Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

O percentual de resultados do Náutico em 111 temporadas de futebol.

Em 2019, o Náutico conseguiu o seu primeiro título nacional. O timbu ganhou a Série C e voltou à segundona após dois anos. Foi, também, a volta de fato aos Aflitos, com um ano completo mandando os seus jogos em Rosa e Silva. Ao todo foram 24 partidas, com média de 7.497 torcedores – com 44,23% de ocupação.

Nas demais competições, o time alvirrubro ficou com o vice-campeonato estadual, perdendo o bi nos pênaltis, na Ilha (após vencer o jogo), chegou à semifinal do Nordestão após 17 anos (acabou eliminado aos 44/2T) e caiu na 2ª fase da Copa do Brasil, no primeiro duelo local na história do torneio – Clássico das Emoções em jogo único no Arruda.

A seguir, a soma desses dados aos anos anteriores do Náutico. Ao todo, o clube já atuou 4.831 vezes com o time principal. O cenário do clube parte de uma atualização sobre a pesquisa feita por Carlos Celso Cordeiro. No levantamento, o desempenho absoluto do timbu nos torneios, com o nº de participações e as melhores campanhas, o histórico nos clássicos e os recordes de público e renda, além de rankings individuais (mais gols e mais jogos).

Jogos do time em torneios oficiais em 2019
49 jogos
26 vitórias (53,0% das partidas disputadas)
12 empates (24,4%)
11 derrotas (22,4%)
Aproveitamento de 61,2% (considerando 3 pontos por vitória)

Ranking Nacional de Clubes da CBF (12/2019): 41º lugar (3.748 pontos)

Total entre 1909 e 2019 (competições oficiais e amistosos) 
4.831 jogos (8.756 GP e 5.750 GC, +3.006)
2.357 vitórias (48,7%)
1.074 empates (22,2%)
1.396 derrotas (28,8%)
4 jogos com placar desconhecido (0,1%)
56,2% de aproveitamento (desconsiderando os jogos sem resultado)

Primeiro: Náutico 3 x 1 Sport (25/07/1909), no British Club (amistoso)
Último: Náutico 1 x 1 ABC (22/12/2019), nos Aflitos (amistoso)

No Campeonato Pernambucano 1915-2019 (ranking: 3º)
2.261 jogos (4.858 GP e 2.416 GC, +2.442)
1.302 vitórias (57,5%)
443 empates (19,5%)
516 derrotas (22,8%)
64,1% de aproveitamento

– 104 participações (entre 1916 e 2019)
– 22 títulos (1934, 39, 45, 50, 51, 52, 54, 60, 63, 64, 65, 66, 67, 68, 74, 84, 85, 89, 2001, 02, 04 e 18)

Histórico em decisões no Estadual
Náutico 9 x 7 Santa Cruz
Náutico 6 x 12 Sport

Na Copa do Nordeste 1994-2019 (ranking: 10º)
98 jogos (150 GP e 121 GC, +29)
39 vitórias (39,7%)
31 empates (31,6%)
28 derrotas (28,5%)
50,3% de aproveitamento

– 11 participações (entre 1994 e 2019)
– 3 semifinais (2001, 2002 e 2019)

No Brasileirão unificado 1959-2019
666 jogos (777 GP e 930 GC, -153)
213 vitórias (31,9%)
154 empates (23,1%)
299 derrotas (44,8%)
39,6% de aproveitamento

– 34 participações (entre 1961 e 2013)
– 1 vice (1967)
– 4 semifinais (1961, 65, 66 e 68)
– 3 rebaixamentos (1994, 2009 e 13)

Na Série A 1971-2019
612 jogos (703 GP, 859 GC, -156)
192 vitórias (31,3%)
144 empates (23,5%)
276 derrotas (45,0%)
39,2% de aproveitamento

– 27 participações (entre 1972 e 2013)
– 6º lugar (1984)
– 3 rebaixamentos (1994, 2009 e 13)

Na Série B 1971-2019
536 jogos (738 GP e 669 GC, +69)
225 vitórias (41,9%)
121 empates (22,5%)
190 derrotas (35,4%)
49,5% de aproveitamento

– 20 participações (entre 1971 e 2017)
– 2 vices (1988 e 2011)
– 4 acessos (1981*, 88, 2006 e 11)
– 2 rebaixamentos (1998 e 2017)
* Subiu no mesmo ano (o sistema tradicional surgiu em 1988)

Na Série C 1981-2019
65 jogos (106 GP e 72 GC, +34)
34 vitórias (52,3%)
14 empates (21,5%)
17 derrotas (26,1%)
59,4% de aproveitamento

– 3 participações (1999, 2018 e 2019)
– 1 título (2019)
– 1 acesso (2019)

Na Copa do Brasil 1989-2019
98 jogos (143 GP e 119 GC, +24)
44 vitórias (44,8%)
23 empates (23,4%)
31 derrotas (31,6%)
52,7% de aproveitamento
54 confrontos; 30 classificações e 24 eliminações

– 24 participações (entre 1989 e 2019)
– 1 semifinal (1990)

Na Taça Libertadores da América 1960-2019
6 jogos (7 GP e 8 GC, -1)
2 vitórias (33,3%)*
2 empates (33,3%)
2 derrotas (33,3%)
44,4% de aproveitamento
* O timbu perdeu os pontos de uma vitória por causa de uma substituição irregular

– 1 participação (1968)
– Fase de grupos, 1 vez (1968)

Na Copa Sul-Americana 2002-2019
2 jogos (2 GP, 2 GC, 0)
1 vitória (50,0%)
0 empate
1 derrota (50,0%)
50,0% de aproveitamento
1 confronto; 1 eliminação

– 1 participação (2013)
– 16 avos de final, 1 vez (2013)

Náutico nos Aflitos (1917-2019*)
1.796 jogos
1.156 vitórias (64,3%)
342 empates (19,0%)
298 derrotas (16,5%)
70,7% de aproveitamento em casa
* Competições oficiais e amistosos

Primeiro: Náutico 1 x 3 Casa Forte (29/04/1917, Estadual)
Último: Náutico 1 x 1 ABC (22/12/2019, amistoso)

Desempenho no Clássico dos Clássicos (1909-2019)
552 jogos
182 vitórias do Náutico (32,9%)
157 empates (28,4%)
212 vitórias do Sport (38,4%)
1 placar desconhecido, em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Náutico 3 x 1 Sport (25/07/1909, amistoso)
Último: Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico (21/04/2019, Estadual)

Desempenho no Clássico das Emoções (1917-2019)
527 jogos
169 vitórias do Náutico (32,0%)
155 empates (29,4%)
202 vitórias do Santa Cruz (38,3%)
1 placar desconhecido, em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Santa Cruz 3 x 0 Náutico (29/06/1917, amistoso)
Último: Náutico 3 x 1 Santa Cruz (24/08/2019, Série C)

Maiores artilheiros do clube
1º) 224 gols – Bita (1962-1971)
2º) 185 gols – Fernando Carvalheira (1931-1942)
3º) 181 gols – Baiano (1982-1987)
4º) 179 gols – Kuki (2001-2009)
5º) 118 gols – Ivson (1952-1957)

Quem mais atuou pelo clube
1º) 387 jogos – Kuki, atacante (2001-2010)
2º) 385 jogos – Lourival, volante (anos 80)
3º) 369 jogos – Lula, zagueiro (anos 50)
4º) 357 jogos – Lala, atacante (anos 60)
5º) 319 jogos – Bita, atacante (1962-1971)

Os maiores públicos do clube

Top 5 nos Clássicos
1º) 80.203 – Náutico 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 15/03/1998)
2º) 76.636 – Santa Cruz 1 x 1 Náutico, no Arruda (Estadual, 18/12/1983)
3º) 71.243 – Santa Cruz 2 x 1 Náutico, no Arruda (Estadual, 28/07/1993)
4º) 70.003 – Santa Cruz 0 x 2 Náutico, no Arruda (Estadual, 11/07/2001)
5º) 65.901 – Santa Cruz 1 x 2 Náutico, no Arruda (Estadual, 08/02/1998)

Top 5 como mandante contra outros adversários
1º) 44.424 – Náutico 3 x 0 Palmeiras, no Arruda (Série A, 17/04/1983)
2º) 42.352 – Náutico 2 x 1 Central, na Arena Pernambuco (Estadual, 08/04/2018)
3º) 41.020 – Náutico 0 x 1 Vasco, no Arruda (Série A, 13/04/1983)
4º) 40.615 – Náutico 2 x 3 Grêmio, no Arruda (Série A, 29/04/1984)
5º) 40.426 – Náutico 1 x 1 Vasco, no Arruda (Série A, 20/02/1983)

As maiores rendas do clube

Top 5 como mandante
1ª) R$ 1.576.220 – Náutico 1 x 0 Newell’s Old Boys (ARG), Aflitos (amistoso, 16/12/2018)
2ª) R$ 1.040.104 – Náutico 1 x 1 Sporting (POR), Arena PE (amistoso, 22/05/2013)
3ª) R$ 956.695 – Náutico 2 x 1 Central, Arena PE (Estadual, 08/04/2018)
4ª) R$ 893.950 – Náutico 0 x 1 Sport, Arena PE (Estadual, 23/04/2014)
5ª) R$ 879.515 – Náutico 1 x 1 Bragantino, Arena PE (Série C, 26/08/2018)

Confira também os levantamentos históricos sobre Santa Cruz e Sport.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •