Compartilhe!

Rodrigo Yuri festejando o primeiro gol coral na temporada. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Em sua primeira apresentação oficial após 102 dias, após a a queda na preliminar da Lampions, o Santa Cruz teve um desempenho aceitável, considerando a receita reduzida para a montagem de um time do zero. Lá em Caruaru, num gramado inaceitável no Antônio Inácio e enfim largando no Pernambucano de 2022, o tricolor foi pressionado pelo Caruaru City nos primeiros dez minutos, mas depois conseguiu controlar a partida, marcando o adversário e circulando a bola mais próxima à barra.

Apesar de estar visivelmente acima do peso, e dificilmente não será assim nesta temporada, o atacante Walter correspondeu pelo posicionamento e pela qualidade técnica, com a bola fluindo de um jogador quase sempre desmarcado – nesta estreia, atuou durante 68 minutos. Além disso, o time comandado por Leston Júnior articulou boas triangulações. Numa delas, aos 24, terminou num cruzamento de Mateus Anderson para o meia Rodrigo Yuri cabecear paras as redes. O camisa 8 quase fez outro gol aos 47, numa trama na entrada da área.

Na etapa complementar, o jogo caiu bastante, técnica e fisicamente. Esse equilíbrio beneficiou o City. Embora o visitante tenha ampliado com Rafael Furtado, o caçula não abdicou e lutou até o fim. Diminuiu de bicicleta (!) com Maylson e buscou o empate, parando num time mais estável e bem preparado para esta partida. Santa 2 x 1.

Escalação do Caruaru City (melhores: Candinho e Maylson)
Igor Leonardo; Léo Cotia (Ailtinho), Pedrão, Matheus Serra e Tiago Costa (Edvaine); Eduardo (Gustavo), Henrique Silva e Candinho; Grafite, Berg (Maylson) e Pedrinho Caruaru (Everton Felipe). Técnico: Thyago Marcolino

Escalação do Santa Cruz (melhores: Yuri, Mateus Anderson e Gilberto)
Jefferson; Ítalo Melo (Matheus Lira), Alex Alves, Lucão e Dudu Mandai (Ítalo Silva); Gilberto, Rodrigo Yuri e Tarcísio; Matheusinho (Esquerdinha), Mateus Anderson (João Henrique) e Walter (Rafael Furtado). Técnico: Leston Júnior

Curiosidade histórica
Num confronto inédito, o caçula do campeonato estadual foi o 434º adversário diferente enfrentado pelo Santa desde 1914, considerando as 5.290 partidas realizadas pelo time principal do tricolor. Estreante na competição, o Caruaru City ganhou o seu primeiro título profissional com apenas 285 dias, na Série A2. Em 2022, porém, o investimento é bem modesto.

Leia mais sobre o assunto
As folhas dos clubes do Pernambucano 2022 somam R$ 3,63 milhões, com 9% no Santa

O ranking com os 30 clubes mais valiosos do Brasil; Santa é o 4º mais valioso do NE


Compartilhe!