Compartilhe!
  •  
  • 34
  •  
  •  

Já utilizado no time principal, Saulo Mineiro fez um gol na final aos 43/2T. Fotos: Ceará/Twitter.

Na Cidade Vozão, a principal estrutura do Ceará visando o futuro do clube, o time de aspirantes conquistou o primeiro título nacional da história alvinegra. O vozão venceu o Vila Nova e conquistou o Brasileiro de Aspirantes de 2020, sendo a primeira taça para o futebol nordestino na última categoria de base do país – esta, mesclada com profissionais e juniores.

Nesta edição, a 4ª do torneio Sub 23, o Ceará fez a melhor campanha geral, de longe. Em 26 jogos, teve 13V, 8E e 5D, com 34 gols marcados e 21 sofridos. Na decisão, perdeu na ida por 2 x 0 e fez 3 x 1 na volta, levando o troféu com o 4 x 2 nas penalidades. Pela regra, a competição conta com os 16 primeiros do Ranking da CBF, com a vaga sendo repassada à posição seguinte em caso de desistência. Isso até aconteceu nesta temporada, com alguns clubes evitando um gasto maior na pandemia. Porém, times tradicionais como Grêmio, Santos, Corinthians e Fluminense competiram e ficaram pra trás, com o Ceará terminando com 60% de aproveitamento.

Na história, considerando as categorias Sub 17, Sub 20 e Sub 23, este foi apenas o 3º título nacional oficial conquistado por um clube do Nordeste. Os dois anteriores haviam sido na Copa do Brasil, através do Vitória, um na versão júnior e outro na versão juvenil. Levando em conta a presença em decisões, já foram dez aparições da região. Ainda é pouco, mas os resultados começam a surgir junto à estruturação física. Não por acaso, a taça foi erguida no centro de treinamento do Ceará, com 5 campos oficiais numa área de 8 hectares em Itaitinga, devidamente quitado desde maio de 2019, num investimento de R$ 8,4 milhões.

O desempenho nordestino no Campeonato Brasileiro de Aspirantes
2017 – Sem representante
2018 – Vitória (3º), Bahia (11º), Sport (12º) e Santa Cruz (13º)
2019 – Bahia (3º), Vitória (4º), Sport (11º), Ceará (13º) e Santa Cruz (14º)
2020 – Ceará (1º), Fortaleza (11º), Sampaio Corrêa (12º), Santa Cruz (14º) e CRB (16º)

A seguir, o histórico nordestino na base, a partir das finais nacionais. Sobre o Sub 23, vale o amadurecimento de nomes presentes no profissional numa composição com outros jovens.

Campeonato Brasileiro Sub 23 (2017-2020)
1 título (Ceará 2020)

Campeonato Brasileiro Sub 20 (2006-2020)
3 vices (Vitória 2015 e 2018; Sport 2008)

Copa do Brasil Sub 20 (2012-2020)
1 título (Vitória 2012)
3 vices (Bahia 2016 e 2020; Vitória 2014)

Campeonato Brasileiro Sub 17 (2019-2020)
Sem finais

Copa do Brasil Sub 17 (2008-2020)
1 título (Vitória 2015)
1 vice (Sport 2016)

Abaixo, a tuitada do presidente alvinegro, Robinson de Castro, sobre o título da base. Deu os parabéns e ainda cutucou o rival Fortaleza, campeão da Série B de 2018. O que você achou?


Compartilhe!
  •  
  • 34
  •  
  •