Compartilhe!

Os confrontos da 6ª fase do torneio. Quem é o maior favorito? Artes: Copa do Brasil/Instagram.

A Copa do Brasil de 2020 chegou à reta final. Dos 91 times inscritos, 8 seguem na disputa pelo título da 32ª edição da competição. O futebol do Nordeste segue representado com o Ceará, que alcança as quartas de final após nove anos. Em toda a história, é a 6ª vez que o alvinegro de Porangabuçu chega nesta fase. E já foi além três vezes. Tentará a 4ª contra o Palmeiras, após a definição do sorteio realizado na sede da CBF, no Rio.

Entre os competidores, dois estreantes nesta fase. O América Mineiro, que avançou em cinco mata-matas, e o Cuiabá, que já largou nas oitavas devido ao título da última edição da Copa Verde – ambos diante da dupla Grenal. Além dos duelos e da ordem dos mandos de campo, também foi definido o chaveamento completo, até a decisão. Vale lembrar que os participantes das quartas recebem R$ 3,3 milhões de cota. Em caso de classificação à semifinal, um aporte de R$ 7 milhões. É muita grana em jogo.

A seguir, os confrontos das quartas de final da Copa do Brasil. Os times à direita decidem em casa. Em relação às datas, a tabela básica aponta as duas próximas quartas-feiras, 11 e 18 de novembro. Na sequência, o chaveamento, ranking das quartas e os pitacos do blog.

Flamengo x São Paulo
Os clubes disputam o título brasileiro desta temporada e se enfrentaram na 19ª rodada, com uma goleada tricolor dentro do Maracanã, 4 x 1 – com o Fla perdendo dois pênaltis. Tecnicamente, o clube carioca é mais capacitado, mas esse tende a ser o jogo mais imprevisível desta fase. Embora já tenham se enfrentado em várias competições, curiosamente será a 1ª vez pela Copa do Brasil.

Cuiabá x Grêmio
Será um jogo inédito, seja em amistoso ou competição. Estreante nas quartas, o Cuiabá pega um time bastante experiente nesta etapa. Com 19 participações nas quartas, o Grêmio só está abaixo do Flamengo (que tem 20). Ainda na zona intermediária da tabela da Série A, o time gaúcho deve focar nas copas – tanto a Copa do Brasil quanto a Libertadores. Espaço pra zebra? Bem improvável.

Internacional x América-MG
O colorado de Coudet e o coelho de Lisca formam um duelo interessante (sobretudo taticamente), mas com uma disparidade técnica semelhante à do jogo interior, também envolvendo um time do G4 da Série B e um grande gaúcho focado na Taça Libertadores. Na história da copa, com dois confrontos, uma classificação pra cada lado (América em 1998, nos pênaltis, e Inter em 2013).

Palmeiras x Ceará
Esse é o mata-mata mais recorrente na Copa do Brasil entre os sorteados. O vozão e o verdão já se enfrentaram 3 vezes, com duas classificações paulistas (quartas em 1997 e 1ª fase em 1998) e uma cearense (oitavas em 1994, quando foi até a final). Para o Ceará, o sorteio foi ruim, mesmo decidindo em casa. Na minha visão, Flamengo e Palmeiras (de técnico novo) eram as piores opções.

Chaveamento na semi: Fla/São Paulo x Cuiabá/Grêmio e Inter/América e Palmeiras/Ceará.

Abaixo, o histórico de participações nas quartas de final da Copa do Brasil, de 1989 até 2020. Até hoje, 49 times diferentes (sendo 12 do NE) já chegaram a esta etapa, com representantes das cinco regiões. A campanha do vozão em 2020 é a 37ª de um nordestino nas quartas. Isso corresponde a 14,4% de todas as 256 vagas ao longo de 32 anos de história.

Nº de participações nas quartas de 1989 a 2020 (e o nº de classificações à semi até 2019)
1º) 20x – Flamengo (13x)
2º) 19x – Grêmio (14x)
3º) 17x – Palmeiras (8x)
4º) 16x – Atlético-MG (4x)
5º) 14x – Corinthians (7x)
6º) 13x – Cruzeiro (11x) e Vasco (8x)
8º) 12x – Internacional (5x) e São Paulo (4x)
10º) 10x – Athletico-PR (2x) e Vitória (2x)
12º) 9x – Fluminense (5x) e Santos (5x)
14º) 8x – Botafogo (4x)
15º) 7x – Goiás (4x) e Bahia
17º) 6x – Ceará (3x)
18º) 5x – Coritiba (5x) e Sport (4x)
20º) 4x – Criciúma (2x) e Paraná
22º) 3x – Figueirense (1x)
23º) 2x – Brasiliense (2x), Ipatinga (1x), Ponte Preta (1x), Juventude (1x), Náutico (1x) e Remo (1x)
29º) 1x – 15 de Campo Bom-RS (1x), Atlético-GO (1x), Avaí (1x), Linhares (1x), Paulista (1x), Santo André (1x), ABC, América-MG, América-RN, Baraúnas, Chapecoense, Comercial-MS, Corinthians-AL, CSA, Cuiabá, Fortaleza, Londrina, Palmas, São Caetano, Treze e Volta Redonda

Participações nas quartas por região, de 1989 a 2020
1º) 141x – Sudeste (18 clubes)
2º) 63x – Sul (12 clubes)
3º) 37x – Nordeste (12 clubes)
4º) 12x – Centro-Oeste (5 clubes)
5º) 3x – Norte (2 clubes)

Pitacos sobre os classificados
Flamengo, Grêmio, Internacional e Palmeiras

Leia mais sobre o assunto
Ceará chega às quartas da Copa do Brasil pela 6ª vez. E já acumula R$ 11 milhões

As cotas da Copa do Brasil de 2020, com R$ 303 milhões distribuídos entre 91 clubes


Compartilhe!