Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Os confrontos da 6ª fase do torneio. Quem é o maior favorito? Fotos: clubes e CBF/divulgação.

A semifinal da Copa do Brasil de 2021 conta com os dois melhores elencos do país, Flamengo e Atlético-MG, que brigam também pelo título do Brasileirão e da Libertadores desta temporada. Além deles, a presença de duas forças ascendentes. No caso do Athletico-PR, nem tão ascendente assim, pois já virou figura constante nas fases avançadas dos grandes torneios, mesmo vivendo uma temporada sem tanto brilho técnico. Já o Fortaleza é, sem dúvida, a grande novidade.

Literalmente, pois o leão do pici vem de uma classificação inédita, sendo o 34º clube a alcançar a semifinal da Copa do Brasil, além de recolocar o Nordeste no G4 do torneio após dez anos. E, nesta edição, foi o time que mais competiu, sendo o único desde a primeira fase. Os outros três, pré-classificados, só largaram na terceira fase da copa, cujo formato foi remodelado.

Nas quartas, com o encerramento em 15/09, Fla (que ainda não sofreu gols na campanha!), CAP e Galo venceram lá e lô. O tricolor cearense chegou a ficar numa desvantagem de dois gols, mas empatou a ida e atropelou na volta, terminando a série contra o São Paulo em 5 x 3.

Pelo novo cruzamento, com Flamengo x Athletico-PR e Fortaleza x Galo, teremos uma final inédita (e milionária) na copa. Entre as quatro composições possíveis, porém, há a chance de reviver a decisão do Brasileirão de 1980, uma das mais famosas e vencida pelo rubro-negro carioca diante de 154 mil pessoas. A seguir, detalhes dos confrontos da semifinal – pela classificação, cada um ganhou R$ 7,3 milhões. Em relação às datas da fase, a tabela básica aponta os dias 20 e 27 de outubro. Na sequência, o ranking de semifinais e os pitacos do blog.

Campanhas dos semifinalistas
Fortaleza – 20 pontos em 8 jogos; 6V, 2E e 0D; 14 GP e 5 GC
Flamengo – 18 pontos em 6 jogos; 6V, 0E e 0D; 16 GP e 0 GC
Atlético-MG – 15 pontos em 6 jogos; 5V, 0E e 1D; 10 GP e 4 GC
Athletico-PR – 14 pontos em 6 jogos; 4V, 2E e 0D; 8 GP e 4 GC

Flamengo x Athletico-PR
Um confronto bem recorrente em mata-matas nos últimos anos, com dois duelos pela Copa do Brasil e um pela Supercopa do Brasil, com 2 classificações do Fla e 1 do CAP. Nesta temporada, ambos os times estão bem nas copas, com o rubro-negro do Rio presente também na semi da Libertadores e com o rubro-negro de Curitiba na semi da Sul-Americana. Contudo, há uma considerável diferença em desempenho. Na Série A, o Fla de Arrascaeta, Gabigol, Pedro, Everton Ribeiro e Bruno Henrique vem acelerando para tentar o 3º título seguido, enquanto o Athletico – que tem o goleiro Santos na Seleção – vai na contramão. Após largar na liderança, vem de sete rodadas sem vitória na 1ª divisão. Na Copa do Brasil, o Flamengo tirou Coritiba, ABC e Grêmio, enquanto o Athletico passou por Avaí, Atlético-GO e Santos.

Histórico de duelos na copa: Fla 2 x 1, passando em 2013 e 2020 e caindo em 2019.

Fortaleza x Atlético-MG
Ambos os times foram melhorando no decorrer da competição. No caso do clube mineiro, irrigado por milhões de reais de um empresário-torcedor, o elenco foi ficando mais robusto, com Cuca tendo opções para atacar em todas as frentes que disputa. Enquanto isso, com um orçamento muito menor, o Fortaleza se refez com o técnico argentino Vojvoda, que impôs de maneira decisiva a sua forma de jogar futebol. Nas quartas, marcou a saída de jogo do São Paulo no Morumbi e no Castelão, sendo um time veloz para contragolpear, alimentando a ideia de um jogo duro na semi. Inclusive, foi uma vitória para cada lado na Série A, ambos como visitante. Agora, conjunto vs estrelas. Sobre a caminhada, o leão tirou Caxias, Ypiranga-RS, Ceará, CRB e São Paulo, enquanto o galo passou por Remo, Bahia e Fluminense.

Histórico de duelos na copa: Galo 1 x 0, passando nas oitavas de 2006, pelo gol qualificado.

Com 23 aparições no G4, o quarteto representa 17,4% de todos os 132 semifinalistas da Copa do Brasil desde a pioneira edição, realizada em 1989 – na edição passada foram 30 aparições neste recorte. Em relação às taças erguidas pelos remanescentes, são 5, com o tri do Flamengo, uma do Galo e a conquista do Furacão em 2019, no Beira-Rio, sendo a última deste grupo. Dos 34 clubes que já chegaram à semifinal, ao longo de 33 anos, cinco são do Nordeste, com 5 presenças de PE, 4 do CE e 2 da BA, incluindo ainda um título, em 2008.

Nº de participações na semifinal de 1989 a 2021 (e o nº de títulos/vices até 2020)
1º) 15 vezes – Grêmio (5/4)
2º) 14 vezes – Flamengo (3/4)
3º) 11 vezes – Cruzeiro (6/2)
4º) 9 vezes – Palmeiras (4/1)
5º) 8 vezes – Vasco (1/1)
6º) 7 vezes – Corinthians (3/3)
7º) 5 vezes – Fluminense (1/2), Inter (1/2), Santos (1/1), Atlético-MG (1/1), Coritiba (0/2) e São Paulo (0/1)
13º) 4 vezes – Sport (1/1), Goiás (0/1) e Botafogo (0/1)
16º) 3 vezes – Athletico-PR (1/1) e Ceará (0/1)
18º) 2 vezes – Criciúma (1/0), Brasiliense (0/1) e Vitória (0/1)
21º) 1 vez – Juventude (1/0), Paulista (1/0), Santo André (1/0), Figueirense (0/1), Náutico (0), Remo (0), Linhares (0), Ponte Preta (0), 15 de Novembro-RS (0), Ipatinga (0), Atlético-GO (0), Avaí (0), América-MG (0) e Fortaleza (0)

Participações na semifinal por região, de 1989 a 2021
1º) 79 vezes – Sudeste (16 clubes)
2º) 34 vezes – Sul (9 clubes)
3º) 11 vezes – Nordeste (5 clubes)
4º) 7 vezes – Centro-Oeste (3 clubes)
5º) 1 vez – Norte (1 clube)

As próximas cotas da Copa do Brasil de 2021
Campeão – R$ 56 milhões
Vice – R$ 23 milhões

Pitacos do blog sobre os classificados
Flamengo x Atlético-MG, num palpite padrão considerando a força dos dois clubes em 2021. Sobre a possibilidade de reviravolta, vejo o Fortaleza como o mais capacitado para isso.

Leia mais sobre o assunto
Fortaleza ganha vaga inédita na semifinal da Copa do Brasil; 11ª presença do Nordeste


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •