeste e Sudeste (Espírito Santo), vinha ocorrendo no início do respectivo ano. Em 2019, num atrasado danado, só começou no segundo semestre. Desta vez, devido ao cenário excepcional provocado pela pandemia, todos os jogos foram adiados para o ano seguinte, como na Eurocopa e na Copa América. No caso da Copa Verde, ainda poderemos ter outra edição em 2021, esta valendo de fato pelo título de 2021.

A última competição oficial do calendário da CBF terá 24 clubes de 12 estados, repetindo o critério de participação adotado na última edição – com os 12 campeões estaduais (de 2019!), os 6 clubes mais bem ranqueados e 6 representantes dos estados de melhor ranking (nesses casos, o ranking de 2020). Assim, temos nomes tradicionais como Paysandu, Remo, Vila Nova, Atlético-GO e Cuiabá, o atual campeão. Dos 24 participantes, 8 largam já na 2ª fase – por sinal, as duas primeiras etapas serão em jogos únicos, com ida e volta só a partir das quartas.

A “premiação” via Copa do Brasil
A disputa em tiro curto se deve, também, à necessidade de rapidez para a indicação do campeão à Copa do Brasil de 2021. Quem levantar a taça da Copa Verde de 2020 entrará já na 3ª fase da Copa do Brasil, que foi reformulada para esta temporada. No caso, a etapa corresponde aos 16 avos de final. As cotas do torneio nacional ainda não foram divulgadas, mas tomando por base a última edição, esta premiação seria de R$ 2 milhões. Na prática, é o prêmio pelo título interregional.

Os campeões da Copa Verde
2014 – Brasília (DF)
2015 – Cuiabá (MT)
2016 – Paysandu (PA)
2017 – Luverdense (MT)
2018 – Paysandu (PA)
2019 – Cuiabá (MT)

A seguir, a tabela da Copa Verde 2020 e o chaveamento até a decisão. Atualização em 18/01.

1ª fase, 16 avos de final (jogos únicos)
20/01 (15h30) – Jogo G – Brasiliense (DF) x Vitória (ES), Serejão
20/01 (15h30) – Jogo D – Fast (AM) x Independente (PA), Defelê (Brasília)
20/01 (16h00) – Jogo C – Santos (AP) x Gama (DF), Zerão
20/01 (16h00) – Jogo E – Palmas (TO) x Real Noroeste (ES), Nilton Santos (Palmas)
20/01 (16h00) – Jogo F – Aparecidense (GO) x Aquidaunense (MS), Aníbal Toledo
20/01 (16h00) – Jogo H – Sinop (MT) x Águia Negra (MS), Gigante do Norte
20/01 (17h00) – Jogo A – São Raimundo (RR) x Galvez (AC), Canarinho
21/01 (17h00) – Jogo B – Manaus (AM) x Ji-Paraná (RO), Defelê (Brasília)

2ª fase, Oitavas de final (jogos únicos)
24/01 (17h00) – Jogo O – Luverdense (MT) x Vencedor do Jogo G, Passo das Emas
25/01 (18h00) – Jogo J – Atlético (AC) x Vencedor do Jogo B, Arena Acreana
27/01 (16h00) – Jogo K – Remo (PA) x Vencedor do Jogo C, Mangueirão
27/01 (16h00) – Jogo M – Vila Nova (GO) x Vencedor do Jogo E, Onésio Brasileiro
27/01 (16h00) – Jogo P – Atlético (GO) x Vencedor do Jogo H, Antônio Accioly
28/01 (17h00) – Jogo N – Cuiabá (MT) x Vencedor do Jogo F, Arena Pantanal
28/01 (18h00) – Jogo L – Rio Branco (AC) x Vencedor do Jogo D, Arena Acreana
28/01 (16h00) – Jogo I – Paysandu (PA) x Vencedor do Jogo A, Mangueirão

3ª fase, Quartas de final (ida e volta; dias 30/01 ou 31/01 e 06/02 ou 07/02)
Jogo Q – Vencedor do Jogo I x Vencedor do Jogo J
Jogo R – Vencedor do Jogo K x Vencedor do Jogo L
Jogo S – Vencedor do Jogo M x Vencedor do Jogo N
Jogo T – Vencedor do Jogo O x Vencedor do Jogo P

4ª fase, Semifinal (ida e volta; dias 13/02 e 17/02)
Jogo U – Vencedor do Jogo Q x Vencedor do Jogo R
Jogo V – Vencedor do Jogo S x Vencedor do Jogo T

5ª fase, Final (ida e volta; dias 21/02 e 24/02)
Jogo W – Vencedor do Jogo U x Vencedor do Jogo V

Confira os documentos oficiais do torneio: regulamento e tabela detalhada.

Leia mais sobre o assunto
A grande reviravolta do Cuiabá no Mangueirão. Valeu o bi da Copa Verde em 2019

Copa do Brasil é reformulada para 2021, com recorde de clubes e uma fase a menos


Compartilhe!
  •  
  • 8
  •  
  •