Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •  

Vice da Copa do Brasil em 2002, o Brasiliense larga à frente em 2021. Foto: Fernando Torres/CBF.

Numa campanha rápida, com 8 jogos em 36 dias, o Brasiliense conquistou o inédito título da Copa Verde, quebrando um jejum de 16 anos sem taças à parte do âmbito estadual – ou, no caso, distrital. O jacaré venceu a edição de “2020” ao bater o Remo nos pênaltis, em Belém. Na ida, no Mané Garrincha, havia vencido por 2 x 1. Na volta, no Mangueirão, o mandante devolveu o placar. No desempate, 5 x 4, com o lateral-direito azulino, Wellington Silva, isolando a cobrança.

Antes desta final, o último grande título do Brasiliense havia sido em 2004, com a Série B. Mesmo no Distrito Federal, o clube candango, conhecido pelas formações com nomes bem rodados no país (caso de Zé Love, que inclusive fez o gol na volta), só tinha um título local nos últimos sete anos. Agora, além da festa, há uma benesse imediata, na Copa do Brasil.

Com o título, o Brasiliense assegurou a pré-vaga na 3ª fase da Copa do Brasil de 2021, numa edição reformulada. No caso, a etapa corresponde aos 16 avos de final. As cotas do torneio nacional ainda não foram divulgadas, mas tomando por base a última edição, esta premiação seria de R$ 2 milhões. Na prática, é o prêmio pelo título interregional, válido também para Ceará (Copa do Nordeste) e Chapecoense (Série B), além dos nove melhores do Brasileirão.

Títulos oficiais do Brasiliense
1 Série B (2004)
1 Série C (2002)
1 Copa Verde (2020)
9 Estaduais (04, 05, 06, 07, 08, 09, 11, 13 e 17)

A sina paraense nas finais
Quanto ao Remo, o resultado acabou mantendo a escrita no futebol paraense, no mau sentido. Embora seja, o estado de maior tradição entre os 12 estados presentes na Coa Verde, o Pará tem um histórico muito aquém. Este foi o segundo vice seguido nos pênaltis dentro do Mangueirão – em 2019 o Paysandu perdeu do Luverdense. Até hoje, a dupla Re-Pa esteve presente em todas as sete finais da Copa Verde, mas só levou dois títulos, ambos com o papão. No caso do leão, dois vices na conta, em 2015 e 2020. Este agora, aliás, encerrou “2020”, com três vices: Paraense (vs Paysandu), Série C (Vila Nova) e Copa Verde (vs Brasiliense). Ao menos o clube conseguiu o acesso à segunda divisão nacional, algo essencial, e que o Brasiliense, hoje na Série D, ainda tenta começar.

Os campeões da Copa Verde (e os vices)
2014 – Brasília-DF (Paysandu-PA)
2015 – Cuiabá-MT (Remo-PA)
2016 – Paysandu-PA (Gama-DF)
2017 – Luverdense-MT (Paysandu-PA)
2018 – Paysandu-PA (Atlético-ES)
2019 – Cuiabá-MT (Paysandu-PA)
2020 – Brasiliense-DF (Remo-PA)

Nº de títulos da Copa Verde (7 edições)
2x – Cuiabá e Paysandu
1x – Brasília, Brasiliense e Luverdense


Compartilhe!
  •  
  • 3
  •  
  •