Compartilhe!

Náutico 1 x 2 Londrina na Série B

No scout de finalizações, Náutico 8 x 7. Em gols, Londrina 2 x 1. Foto: Rafael Vieira/AGIF, via CBF.

Era um jogo de estreias, do técnico Elano e do meia Souza, além da volta do “Todos com a Nota”, levando a maioria dos 10 mil torcedores presentes nos Aflitos. Entretanto, a queda de produção no segundo tempo, física e coletiva, resultou num revés duríssimo do Náutico, que tomou a virada do Londrina. O alvirrubro sofreu a 4ª derrota consecutiva na Série B, se mantendo como a defesa mais vazada do campeonato e chegando a quatro rodadas na zona de rebaixamento.

Embora tenha o returno quase inteiro pela frente, a situação do timbu já é dramática neste BR. Partindo para o 3º técnico na campanha, sendo o 4º no ano, o time não sofreu ajustes onde mais precisava. O sistema defensivo é um calo desde o ano passando, quando sofreu 50 gols na Segundona, com média de 1,31. Na atual edição já foram 26 gols em 20 partidas, com média de 1,30. Nota-se um padrão, no pior sentido possível. Daí, creio, a primeira tarefa de Elano deveria ser nesta correção, mesmo reconhecendo as dificuldades com as peças à disposição. No ataque, o Náutico até tem jogadores interessantes, como Jean Carlos, Souza, que estreou, e Kieza, que voltou a marcar. Já nas linhas defensivas, não.

Victor Ferraz, por exemplo, foi um bom reforço, mas não com as características defensivas a esta altura da carreira. Há qualidade técnica no meio-campo, mas não no mesmo nível para marcar. Os dois gols de Douglas Coutinho no segundo tempo expõem o problema recorrente, como a facilidade no drible em Thiago Ennes e a liberdade para invadir a área e depois na triangulação com passe elevado para virar o jogo pra 2 x 1, aos 26 minutos.

Drama mesmo faltando 18 jogos

Dali até o fim, um caldeirão fervendo o próprio time, com a situação na tabela deixando poucos caminhos. Enquanto o tubarão subiu pra 5º, o timbu segue afundado em 18º lugar. Hoje, a meta em Rosa e Silva segue sendo curta. Basta ficar à frente de quatro clubes. Só não parece mais algo fácil. Na próxima rodada, por exemplo, o time pega o Bahia em Salvador…

Náutico em 20 rodadas na Série B de 2022
Mandante – 11 jogos; 2V, 4E e 5D (10 pts e 30.3%)
Visitante – 9 jogos; 2V, 2E e 5D (8 pts e 29.6%)

Escalação do Náutico (melhor: Souza; piores: Ennes, Wellington e Robinh)
Lucas Perri; Thiago Ennes, Wellington, Bruno Bispo e João Lucas; Victor Ferraz, Jobson, Richard Franco (Luís Felipe), Souza e Jean Carlos (Jonathas); Kieza (Robinho). Técnico: Elano

Escalação do Londrina (melhor: Douglas Coutinho)
Matheus Nogueira; Denilson, Augusto (Luis Mandaca), Gustavo Vilar e Alan Ruschel; João Paulo, Jhonny Lucas (Jean Henrique), Gegê e Caprini (Luan); Douglas Coutinho (Eltinho) e Gabriel Santos (Matheus Lucas). Técnico: Adilson Batista

Histórico geral de Náutico x Londrina (todos os mandos)
19 jogos
4 vitórias pernambucanas (21,0%)
5 empates (26,3%)
10 vitórias paranaenses (52,6%)

Leia mais sobre o assunto
A tabela de jogos do Náutico no Campeonato Brasileiro da Série B de 2022

Abaixo, assista aos 3 gols nos Aflitos, num vídeo do perfil oficial da Série B no Twitter.


Compartilhe!