Compartilhe!

Com a publicação dos balanços financeiros dos clubes, referentes a 2017, é possível estabelecer um ranking entre os maiores devedores do futebol brasileiro. A empresa de consultoria BDO analisou os relatórios oficiais de 22 times e listou o ‘endividamento líquido’ de cada um, com dívidas bancárias, operacionais e impostos – descontando aí os ativos dos clubes, como percentuais sobre os direitos econômicos de atletas.

A ressalva é importante porque esse número de ‘dívida’ costuma ser diferente do ‘passivo’ visto nos balanços, que trata-se da soma dívidas de curto e longo prazo, entre outros débitos e financiamentos. O Sport, por exemplo, tem um passivo de R$ 183 milhões, mas o rubro-negro pernambucano mudou o cálculo sobre o passivo, incorporando neste montante os salários, luvas e comissões a pagar para os jogadores do seu elenco, através dos contratos assinados.

A dívida real do leão, segundo a análise do BDO, é de R$ 164 milhões, o que dá uma diferença de 18 mi. Essa diferença também ocorre no Bahia (-24 mi) e Vitória (-105 mi). Curiosamente, os três passaram pelo processo de reconhecimento de dívidas fiscais nesta década. Dito isso, o blog listou os dados de 2017 junto às cifras dos quatro anos anteriores, cruzando a informação com outro relatório repercutido no futebol, o produzido pelo banco Itaú BBA.

A evolução da soma das dívidas dos 22 clubes listados
2013 – R$ 5,025 bilhões
2014 – R$ 5,762 bilhões (+737 mi, ou 14,6%)
2015 – R$ 5,853 bilhões (+91 mi, ou 1,5%)
2016 – R$ 6,721 bilhões (+868 mi, ou 14,8%)
2017 – R$ 6,899 bilhões (+178 mi, ou 2,6%)

Só uma coisa não mudou no período, a liderança do Botafogo em todos os rankings: 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017. Há dois anos o alvinegro carioca era o único com um rombo acima dos 700 milhões. Agora tem a companhia do Internacional, que, não por acaso, andou na Série B no período do último balanço. Por outro lado, o Flamengo vem conseguindo reduzir bastante a sua dívida, que era de R$ 628 mi em 2013. Em cinco anos, queda de R$ 293,3 mi (46%). Neste recorte, a Chape é o único clube sem dívidas.

Abaixo, o endividamento líquido nos últimos 5 anos (R$) e as colocações entre os mais devedores (P)


Compartilhe!