Compartilhe!

Foi apenas a 5ª vitória obtida pelo leão pernambucano neste ano. Foto: Anderson Stevens/Sport.

Faltando dez dias para o início do Brasileirão, o Sport tem o pior desempenho entre os 20 participantes desta temporada. Até aqui, somando Estadual, Nordestão e Copa do Brasil, o leão fez 20 jogos, com 5 vitórias, 10 empates e 5 derrotas. Isso corresponde a um aproveitamento de 41,6%, mesmo com apenas duas partidas contra times de Série A (derrota para o Ceará e empate com o Fortaleza). Nos demais casos, duelos contra times das Séries B, C e D e até mesmo contra equipes sem divisão nacional. Caso da Acadêmica Vitória, com uma péssima campanha na primeira fase e adversária na estreia do vexatório quadrangular do rebaixamento.

Mesmo repetindo a equipe que enfrentou o tricolor cearense pelas quartas da Copa do Nordeste, onde fez a sua melhor partida, o Sport manteve o cenário de dificuldade. Apesar da disputa numa fase curta, com apenas três rodadas, o clube flertou à vera com o perigo. O resultado positivo só foi alcançado aos 34 minutos do segundo tempo, através de Marquinhos, que entrou no intervalo. Com o magro 1 x 0, o time comandado por Daniel Paulista voltou a vencer após 144 dias, incluindo a paralisação pela pandemia – o último triunfo, pelo mesmo placar, havia sido em 7 de março de 2020, no Clássico das Multidões pela Lampions.

Antes da estreia na elite do futebol brasileiro, em 8 de agosto (vs Ceará), o time ainda terá mais dois jogos para evitar a queda à Série A2 do Pernambucano, diante de Decisão (01/08, no Inácio Inácio) e Petrolina (04/08, Ilha do Retiro). A simples disputa nesta etapa já é uma vergonha para o Sport, cuja folha equivale a 38% de todos os salários do Estadual de 2020, somando os dez participantes (R$ 1,20 mi de R$ 3,08 mi). Entretanto, a falta de desempenho contra adversários de potencial técnico bem menor dá a impressão de que a maior vergonha ainda pode estar por vir. Falta pouquíssimo tempo para mudar algo. Ou ao menos tentar…

Campanhas do Sport em 2020
Estadual – 3 vitórias, 5 empates e 2 derrotas (1ª fase)
Nordestão – 2 vitórias, 5 empates e 2 derrotas (quartas)
Copa do Brasil – 1 derrota (1ª fase)

Escalação do Sport
Mailson; Patric, Adryelson, Maidana e Raul Prata; Willian Farias, Ronaldo Henrique (Betinho) e Jonatan Gomez (Bruninho); Barcia (Marquinhos), Brocador (Elton) e Rafael (Ronaldo). Técnico: Daniel Paulista

Escalação do Vitória
Celismar; Lê Santos, Fabinho Vitória, Marcos e Carlos; Wires, Bruno e Dyorgenes (Everson); Genildo, Diego (Diego Vítor) e Jeffinho (Giva). Técnico: Sérgio China

Histórico geral de Sport x Vitória (todos os mandos)*
58 jogos
36 vitórias rubro-negras (62,0)
18 empates (31,0%)
4 vitórias tricolores (6,8%)

* Considera os dados da Desportiva Vitória (1991-2007) e da Acadêmica Vitória (2008-2020). Contando só a versão atual, são 10 jogos no retrospecto, com 8V do leão, 1E e 1V do taboquito.

A análise do Podcast 45 Minutos (Celso Ishigami, Fred Figueiroa e João Pereira):

Leia mais sobre o assunto
As folhas dos clubes do Pernambucano 2020 vão de R$ 60 mil a R$ 1,2 milhão


Compartilhe!