Compartilhe!

Barcelona x Real Madrid em 2022

Daniel Alves e Vinícius Júnior, alguns dos brasileiros nos 2 gigantes em 2022. Foto: Real Madrid.

Há pelo menos dez anos, Barcelona e Real Madrid detêm a preferência do torcedor brasileiro entre os principais times estrangeiros, um fator cada vez mais presente no perfil do público. É o que aponta o “Relatório Convocados”, elaborado em parceria com a XP Investimentos e que trouxe dados sobre o “público consumidor” do futebol no país.

Segundo o estudo feito pela Sport Track em 2021, 88% da população a partir de 16 anos torce por algum clube do país. Desta parcela ligada ao futebol, 36% já tem um 2º time no exterior, quase sempre na Europa – entre os 15 divulgados, o Boca Juniors é a exceção. Num cenário absoluto, com torcedores e não torcedores, o percentual de simpatizantes por esses times é de 31,68%, num cálculo do blog – seguindo a linha de divulgação adotada pelas pesquisas tradicionais.

Então, projetando esse percentual com a população do Brasil, já seriam 67,5 milhões de simpatizantes neste perfil – fora os simpatizantes por times brasileiros. E a dupla espanhola concentra 16,47% deste cenário geral, ou 35,1 milhões de fãs, torcedores e/ou simpatizantes. Em 2017, o Ibope-Repucom fez um levantamento semelhante. Na ocasião, o Barcelona teve 8% como 2ª opção, enquanto o Real teve 4%. Agora, pela Sport Track, os dados absolutos são de 8,8% e 7,6%, respectivamente. Números superiores a quase todos os times nacionais, só abaixo de Flamengo, Corinthians e São Paulo, que partem de 10%. Num cenário específico só com os torcedores dos clubes de fora, Baça e Real têm 28% e 24%, num domínio pesado.

Declínio do Calcio e ascensão da Premier League

A Sport Track realizou cinco pesquisas do tipo nos últimos 11 anos. A dupla espanhola só foi ultrapassada na primeira, em 2010, com o Milan na liderança. Ali, o futebol italiano tinha 42% da preferência estrangeira! Hoje, a soma dá 5%. Considerando que os espanhóis estiveram nas cabeças de lá pra cá, os pontos percentuais do Calcio foram drenados para os ingleses, já com cinco nomes na lista, e para o PSG, no embalo do trio Neymar, Messi e Mbappé.

O relatório aponta 4 pilares sobre a volatilidade dos segundos times: 1) Exposição (o nível da competição que disputa, como Champions e Premier League), 2) Ídolos (Messi e Cristiano Ronaldo impulsionaram a década de Barça e Real), 3) Títulos (o campeão europeu do ano costuma dar um salto imediato) e 4) Continuidade (estar sempre em evidência nos canais).

Projeção sobre a pesquisa de torcida da Sport Track no Brasil em 2021
Público: 2.300 entrevistados
População estimada no período: 213.317.639 habitantes (IBGE/2021)

1º) Barcelona (ESP) – 8,87% (18.921.274)
2º) Real Madrid (ESP) – 7,60% (16.212.140)
3º) Paris Saint-Germain (FRA) – 5,38% (11.476.488)
4º) Manchester United (ING) – 1,26% (2.687.802)
5º) Bayern de Munique (ALE) – 0,95% (2.026.517)
5º) Manchester City (ING) – 0,95% (2.026.517)
7º) Liverpool (ING) – 0,63% (1.343.901)
7º) Milan (ITA) – 0,63% (1.343.901)
7º) Chelsea (ING) – 0,63% (1.343.901)
7º) Juventus (ITA) – 0,63% (1.343.901)
11º) Arsenal (ING) – 0,31% (661.284)
11º) Internazionale (ITA) – 0,31% (661.284)
11º) Boca Juniors (ARG) – 0,31% (661.284)
11º) Borussia Dortmund (ALE) – 0,31% (661.284)
11º) Atlético de Madrid (ESP) – 0,31% (661.284)
Total de torcidas estrangeiras: 31,68% do público

Pesquisa de torcida estrangeira no Brasil em 2021, via Sport Track (divulgação oficial)*
1º) Barcelona (ESP) – 28%
2º) Real Madrid (ESP) – 24%
3º) Paris Saint-Germain (FRA) – 17%
4º) Manchester United (ING) – 4%
5º) Bayern de Munique (ALE) – 3%
5º) Manchester City (ING) – 3%
7º) Liverpool (ING) – 2%
7º) Milan (ITA) – 2%
7º) Chelsea (ING) – 2%
7º) Juventus (ITA) – 2%
11º) Arsenal (ING) – 1%
11º) Internazionale (ITA) – 1%
11º) Boca Juniors (ARG) – 1%
11º) Borussia Dortmund (ALE) – 1%
11º) Atlético de Madrid (ESP) – 1%
* Entre os 34% da torcida brasileira que também torcia por um estrangeiro

Pesquisa de torcida estrangeira no Brasil em 2010, via Sport Track (divulgação oficial)*
1º) Milan (ITA) – 30%
2º) Barcelona (ESP) – 23%
3º) Real Madrid (ESP) – 17%
4º) Internazionale (ITA) – 10%
5º) Manchester United (ING) – 5%
6º) Chelsea (ING) – 4%
7º) Liverpool (ING) – 1%
7º) Bayern de Munique (ALE) – 1%
7º) Juventus (ITA) – 1%
7º) Arsenal (ING) – 1%
7º) Benfica (POR) – 1%
7º) Roma (ITA) – 1%
7º) Porto (POR) – 1%
14º) Manchester City (ING) – 0%**
14º) Sporting (POR) – 0%**
* Entre os 36% da torcida brasileira que também torcia por um estrangeiro
** Clubes que não atingiram um dígito

A evolução em pontos percentuais das torcidas nos últimos 11 anos (2021 sobre 2010)
+17 pontos – Paris Saint-Germain
+7 pontos – Real Madrid
+5 pontos – Barcelona
+3 pontos – Manchester City
+2 pontos – Bayern de Munique
+1 ponto – Atlético de Madrid, Boca Juniors, Borussia Dortmund, Juventus e Liverpool
Zero – Arsenal
– 1 ponto – Manchester United
-2 pontos – Chelsea
-9 pontos – Internazionale
-28 pontos – Milan

Leia mais sobre o assunto
Manchester City “vem” ao Recife com troféu, capitão e mascote em busca de simpatizantes

Os 20 clubes mais ricos do mundo, com o Manchester City pela 1ª vez no topo


Compartilhe!