Compartilhe!

Nesta final, veremos um clube erguer a “orelhuda dourada” pela segunda vez.

A grande decisão da Copa do Nordeste de 2020 reúne os dois elencos mais caros da região nesta temporada. Considerando as cifras informadas no início do ano, uma folha de R$ 3,5 milhões no Bahia e R$ 3,0 milhões no Ceará. Números justificados por aquisições de impacto como Rodriguinho e Clayson no tricolor e Rafael Sóbis e Fernando Prass no alvinegro. Em campo, até este duelo, caminhos bem distintos, com a regularidade do Esquadrão na primeira fase e a “casca” obtida pelo Vozão no mata-mata, bem mais pesado (Vitória/Fortaleza x Botafogo/Confiança).

Para dar ainda mais molho ao confronto, trata-se de um repeteco da final de 2015. Cinco anos atrás, o Ceará venceu o Bahia lá e lô e conquistou o seu único título regional, de forma invicta. Curiosamente, chega invicto a esta decisão. Quanto ao Bahia de Roger, além da chance de descontar o resultado, é uma nova oportunidade para buscar o tetracampeonato regional – no tri, foi treinado justamente por Guto Ferreira, hoje no adversário. Em 2018 ficou a um triz, na Fonte Nova. Agora, em 2020, decidirá novamente em Salvador. Devido ao caráter excepcional, com a reta final em sede única para cumprir o procolo de segurança no combate ao Covid-19, ambos os jogos serão na capital baiana. Ambos sem público.

Assim, as duas massas, somando quase 5 milhões de torcedores (3,19 mi x 1,76 mi), vão acompanhar pela tevê, assim como outras torcidas, com números ascendentes na audiência, sobretudo online. Após os 180 minutos de futebol, sem vantagem alguma (em caso de igualdade, pênaltis), veremos o primeiro clube a conquistar o Nordestão por duas vezes desde a volta oficial, em 2013. Nas sete edições anteriores foram sete campeões distintos. Ou seja, a história já está escrita. Falta saber… o final.

A final nordestina de 2020 (e as transmissões na TV)
01/08 (16h00) – Ceará x Bahia (Pituaçu), SBT*, Fox Sports, Live FC e Youtube
04/08 (21h30) – Bahia x Ceará (Pituaçu), SBT*, Fox Sports, Live FC e Youtube
* Nas afiliadas nordestinas

As campanhas dos finalistas (após 10 jogos)
23 pts – Bahia (7V, 2E e 1D; +11 SG e 17 GP)
20 pts – Ceará (5V, 5E e 0D; +8 SG e 17 GP)

Histórico geral de Bahia x Ceará (todos os mandos)
69 jogos
24 triunfos tricolores (34,7%)
25 empates (36,2%)
20 vitórias alvinegras (28,9%)

A seguir, um breve resumo sobre os 16 títulos do Nordestão espalhados entre 1994 e 2019 – o torneio foi intermitente por anos. Bahia ou Ceará em 2020? Ambos carregam, literalmente, os respectivos estados nesta grande final. Sem muro, o meu pitaco fica com o Bahia.

Nº de títulos por clube
4x – Vitória (97, 99, 03 e 10)
3x – Sport (94, 00 e 14) e Bahia (01, 02 e 17)
1x – América de Natal (98), Campinense (13), Ceará (15), Santa Cruz (16), Sampaio Corrêa (18) e Fortaleza (19)

Nº de títulos por estado
7x – Bahia (97, 99, 01, 02, 03, 10 e 17)
4x – Pernambuco (94, 00, 14 e 16)
2x – Ceará (15 e 19)
1x – Rio Grande do Norte (98), Paraíba (13) e Maranhão (18)

Premiação oficial
Com a presença na decisão, tanto Bahia quanto Ceará já têm a garantia de ao menos R$ 500 mil de cota, pela segunda colocação. Em caso de título, R$ 1 milhão. Até aqui, ambos já somaram R$ 2,875 milhões. Ou seja, terminarão a edição com R$ 3,375 mi (vice) ou R$ 3,875 mi (campeão).

A análise das classificações na semifinais
Ceará vence o Clássico-Rei histórico e chega pela 3ª vez à final do Nordestão

Bahia vence o Confiança no finzinho e chega à 8ª final no Nordestão. Recordista!

Leia mais sobre o assunto
As folhas dos clubes do Nordestão de 2020 vão de R$ 115 mil a R$ 3,5 milhões


Compartilhe!