Compartilhe!

O percentual de resultados do Sport em 115 temporadas de futebol.

Mesmo mergulhado numa grave financeira, o Sport alcançou o seu principal objetivo em 2019. Com uma campanha segura, o time conseguiu o vice da Série B e confirmou o “bate-volta” à elite. Perdeu apenas 4 vezes em 38 rodadas. Porém, haja empate (17V e 17E).

No primeiro semestre, o rubro-negro retomou a hegemonia do Estadual ao conquistar o título na Ilha – o último em casa havia sido em 2010. Com um calendário bem enxuto, o time só teve mais uma competição, com o grande fiasco do ano. Na Copa do Brasil, acabou eliminado na primeira fase, sendo goleado pelo Tombense. A consequência daquilo foi um caixa ainda mais apertado, o que tornou o acesso ainda mais emblemático. Em relação aos jogos em casa, foram 27 jogos como mandante, sendo 24 na Ilha e 3 na Arena Pernambuco, com média de 13.886 torcedores.

A seguir, a soma desses dados aos anos anteriores do Sport. Ao todo, o clube já atuou 5.192 vezes com o time principal. O cenário do clube parte de uma atualização sobre a pesquisa feita por Carlos Celso Cordeiro. No levantamento, o desempenho absoluto do leão nos torneios, com o nº de participações e as melhores campanhas, o histórico nos clássicos e os recordes de público e renda, além de rankings individuais (mais gols e mais jogos).

Jogos do time em torneios oficiais em 2019
52 jogos
27 vitórias (51,9% das partidas disputadas)
17 empates (32,6%)
8 derrotas (15,3%)
Aproveitamento de 62,8% (considerando 3 pontos por vitória)

Ranking Nacional de Clubes da CBF (12/2019): 16º lugar (7.237 pontos)

Total entre 1905 e 2019 (competições oficiais e amistosos*)
5.192 jogos* (9.585 GP e 5.624 GC, +3.961)
2.680 vitórias (51,6%)
1.228 empates (23,6%)
1.275 derrotas (24,5%)
9 jogos com placar desconhecido (0,2%)
59,6% de aproveitamento (desconsiderando os jogos sem resultado)

Primeiro: Sport 2 x 2 English Eleven (22/06/1905), no Derby (amistoso)
Último: Atlético-GO 0 x 0 Sport (30/11/2019), no Antônio Accioly (Série B)

No Campeonato Pernambucano 1915-2019 (ranking: 1º)
2.237 jogos (4.990 GP e 2.067 GC, +2.923)
1.412 vitórias (63,1%)
440 empates (19,6%)
385 derrotas (17,2%)
69,5% de aproveitamento

– 103 participações (entre 1916 e 2019)
– 42 títulos (1916, 17, 20, 23, 24, 25, 28, 38, 41, 42, 43, 48, 49, 53, 55, 56, 58, 61, 62, 75, 77, 80, 81, 82, 88, 91, 92, 94, 96, 97, 98, 99, 2000, 03, 06, 07, 08, 09, 10, 14, 17 e 19)

Histórico em decisões no Estadual
Sport 12 x 12 Santa Cruz
Sport 12 x 6 Náutico

Na Copa do Nordeste 1994-2019 (ranking: 3º)
124 jogos (215 GP e 117 GC, +98)
62 vitórias (50,0%)
33 empates (26,6%)
29 derrotas (23,3%)
58,8% de aproveitamento

– 12 participações (entre 1994 e 2017)
– 3 títulos (1994, 2000 e 2014)
– 2 vices (2001 e 2017)

No Brasileirão unificado 1959-2019
951 jogos (1.103 GP e 1.176 GC, -73)
324 vitórias (34,0%)
264 empates (27,7%)
363 derrotas (38,1%)
43,3% de aproveitamento

– 40 participações (entre 1959 e 2018)
– 1 título (1987)
– 1 semifinal (1962)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série A 1971-2019
934 jogos (1.071 GP e 1.157 GC, -86)
316 vitórias (33,8%)
259 empates (27,7%)
359 derrotas (38,4%)
43,0% de aproveitamento

– 37 participações (entre 1971 e 2018)
– 1 título (1987)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série B 1971-2019
333 jogos (468 GP e 352 GC, +116)
143 vitórias (42,9%)
101 empates (30,3%)
89 derrotas (26,7%)
53,0% de aproveitamento

– 12 participações (entre 1980 e 2019)
– 1 título (1990)
– 2 vices (2006 e 2019)
– 6 acessos (1980*, 90, 2006, 11, 13 e 19)
* Subiu no mesmo ano (o sistema tradicional surgiu em 1988)

Na Copa do Brasil 1989-2019
115 jogos (185 GPC e 124 GC, +61)
54 vitórias (46,9%)
26 empates (22,6%)
35 derrotas (30,4%)
54,4% de aproveitamento
63 confrontos; 39 classificações e 24 eliminações

– 25 participações (entre 1989 e 2019)
– 1 título (2008)
– 1 vice (1989)
– 2 semifinais (1992 e 2003)

Na Taça Libertadores da América 1960-2019
14 jogos (18 GP e 14 GC, +4)
7 vitórias (50,0%)
2 empates (14,2%)
5 derrotas (35,7%)
54,7% de aproveitamento

– 2 participações (1988 e 2009)
– Oitavas de final, 1 vez (2009)

Na Copa Sul-Americana 2002-2019
20 jogos (18 GP e 25 GC, -7)
5 vitórias (25,0%)
3 empates (15,0%)
12 derrotas (60,0%)
30,0% de aproveitamento
10 confrontos; 5 classificações e 5 eliminações

– 5 participações (de 2013 a 2017)
– Quartas de final, 1 vez (2017)

Sport na Ilha do Retiro (1937-2019*)
2.202 jogos
1.352 vitórias (61,3%)
485 empates (22,0%)
365 derrotas (16,5%)
68,7% de aproveitamento em casa
* Competições oficiais e amistosos

Primeiro: Sport 6 x 5 Santa Cruz (04/07/1937, amistoso)
Último: Sport 2 x 1 Ponte Preta (20/11/2019, Série B)

Desempenho no Clássico das Multidões (1916-2019)
559 jogos
232 vitórias do Sport (41,5%)
159 empates (28,4%)
168 vitórias do Santa Cruz (30,0%)

Primeiro: Sport 2 x 0 Santa Cruz (06/05/1916, amistoso)
Último: Santa Cruz 1 x 0 Sport (17/02/2019, Estadual)

Desempenho no Clássico dos Clássicos (1909-2019)
552 jogos
212 vitórias do Sport (38,4%
157 empates (28,4%)
182 vitórias do Náutico (32,9%)
1 placar desconhecido, em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Náutico 3 x 1 Sport (25/07/1909, amistoso)
Último: Sport (4) 1 x 2 (3) Náutico (21/04/2019, Estadual)

Maiores artilheiros do clube
1º) 202 gols – Traçaia (1955-1962)
2º) 161 gols – Djalma Freitas (1959-1965)
3º) 136 gols – Leonardo (1994-2004)
4º) 108 gols – Luís Carlos (1984-1990)
5º) 105 gols – Naninho (1955-1957)

Quem mais atuou pelo clube
1º) 732 jogos – Magrão, goleiro (2005-2019)
2º) 569 jogos – Bria, zagueiro (1949-1961)
3º) 472 jogos – Durval, zagueiro (2006-2018)
4º) 367 jogos – Leonardo, atacante (1992-2004)
5º) 356 jogos – Rithely, volante (2011-2018)

Os maiores públicos do clube

Top 5 nos Clássicos
1º) 80.203 – Náutico 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 15/03/1998)
2º) 78.391 – Santa Cruz 1 x 1 Sport, no Arruda (Estadual, 21/02/1999)
3º) 75.135 – Santa Cruz 1 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 03/05/1998)
4º) 74.280 – Santa Cruz 2 x 0 Sport, no Arruda (Estadual, 18/07/1993)
5º) 70.000 – Santa Cruz 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 20/02/1994)

Top 5 como mandante contra outros adversários
1º) 56.875 – Sport 2 x 0 Porto, na Ilha do Retiro (Estadual, 07/06/1998)
2º) 53.033 – Sport 0 x 2 Corinthians, na Ilha do Retiro (Série A, 12/09/1998)
3º) 48.564 – Sport 1 x 1 Cruzeiro, na Ilha do Retiro (Série A, 27/09/1998)
4º) 48.328 – Sport 5 x 0 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 20/09/1998)
5º) 46.018 – Sport 1 x 1 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 03/12/2000)

As maiores rendas do clube

Top 5 como mandante
1º) R$ 1.254.240 – Sport 2 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 19/07/2015)
2º) R$ 1.149.020 – Sport 0 x 1 Flamengo, na Arena PE (Série A, 30/08/2015)
3º) R$ 1.105.425 – Sport 2 x 2 Flamengo, na Arena PE (Série A, 09/11/2014)
4º) R$ 1.084.320 – Sport 2 x 2 Palmeiras, na Arena PE (Série A, 12/07/2015)
5º) R$ 1.011.655 – Sport 1 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 07/12/2014)

Confira também os levantamentos históricos sobre Náutico e Santa Cruz.


Compartilhe!