Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Aos 32/1T, G9 deslocou o goleiro Cássio e fez história. Foto: Ettore Chiereguini/AGIF, via CBF.

Abrindo a 24º rodada, em 5 de outubro, o centroavante Gilberto marcou o seu 9º gol no Brasileirão de 2021, ao converter uma penalidade na arena do Corinthians. O camisa 9 do Bahia segue como um dos artilheiros da competição, ao lado de Edenílson (Inter) e Bruno Henrique (Fla), mas o lance foi bem além.

Considerando as quatro edições com a camisa tricolor, G9 chegou a 40 gols na primeira divisão, sendo o primeiro jogador da história a alcançar a marca vestindo a camisa de um clube do Nordeste. Durante 46 anos o recorde permaneceu com Ramon, que fez 39 gols pelo Santa Cruz entre 1971 e 1975, no período de ouro do clube coral.

A história começou a ser reescrita em 19 de julho de 2018, quando Gilberto estreou pelo Bahia na 13ª rodada da Série A. Na ocasião, já balançou as redes, no empate em 1 x 1 com a Chape, lá em SC. De lá pra cá, então, o Bahia disputou 126 jogos – nem sempre com Gilberto em campo. Nos cinco anos nos quais Ramon estabeleceu a marca agora superada, foram 132 jogos do Santa – nem sempre com ele em campo também. No caso do atacante do tricolor baiano, foram 8 gols em 2018, 14 em 2019, 9 em 2020 e 9 em 2021, até esta publicação.

Seguindo o viés sobre goleadores da região, ao longo do Campeonato Brasileiro, considerando o período a partir de 1971, alguns nomes se firmaram no futebol nordestino pelo poder de fogo país afora. E três deles conseguiram terminar a competição na liderança da artilharia atuando em clubes da região. No caso, Ramón no Santa Cruz (1973), Charles no Bahia (1990) e Diego Souza no Sport (2016). Ao todo, dez clubes nordestinos já tiveram goleadores com ao menos 10 tentos em uma edição, sendo três em Pernambuco, dois na Bahia, Ceará e Rio Grande do Norte e um na Paraíba. E Gilberto naturalmente também está nesta estatística.

Ampliando a análise com a soma de todas as temporadas, seis clubes tradicionais da região já tiveram jogadores com mais de 20 gols. São marcas representativas, essenciais em várias campanhas. Eis, então, o levantamento atualizado a partir de um recorde daqueles…

Atualização pós-jogo: o Bahia acabou perdendo do Corinthians de virada, por 3 x 1, seguindo irregular no BR, mas isso não invalida o recorde individual obtido por Gilberto.

Os 15 maiores artilheiros do Nordeste da Série A, acumulado por clube (+30 gols*)
1º) 40 gols – Gilberto (Bahia, 2018-2021)
2º) 39 gols – Ramón (Santa Cruz, 1971-1975)
3º) 38 gols – Diego Souza (Sport, 2014-2017)
4º) 37 gols – Nunes (Santa Cruz, 1975-1978)
5º) 36 gols – Allan Delon (Vitória, 2000-2004)
6º) 35 gols – Douglas (Bahia, 1972-1980)
7º) 33 gols – Luciano Veloso (Santa Cruz, 1971-1974) e Leonardo (Sport, 1994-2000)
9º) 32 gols – Betinho (Santa Cruz, 1971-1980) e Dinei (Vitória, 2008-2014)
11º) 31 gols – André Catimba (Vitória, 1972-1975), Jorge Mendonça (Náutico, 1973-1975), Nonato (Bahia, 2000-2003) e André (Sport, 2015-2021)
15º) 30 gols – Baiano (Náutico, 1983-1986)
* Dados atualizados até 5 de outubro de 2021

Os 10 maiores artilheiros do Nordeste Série A, por edição (+15 gols)
1º) 21 gols – Ramón (Santa Cruz, 1973)
2º) 19 gols – Acosta (Náutico, 2007)
3º) 18 gols – Cláudio Adão (Bahia, 1986), Edílson (Vitória, 2004) e Obina (Vitória, 2004)
6º) 16 gols – Rinaldo (Fortaleza, 2005), Dinei (Vitória, 2013) e André (Sport, 2017)
9º) 15 gols – Roger (Vitória, 2009) e Fernandão (Bahia, 2013)

Os 10 clubes com os maiores artilheiros da Série A (lista nacional)
1º) 181 gols – Roberto Dinamite no Vasco (1971-1992)
2º) 139 gols – Zico no Flamengo (1971-1989)
3º) 108 gols – Luís Fabiano no São Paulo (2001-2015)
4º) 94 gols – Fred no Fluminense (2009-2021)
5º) 89 gols – Reinaldo no Atlético-MG (1973-1983)
6º) 78 gols – Tarciso no Grêmio (1973-1985)
7º) 69 gols – Túlio no Botafogo (1994-2-00)
8º) 57 gols – Valdomiro no Internacional (1971-1982)
9º) 54 gols – Neymar no Santos (2009-2013)
10º) 52 gols – Marcelinho Carioca no Corinthians (1994-2000)

Leia mais sobre o assunto
Lista completa com os maiores goleadores do Nordeste no Brasileirão, a partir de 10 gols


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •