Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •  

O Ferrão venceu outra e subiu do 3º para o 1º lugar, com 7 pontos. Foto: Rafael Melo/Santa Cruz.

Em outra atuação preocupante, o Santa Cruz foi derrotado pelo Ferroviário, no Castelão, e segue na zona de rebaixamento da Série C. O tricolor pernambucano somou apenas 1 ponto em 9 disputados no Grupo A. E o rendimento em campo justifica o péssimo início. Dos 20 participantes, só Santa e Oeste seguem sem balançar as redes – porém, o time paulista tem um jogo a menos.

Em 270 minutos até aqui, o Santa finalizou 18 vezes, mas, de fato, não conseguiu ser minimamente eficiente nessas tentativas – mesmo lançando formações distintas a cada jogo, ainda sem contar com Wallace Pernambucano. Inclusive, a estatística à vera é mais severa, pois já são seis jogos sem marcar, contando o campeonato estadual. Neste recorte, o Santa até fez um gol, mas na verdade foi contra – anotado por Paiva, do Náutico, na semifinal do PE.

Do outro lado, pelo Brasileiro, os três adversários tiveram 17 finalizações ao todo, com mais perigo e efetividade, incluindo 3 gols. O último deles foi marcado pelo zagueiro Vitão, logo no primeiro minuto do segundo tempo no encerramento da 3ª rodada da terceirona.

Sob o comando interino de Roberto de Jesus, o Santa havia acabado de fazer duas mudanças no intervalo, imaginando uma proposta mais ofensiva, nos contragolpes, mas acabou pressionado rapidamente com o placar de 1 x 0. Só que o estilo não mudou, com muita transpiração e pouquíssima inspiração. Um exemplo sobre a falta de ideia de jogo do Santa, neste momento, pode ser visto no meia Chiquinho, o principal expoente técnico do elenco.

Lá no Castelão, o jogador começou como segundo volante. Assim, a ligação do meio com o ataque acabou falha, pois Rondinelly não deu conta. Depois, foi aberto na direita, ainda sem se encontrar. Só com 69 minutos foi para o setor de criação de fato, após a entrada de França, que foi pra ponta, no lugar de Rondinelly. Apesar das várias mexidas de Bolívar nessas semanas, tanto no time quanto nas posições em campo, o futebol não vem aparecendo. Até porque não basta apenas isso. O mau início segue como consequência da temporada…

Scout de finalizações a cada jogo
Santa vs Manaus: 6 x 10 (gols: 0 x 2); trio titular: França, Pipico e Madson
Santa vs Floresta: 7 x 1 (gols: 0 x 0); dupla titular: Madson e Adriano Michael Jackson
Santa vs Ferroviário: 5 x 6 (gols: 0 x 1); trio titular: Frank, Lucas Batatinha e Madson

Santa Cruz em 3 rodadas na Série C de 2021
Mandante (1 jogo, 1 pt e 33.3%): 0V, 1E e 0D
Visitante (2 jogos, 0 pt e 0%): 0V, 0E e 2D

Escalação do Ferroviário (melhores: Wesley Dias, Dudu e Vitão)
Rafael; Lázaro, Vitão, Richardson e Madson; Sousa Tibiri (Diego Viana, 40/2T), Wesley Dias e Dudu (Reinaldo, 40/2T); Wesley (Berguinho, 7/2T), Adilson Bahia (Thiago Aperibê, 31/2T) e Gabriel Silva (Luís Henrique, 46/2T). Técnico: Francisco Diá

Escalação do Santa Cruz (melhor: França; piores: Caetano, Rondinelly e Madson)
Jordan; Weriton (Digão, 32/2T), Breno Calixto, Hebert e Sergipano; Caetano (Everton Dias, intervalo), Chiquinho e Rondinelly (França, 24/2T); Frank, Lucas Batatinha (Adriano Michael Jackson, 32/2T) e Madson (Vitinho, intervalo). Técnico: Roberto de Jesus, interino (Bolívar testou positivo par Covid-19)

Histórico geral de Ferroviário-CE x Santa Cruz (todos os mandos)
15 jogos
4 vitórias pernambucanas (26,6%)
3 empates (20,0%)
8 vitórias cearenses (53,3%)

Leia mais sobre o assunto
Agora diretor, Givanildo Oliveira volta ao Santa para o 23º trabalho em Pernambuco

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (do minuto 9 ao 59):


Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •