Compartilhe!

Jacuipense 0 x 2 Atlético no Baiano 2022

A festa tricolor em Riachão do Jacuípe. A segunda taça seguida. Foto: Atlético-BA/Instagram.

Na decisão de 2021, venceu o Bahia de Feira na casa do adversário. Na decisão de 2022, venceu o Jacuipense na casa do adversário. Bicampeão baiano com autoridade, e desta vez apoiado por sua torcida no estádio, o Atlético de Alagoinhas é o primeiro clube do interior a vencer a competição por dois anos seguidos.

Até então, o Fluminense de Feira de Santana era o único com duas taças fora da capital, mas nos já distantes anos de 1963 e 1969. Ou seja, o segundo título por si só já seria um feito raro, num hiato de 53 anos. Porém, o bicampeonato genuíno marca de vez a história do carcará, representante de um município de 153 mil habitantes, a 108 km de Salvador. Em toda a história do Baiano, com 118 anos, este foi apenas o 6º título do interior.

E o Atlético conseguiu melhorar a sua campanha de um ano pro outro. Passou de 6V, 2E e 5D em 2021 para 8V, 3E e 2D em 2022, temporada marcada também pela primeira campanha na fase principal da Copa do Nordeste, onde chegou nas quartas, parando no Fortaleza – que seria o campeão regional. Falando nisso, o novo título recoloca o carcará no Nordestão, além da vaga na Copa do Brasil, com receitas importantes para que o clube siga sendo competitivo na Boa Terra – em tempo, esta foi a 3ª final seguida, pois o tricolor também foi vice em 2020.

Sobre a decisão no Eliel Martins, o Atlético conseguiu conter o Jacuipense desde o início. E chegou à vitória por 2 x 0 com gols do atacante Thiaguinho, no 1T, e do lateral Paulinho, no rebote de um pênalti já nos acréscimos do 2T. Desbancando a dupla Ba-Vi e com duas estrelas acima do escudo, o clube fundado em 1970 vive o seu maior momento profissional e agora mira a saída da Série D, com a estreia dentro de uma semana. Chega com muita moral…

A campanha do campeão baiano de 2022 (após 13 jogos)
8V, 3E e 2D, com 22 GP e 11 GC (+11 SG)

Os seis títulos baianos conquistados pelo interior (e os vices)
1º) 1963 – Fluminense de Feira (Bahia)
2º) 1969 – Fluminense de Feira (Bahia)
3º) 2006 – Colo Colo de Ilhéus (Vitória)
4º) 2011 – Bahia de Feira (Vitória)
5º) 2021 – Atlético de Alagoinhas (Bahia de Feira)
6º) 2022 – Atlético de Alagoinhas (Jacuipense)

Nº de títulos baianos de 1905 a 2022 (119 edições; 21 campeões*)
1º) 49 vezes – Bahia (último em 2020)
2º) 29 vezes – Vitória (2017)
3º) 10 vezes – Ypiranga (1951)
4º) 7 vezes – Botafogo (1938)
5º) 5 vezes – Galícia (1968)
6º) 2 vezes – São Salvador (1907), Fluminense de Salvador (1915), Fluminense de Feira (1969) e Atlético de Alagoinhas (2022)
10º) 1 vez – Cricket (1905), Santos Dumont (1910), Sport (1911), Alético de Salvador (1912), Internacional (1914), República (1916), AAB (1924), Bahiano (1927), Guarany (1946), Leônico (1966), Colo Colo (2006) e Bahia de Feira (2011)

* Em 1938 foram realizados dois torneios oficiais, vencidos por Botafogo (1º) e Bahia (2º). Já em 1999 o título foi divido entre Bahia e Vitória.


Compartilhe!