Compartilhe!
  •  
  • 18
  •  
  •  

O goleiro participou de 91% dos jogos dos corais no último ano. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Após quase um ano, o Santa Cruz voltou a concluir outra venda milionária de um nome revelado na base. Em 6 de fevereiro de 2020, o clube cedeu o lateral Warley, com apenas 10 jogos pelo profissional. Agora, em 3 de fevereiro de 2021, o tricolor negociou o goleiro Maycon Cleiton, este mais testado no time principal. O jogador de 22 anos, que começou a temporada passada como terceiro goleiro, acabou ganhando uma oportunidade e tornou-se titular absoluto, atuando em 45 dos 49 jogos do clube desde então. Com 22 anos, Maycon foi eleito a revelação do futebol nordestino, no prêmio organizado pela Liga do Nordeste, recebendo 31% dos votos em sua categoria.

Se a negociação anterior, com o Botafogo, foi revertida em crédito, com o empréstimo de jogadores, incluindo salários, desta vez é em dinheiro vivo. O Bragantino, a partir da Red Bull, a proprietária do clube, pagou R$ 1 milhão por 80% dos direitos econômicos do goleiro, cujos valores foram  repassados pelo próprio Santa, como já havia sido da outra vez, virando um costume (tomara). O clube ainda informou que ficou com 20% para negociações futuras, esperando uma valorização, até mesmo pela diferença de calendário nesta temporada, com o Santa na Série C, enquanto o Braga terá o Paulistão, o principal Estadual, e a Série A.

Na história, Maycon Cleiton foi a 9ª venda milionária do Santa. Num ranking em valores nominais, o lateral figura em 8º lugar, empatado com Grafite. Porém, considerando a correção na venda de Grafa, através do IGP-M, a venda de Grafa hoje equivaleria a R$ 4,44 milhões. No Nordeste, o tricolor é o 6º clube com mais vendas neste porte. De 1994 até hoje foram 135.

Utilização do recurso no Arruda
Segundo o Santa, o repasse por Maycon Cleiton serviu para o pagamento de débitos trabalhistas, acordos judiciais e extrajudiciais, folha dos atletas e dosfuncionários e fornecedores. Haja conta.

O ranking de vendas milionárias do Santa (valores nominais)
1º) 3,00 mi (2016) – João Paulo (meia), Botafogo
2º) 2,00 mi (2011) – Gilberto (atacante), Internacional
2º) 2,00 mi (2017) – Raniel (meia), Cruzeiro
4º) 1,64 mi (2019) – Elias (atacante), Athletico-PR
5º) 1,50 mi (2020) – Warley (lateral-direito), Botafogo
6º) 1,30 mi (1996) – Pantera (atacante), Compostela (ESP)
7º) 1,20 mi (2006) – Carlinhos Bala (atacante), Cruzeiro
8º) 1,00 mi (2001) – Grafite (atacante), Grêmio
9º) 1,00 mi (2021) – Maycon Cleiton (goleiro), Bragantino

Leia mais sobre o assunto
As 135 vendas milionárias realizadas pelos clubes do Nordeste no Plano Real


Compartilhe!
  •  
  • 18
  •  
  •