Compartilhe!

O técnico da seleção boliviana inspecionando o Arruda, em fevereiro. Fotos: arquivo pessoal.

O venezuelano César Farías está à frente do comando técnico da Seleção da Bolívia desde 2018. Em 2020, recomeça o sonho do país de voltar à Copa do Mundo. Até hoje, apenas três participações: 1930, 1950 e 1994. Na última vez em que obteve a vaga, a Bolívia amargou uma derrota histórica, com o Brasil goleando por 6 x 0, no Arruda – no jogo que ficaria conhecido como a “arrancada para o tetra”. Curiosamente, passa pelo Arruda o início da longa caminhada, com 18 rodadas.

O estádio do Santa Cruz foi escolhido como o local de treinamento visando a 1ª rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022, no Catar. O jogo entre Brasil e Bolívia, agendado para 27 de março, será realizado na Arena Pernambuco – em São Lourenço, “La Verde” só irá realizar o treino de reconhecimento. Em visita ao Recife, o treinador vistoriou os dois gramados, no Arruda e na Arena PE. Em seu perfil oficial no twitter, Farías fez comentários sobre as passagens. Abaixo, a tradução das 5 declarações publicadas. Falou de Santa e Sport.

Sobre o Arruda
“Hoje conheci a casa do Santa Cruz Futebol Clube, do Recife, com 106 anos e 5 milhões de torcedores. Em seu impressionante campo de jogo, que viu os campeões mundiais Ricardo Rocha e Rivaldo, treinaremos para a estreia contra o Brasil, nas Eliminatórias do Mundial do Catar.”

“Trabalhamos a logística para o próximo o dia 27 de março. Há muitos detalhes importantes para uma partida: o campo de treinamento, o campo de jogo, o hotel, o traslado, as distâncias e o tempo. A preparação é a base para a construção de um resultado bem-sucedido.”

Sobre a Arena Pernambuco
“Passamos na Arena Pernambuco, que será o palco da estreia contra o Brasil, pelas Eliminatórias do Mundial do Catar, em 27 de março, onde queremos mostrar que a Bolívia lutará como visitante por cada ponto que nos aproxime do objetivo de classificação.”

“A vistoria é uma ferramenta poderosa para antecipar a estratégia e projetar o resultado que você deseja alcançar. Portanto, mais do que uma visita, isso representa parte de nossa preparação para um momento tão importante como é o início das Eliminatórias.”

“Este estádio foi construído para o Mundial de 2014. Aqui, comandando o The Strongest em 2017, empatamos em 1 x 1 contra o Sport Club do Recife pela Taça Ariano Suassuna. Agora, vamos por mais.”

Nota do blog
Em relação ao tamanho da torcida do Santa, as últimas pesquisas nacionais apontam uma massa entre 1,09 mi (Pluri Consultoria) e 2,10 mi (Datafolha). Já sobre a Taça Ariano Suassuna, o Sport venceu nos pênaltis por 4 x 2, na 3ª edição da disputa amistosa promovida pelo leão.

Leia mais sobre o assunto
Brasil larga nas Eliminatórias de 2022 na Arena Pernambuco. Bolívia de novo

Arruda com pintura nova e gramado novo em 2020. No campo, investiu R$ 200 mil

Seleção Brasileira com 1 semana de treinos no Recife. CT do Retrô ou CT do Sport?


Compartilhe!