Compartilhe!
  •  
  • 6
  •  
  •  

O percentual de resultados do Sport em 116 temporadas de atividade no futebol.

Eliminações vexatórias e mais derrotas que vitórias, 19 x 15. O desempenho do Sport em 2020 foi horrível, numa temporada que ainda não “acabou”. No blog, costumo fazer a atualização histórica dos clubes no “ano corrente”, até 31 de dezembro. Sendo assim, este levantamento vai até a 27ª rodada da Série A, na qual o leão figurava acima na zona de rebaixamento, em 15º lugar, tendo 1 ponto de vantagem sobre o Z4.

E olhe que o desempenho no Brasileirão, com o time conseguindo lutando lutar pela permanência, até surpreendeu, pois o rubro-negro foi mal nas demais competições oficiais disputadas. No Estadual, caiu logo na primeira fase, num turno no qual 6 dos 10 avançavam. Terminou em 7º, a sua pior colocação em todos os tempos. No Nordestão, passou às quartas no limite, sendo eliminado pelo Fortaleza nos pênaltis. Na Copa do Brasil, no primeiro mata-mata do ano, um revés na 1ª fase, diante do Brusque.

A seguir, a soma desses dados aos anos anteriores do Sport. Ao todo, o clube já atuou 5.241 vezes com o time principal. O cenário do clube parte de uma atualização sobre a pesquisa feita por Carlos Celso Cordeiro. No levantamento do blog, o desempenho absoluto do leão nos torneios, com o nº de participações e as melhores campanhas, o histórico nos clássicos e os recordes de público e renda, além de rankings individuais (mais gols e mais jogos).

Jogos em competições oficiais em 2020
49 jogos (51 GP e 54 GC; -3)
15 vitórias (30,6% das partidas disputadas)
15 empates (30,6%)
19 derrotas (38,7%)
Aproveitamento de 40,8%

Ranking Nacional de Clubes da CBF (12/2019)*: 16º lugar (7.237 pontos)
* A próxima atualização deve sair em 02/2021

Total entre 1905 e 2020 (competições oficiais e amistosos)
5.241 jogos* (9.640 GP e 5.680 GC, +3.960)
2.695 vitórias (51,4%)
1.243 empates (23,7%)
1.294 derrotas (24,6%)
9 jogos com placar desconhecido (0,2%)
59,4% de aproveitamento

Primeiro: Sport 2 x 2 English Eleven (22/06/1905), no Derby (amistoso)
Último: Goiás 1 x 0 Sport (26/12/2020), na Serrinha (Série A)

No Campeonato Pernambucano 1915-2020 (ranking: 1º)
2.249 jogos (5.009 GP e 2.074 GC, +2.935)
1.417 vitórias (63,0%)
445 empates (19,7%)
387 derrotas (17,2%)
69,6% de aproveitamento

– 104 participações (entre 1916 e 2020)
– 42 títulos (1916, 17, 20, 23, 24, 25, 28, 38, 41, 42, 43, 48, 49, 53, 55, 56, 58, 61, 62, 75, 77, 80, 81, 82, 88, 91, 92, 94, 96, 97, 98, 99, 2000, 03, 06, 07, 08, 09, 10, 14, 17 e 19)

Histórico em decisões no Estadual
Sport 12 x 12 Santa Cruz
Sport 12 x 6 Náutico

Na Copa do Nordeste 1994-2020 (ranking: 4º)
133 jogos (223 GP e 126 GC, +97)
64 vitórias (48,1%)
38 empates (28,5%)
31 derrotas (23,3%)
57,6% de aproveitamento

– 13 participações (entre 1994 e 2020)
– 3 títulos (1994, 2000 e 2014)
– 2 vices (2001 e 2017)

No Brasileirão unificado 1959-2020
978 jogos* e ** (1.126 GP e 1.212 GC, -86)
332 vitórias (33,9%)
269 empates (27,5%)
377 derrotas (38,5%)
43,1% de aproveitamento
* Até a 27ª rodada da edição de 2020
** O leão ainda teve mais 2 vitórias por W.O. no Brasileiro de 87

– 41 participações (entre 1959 e 2020)
– 1 título (1987)
– 1 semifinal (1962)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série A 1971-2020
961 jogos* e **(1.094 GP e 1.193 GC, -99)
324 vitórias (33,7%)
264 empates (27,4%)
373 derrotas (38,8%)
42,8% de aproveitamento
* Até a 27ª rodada da edição de 2020
* O leão ainda teve mais 2 vitórias por W.O. no Brasileiro de 87

– 38 participações (entre 1971 e 2020)
– 1 título (1987)
– 5 rebaixamentos (1989, 2001, 09, 12 e 18)

Na Série B 1971-2020
333 jogos (468 GP e 352 GC, +116)
143 vitórias (42,9%)
101 empates (30,3%)
89 derrotas (26,7%)
53,0% de aproveitamento

– 12 participações (entre 1980 e 2019)
– 1 título (1990)
– 2 vices (2006 e 2019)
– 6 acessos (1980*, 90, 2006, 11, 13 e 19)
* Subiu no mesmo ano (o sistema tradicional surgiu em 1988)

Na Copa do Brasil 1989-2020
116 jogos (186 GPC e 126 GC, +60)
54 vitórias (46,5%)
26 empates (22,4%)
36 derrotas (31,0%)
54,0% de aproveitamento
64 confrontos; 39 classificações e 25 eliminações

– 26 participações (entre 1989 e 2020)
– 1 título (2008)
– 1 vice (1989)
– 2 semifinais (1992 e 2003)

Na Taça Libertadores da América 1960-2020
14 jogos (18 GP e 14 GC, +4)
7 vitórias (50,0%)
2 empates (14,2%)
5 derrotas (35,7%)
54,7% de aproveitamento

– 2 participações (1988 e 2009)
– Oitavas de final, 1 vez (2009)

Na Copa Sul-Americana 2002-2020
20 jogos (18 GP e 25 GC, -7)
5 vitórias (25,0%)
3 empates (15,0%)
12 derrotas (60,0%)
30,0% de aproveitamento
10 confrontos; 5 classificações e 5 eliminações

– 5 participações (de 2013 a 2017)
– Quartas de final, 1 vez (2017)

Sport na Ilha do Retiro (1937-2020*)
2.222 jogos
1.362 vitórias (61,2%)
488 empates (21,9%)
372 derrotas (16,7%)
68,6% de aproveitamento
* Competições oficiais e amistosos

Primeiro: Sport 6 x 5 Santa Cruz (04/07/1937, amistoso)
Último: Sport 1 x 1 Grêmio (19/12/2020, Série A)

Desempenho no Clássico das Multidões (1916-2020)
561 jogos
233 vitórias do Sport (41,5%)
159 empates (28,3%)
169 vitórias do Santa Cruz (30,1%)

Primeiro: Sport 2 x 0 Santa Cruz (06/05/1916, amistoso)
Último: Sport 1 x 2 Santa Cruz (19/07/2020, Estadual)

Desempenho no Clássico dos Clássicos (1909-2020)
554 jogos
212 vitórias do Sport (38,2%)
158 empates (28,5%)
183 vitórias do Náutico (33,0%)
1 placar desconhecido, em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Náutico 3 x 1 Sport (25/07/1909, amistoso)
Último: Náutico 2 x 0 Sport (15/02/2020, Nordestão)

Maiores artilheiros do clube
1º) 202 gols – Traçaia (1955-1962)
2º) 161 gols – Djalma Freitas (1959-1965)
3º) 136 gols – Leonardo (1994-2004)
4º) 108 gols – Luís Carlos (1984-1990)
5º) 105 gols – Naninho (1955-1957)

Quem mais atuou pelo clube
1º) 732 jogos – Magrão, goleiro (2005-2019)
2º) 569 jogos – Bria, zagueiro (1949-1961)
3º) 472 jogos – Durval, zagueiro (2006-2018)
4º) 367 jogos – Leonardo, atacante (1992-2004)
5º) 365 jogos – Rithely, volante (2011-2020)

Os maiores públicos do clube

Top 5 nos Clássicos
1º) 80.203 – Náutico 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 15/03/1998)
2º) 78.391 – Santa Cruz 1 x 1 Sport, no Arruda (Estadual, 21/02/1999)
3º) 75.135 – Santa Cruz 1 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 03/05/1998)
4º) 74.280 – Santa Cruz 2 x 0 Sport, no Arruda (Estadual, 18/07/1993)
5º) 70.000 – Santa Cruz 0 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 20/02/1994)

Top 5 como mandante contra outros adversários
1º) 56.875 – Sport 2 x 0 Porto, na Ilha do Retiro (Estadual, 07/06/1998)
2º) 53.033 – Sport 0 x 2 Corinthians, na Ilha do Retiro (Série A, 12/09/1998)
3º) 48.564 – Sport 1 x 1 Cruzeiro, na Ilha do Retiro (Série A, 27/09/1998)
4º) 48.328 – Sport 5 x 0 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 20/09/1998)
5º) 46.018 – Sport 1 x 1 Grêmio, na Ilha do Retiro (Série A, 03/12/2000)

As maiores rendas do clube

Top 5 como mandante
1º) R$ 1.254.240 – Sport 2 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 19/07/2015)
2º) R$ 1.149.020 – Sport 0 x 1 Flamengo, na Arena PE (Série A, 30/08/2015)
3º) R$ 1.105.425 – Sport 2 x 2 Flamengo, na Arena PE (Série A, 09/11/2014)
4º) R$ 1.084.320 – Sport 2 x 2 Palmeiras, na Arena PE (Série A, 12/07/2015)
5º) R$ 1.011.655 – Sport 1 x 0 São Paulo, na Arena PE (Série A, 07/12/2014)

Confira também os levantamentos históricos sobre Náutico e Santa Cruz.


Compartilhe!
  •  
  • 6
  •  
  •