Compartilhe!
  •  
  • 6
  •  
  •  

O percentual de resultados do Santa Cruz em 107 temporadas de atividade no futebol.

Considerando o “ano corrente”, o Santa Cruz disputou 44 partidas oficiais tanto em 2019 quanto em 2020. No blog, costumo fazer a atualização histórica dos clubes com jogos até 31 de dezembro. Sendo assim, este levantamento vai até a 3ª rodada do quadrangular decisivo da Série C, na qual o tricolor lutava para obter o acesso após três anos nesta divisão – devido à pandemia, a competição nacional só acabará em 2021.

Sobre os jogos em 2020, uma melhora considerável no aproveitamento coral em relação ao último ano, indo de 50% para 64% dos pontos. Não por acaso, perdeu apenas 7 jogos no ano. Curiosamente, nenhuma eliminação veio numa derrota. O time caiu nos pênaltis no Pernambucano (vs Salgueiro, na final), no Nordestão (vs Confiança, nas quartas) e na Copa do Brasil (vs Atlético-GO, na 2ª fase). Sobre o Estadual, uma situação surreal, com o vice invicto – foram 8V e 4E em 12 jogos. Também vale o destaque sobre o gol de nº 10.000 do clube, anotado em 18 de janeiro, com o Santa sendo o 1º do NE a chegar lá.

A seguir, a soma desses dados aos anos anteriores do Santa. Ao todo, o clube já atuou 5.244 vezes com o time principal. O cenário do clube parte de uma atualização sobre a pesquisa feita por Carlos Celso Cordeiro. No levantamento do blog, o desempenho absoluto do tricolor nos torneios, com o nº de participações e as melhores campanhas, o histórico nos clássicos e os recordes de público e renda, além de rankings individuais (mais gols e mais jogos).

Jogos em competições oficiais em 2020
44 jogos (61 GP e 31 GC; +30)
24 vitórias (54,5% das partidas disputadas)
13 empates (29,5%)
7 derrotas (15,9%)
Aproveitamento de 64,3%

Ranking Nacional de Clubes da CBF (12/2019)*: 34º lugar (4.378 pontos)
* A próxima atualização deve sair em 02/2021

Total entre 1914 e 2020 (competições oficiais e amistosos)
5.244 jogos (10.059 GP e 6.064 GC, +3.995)
2.648 vitórias (50,4%)
1.224 empates (23,3%)
1.362 derrotas (25,9%)
10 jogos com placar desconhecido (0,2%)
58,3% de aproveitamento (desconsiderando os jogos sem resultado)

Primeiro: Santa Cruz 7 x 0 Rio Negro (08/03/1914), no Derby (amistoso)
Último: Ituano 1 x 2 Santa Cruz (26/12/2020), no Novelli Júnior (Série C)

No Campeonato Pernambucano 1915-2020 (ranking: 2º)
2.284 jogos (4.933 GP e 2.293 GC, +2.640)
1.344 vitórias (58,8%)
454 empates (19,8%)
486 derrotas (21,2%)
65,4% de aproveitamento

– 106 participações (entre 1915 e 2020, 100%)
– 29 títulos (1931, 32, 33, 35, 40, 46, 47, 57, 59, 69, 70, 71, 72, 73, 76, 78, 79, 83, 86, 87, 90, 93, 95, 2005, 11, 12, 13, 15 e 16)

Histórico em decisões no Estadual
Santa Cruz 12 x 12 Sport*
Santa Cruz 7 x 9 Náutico
*O tricolor leva vantagem em finais na Ilha (9 x 6)

Na Copa do Nordeste 1994-2020 (ranking: 5º)
139 jogos (193 GP e 154 GC, +39)
66 vitórias (47,4%)
27 empates (19,4%)
46 derrotas (33,0%)
53,9% de aproveitamento

– 14 participações (entre 1994 e 2020)
– 1 título (2016)

No Brasileirão unificado 1959-2020
519 jogos (615 GP e 741 GC, -126)
152 vitórias (29,2%)
166 empates (31,9%)
201 derrotas (38,7%)
39,9% de aproveitamento

– 24 participações (entre 1960 e 2016)
– 2 semifinais (1960 e 1975)
– 5 rebaixamentos (1988, 93, 2001, 06 e 16)

Na Série A 1971-2020
485 jogos (581 GP e 688 GC, -107)
145 vitórias (29,8%)
151 empates (31,1%)
189 derrotas (38,9%)
40,2% de aproveitamento

– 21 participações (entre 1971 e 2016)
– 1 semifinal (1975, 4º lugar)
– 5 rebaixamentos (1988, 93, 2001, 06 e 16)

Na Série B 1971-2020
445 jogos (600 GP e 512 GC, +88)
177 vitórias (39,7%)
130 empates (29,2%)
138 derrotas (31,0%)
49,5% de aproveitamento

– 20 participações (entre 1982 e 2017)
– 3 vices (1999, 2005 e 2015)
– 4 acessos (1992, 99, 2005 e 15)
– 2 rebaixamentos (2007 e 2017)

Na Série C 1981-2020
115 jogos* (160 GP e 119 GC, +41)
48 vitórias (41,7%)
37 empates (32,1%)
30 derrotas (26,0%)
52,4% de aproveitamento
* Até a 3ª rodada da 2ª fase da edição de 2020

– 6 participações (2008, 12, 13, 18, 19 e 20)
– 1 título (2013)
– 1 acesso (2013)
– 1 rebaixamento (2008)

Na Série D 2009-2020
30 jogos (35 GP e 29 GC, +6)
12 vitórias (40,0%)
10 empates (33,3%)
8 derrotas (26,6%)
51,5% de aproveitamento

– 3 participações (2009, 2010 e 2011)
– 1 vice (2011)
– 1 acesso (2011)

Na Copa do Brasil 1989-2020
94 jogos (120 GP e 115 GC, +5)
37 vitórias (39,3%)
22 empates (23,4%)
35 derrotas (37,2%)
47,1% de aproveitamento
52 confrontos; 26 classificações e 26 eliminações

– 26 participações (entre 1990 e 2020)
– Oitavas de final, 8 vezes (1990, 91, 94, 97, 2004, 05, 10 e 17)

Na Copa Sul-Americana 2002-2020
4 jogos (4 GP e 3 GC, +1)
2 vitórias (50,0%)
1 empate (25,0%)
1 derrota (25,0%)
58,3% de aproveitamento
2 confrontos; 1 classificação e 1 eliminação

– 1 participação (2016)
– Oitavas de final, 1 vez (2016)

Santa Cruz no Arruda (1943-2020*)
1.548 jogos
922 vitórias (59,5%)
369 empates (23,8%)
257 derrotas (16,6%)
67,5% de aproveitamento
* Competições oficiais e amistosos

Primeiro: Santa Cruz 6 x 2 Íris (15/11/1943, amistoso)
Último: Santa Cruz 1 x 2 Vila Nova (12/12/2020, Série C)

Desempenho no Clássico das Multidões (1916-2020)
561 jogos
169 vitórias do Santa Cruz (30,1%)
159 empates (28,3%)
233 vitórias do Sport (41,5%)

Primeiro: Sport 2 x 0 Santa Cruz (06/05/1916, amistoso)
Último: Sport 1 x 2 Santa Cruz (19/07/2020, Estadual)

Desempenho no Clássico das Emoções (1917-2020)
529 jogos
203 vitórias do Santa Cruz (38,3%)
156 empates (29,4%)
169 vitórias do Náutico (31,9%)
1 placar desconhecido, em 29/03/1931, pelo Torneio Abrigo Terezinha de Jesus

Primeiro: Santa Cruz 3 x 0 Náutico (29/06/1917, amistoso)
Último: Santa Cruz (7) 0 x 0 (6) Náutico (29/07/2020, Estadual)

Os maiores artilheiros do clube
1º) 207 gols – Tará (1931-1949)
2º) 174 gols – Luciano Veloso (1968-174)
3º) 148 gols – Ramon (1969-1983)
4º) 143 gols – Betinho (1971-1980)
5º) 123 gols – Fernando Santana (1967-1974)

Quem mais atuou pelo clube*
1º) 599 jogos – Givanildo Oliveira, volante (1969-1979)
2º) 409 jogos – Luciano Veloso, meia (1968-1974)
3º) 377 jogos – Ramón, atacante (1969-1983)
4º) 360 jogos – Fernando Santana, atacante (1967-1974)
5º) 342 jogos – Pedrinho, lateral-esquerdo (1974-1980)
* Não há dados precisos sobre os jogos de Tará, o maior goleador coral

Os maiores públicos do clube

Top 5 nos Clássicos
1º) 78.391 – Santa Cruz 1 x 1 Sport, no Arruda (Estadual 21/02/1999)
2º) 76.636 – Santa Cruz 1 x 1 Náutico, no Arruda (Estadual, 18/12/1983)
3º) 75.135 – Santa Cruz 1 x 2 Sport, no Arruda (Estadual, 03/05/1998)
4º) 74.280 – Santa Cruz 2 x 0 Sport, no Arruda (Estadual, 18/07/1993)
5º) 71.243 – Santa Cruz 2 x 1 Náutico, no Arruda (Estadual, 28/07/1993)

Top 5 como mandante contra outros adversários
1º) 65.023 – Santa Cruz 2 x 1 Portuguesa, no Arruda (Série B, 26/11/2005)
2º) 62.185 – Santa Cruz 0 x 0 Flamengo, no Arruda (Amistoso, 04/06/1972)
3º) 60.040 – Santa Cruz 2 x 1 Betim, no Arruda (Série C, 03/11/2013)
4º) 59.966 – Santa Cruz 0 x 0 Treze, no Arruda (Série D, 16/10/2011)
5º) 55.028 – Santa Cruz 3 x 2 Volta Redonda, no Arruda (Série B, 06/10/1998)

As maiores rendas do clube

Top 5 como mandante
1º) R$ 1.392.610 – Santa Cruz 2 x 1 Betim, no Arruda (Série C, 03/11/2013)
2º) R$ 1.177.140 – Santa Cruz 0 x 1 Sport, no Arruda (Estadual, 15/05/2011)
3º) R$ 1.106.405 – Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro, no Arruda (Estadual, 03/05/2015)
4º) R$ 1.010.860 – Santa Cruz 0 x 0 Treze, no Arruda (Série D, 16/10/2011)
5º) R$ 1.008.815 – Santa Cruz 1 x 0 Botafogo, no Arruda (Série B, 08/08/2015)

Confira também os levantamentos históricos sobre Náutico e Sport.


Compartilhe!
  •  
  • 6
  •  
  •