Compartilhe!
  • 92
  •  
  •  
  •  

Sport/twitter (@sportrecife)

Pela 7ª vez consecutiva haverá bate-chapa no Sport, mantendo a tradição de pouca unidade política pelas bandas da Ilha do Retiro. Encerrado o prazo de inscrições, após costuras e composições, três candidaturas foram homologadas visando o biênio 2019/2020 – a última disputa com três chapas no clube, a única até então, havia sido em 2002.

A situação será encabeçada por Augusto Carreras, vereador do Recife e que já integrou a direção de futebol da atual gestão, comandada por Arnaldo Barros – que, a princípio, começa à parte do processo. Batizada de “Sport de Todos”, terá Gustavo Dubeux, o atual vice executivo, na presidência do conselho – geralmente, o papel é o do próprio presidente executivo.

A principal linha da oposição larga com Milton Bivar, presidente em 2007/2008, quando o clube venceu a Copa do Brasil. Embora tenha participado de uma diretoria de futebol, em 2013, o dirigente ficou bastante tempo afastado do comando do clube. Desta vez, assumiu as rédeas da chapa “Sport do Povo”. Até hoje, a oposição só venceu um pleito no leão, em 1986, quando Homero Lacerda derrotou Wanderson Lacerda – no ano seguinte, o clube conquistou o título brasileiro.

Na terceira frente aparece Eduardo Carvalho, que na verdade foi o primeiro a se apresentar para a disputa. Liderando a candidatura “Uma Razão para Viver”, o dirigente prega a perícia contábil no Sport, no que nos últimos quatro anos registrou um faturamento de R$ 430 milhões – e, mesmo assim, hoje encontra-se mergulhado numa crise financeira.

A seguir, detalhes das chapas. No fim do post, participe da enquete sobre o futuro presidente.

Sport do Povo
Chapa 1
Presidente executivo: Milton Bivar
Vice executivo: Carlos Frederico
Presidente do Conselho Deliberativo: Fernando Pessoa
Vice do Conselho Deliberativo: Ricardo Sá Leitão
Twitter: @sportdopovo

Sport de Todos
Chapa 2
Presidente executivo: Augusto Carreras
Vice executivo: Jorginho Peixoto
Presidente do Conselho Deliberativo: Gustavo Dubeux
Vice do Conselho Deliberativo: Leonardo Camello
Twitter: não disponível

Uma Razão para Viver
Chapa 3
Presidente executivo: Eduardo Carvalho
Vice executivo: Bruno Lacerda
Presidente do Conselho Deliberativo: Leonardo Coelho
Vice do Conselho Deliberativo: Paula Guimarães
Twitter: @umarazaoparavi1

A eleição do Sport visando as duas próximas temporadas está marcada para o dia 18 de dezembro, das 8h às 18h. Na ocasião, serão eleitos os presidentes e vices do executivo e do conselho deliberativo, além do quadro do próprio CD, com 133 titulares, 50 suplentes e 17 membros natos. A expectativa é que o colégio eleitoral seja, no mínimo, equivalente ao da última eleição – que foi a maior já vista no futebol pernambucano. Considerando os últimos seis pleitos no clube, a taxa de participação dos sócios titulares adimplentes foi de 27,3%.

O colégio eleitoral rubro-negro nas 6 eleições anteriores
2006 – 8 mil sócios aptos (1.817 votos, ou 22,7%)
2008 – 8 mil sócios aptos (3.456 votos, ou 43,2%)
2010 – 7 mil sócios aptos (1.957 votos, ou 27,9%)
2012 – 12 mil sócios aptos (3.441 votos, ou 28,6%)
2014 – 9 mil sócios aptos (1.818 votos, ou 20,2%)
2016 – 16,5 mil sócios aptos (4.063 votos, ou 24,6%)

Ainda não há uma previsão oficial sobre o faturamento do Sport no próximo biênio, devido à incerteza quanto à divisão no Campeonato Brasileiro e a respectiva cota de transmissão na televisão. No entanto, tende a seguir numa escala de duas centenas de milhões de reais.

Faturamento do Sport nos últimos 6 biênios (divisões nacionais e o presidente)
2007/2008 – R$ 67.018.791 (A/A), Milton Bivar
2009/2010 – R$ 66.552.900 (A/B), Silvio Guimarães
2011/2012 – R$ 126.683.082 (B/A), Gustavo Dubeux
2013/2014 – R$ 112.225.381 (B/A), Luciano Bivar/Humberto Martorelli
2015/2016 – R$ 217.246.351 (A/A), Humberto Martorelli
2017/2018 – R$ 213.854.044 (A/A), Arnaldo Barros*
* Considerando a previsão orçamentária de 2018


Compartilhe!
  • 92
  •  
  •  
  •