Compartilhe!

O serviço pode ser acessado em celulares, tablets e computadores. Foto: Anderson Stevens/Sport.

Num ano de transformação na oferta de conteúdo audiovisual do futebol, com mudanças nos contratos de tevê (tanto na discussão sobre as regras quanto nas emissoras presentes), o streaming ganhou força. Incluindo as plataformas próprias dos clubes, com a “Furacão Play”, do Athletico-PR, sendo a pioneira no país, ainda em 14 de março.

No Nordeste, no mês de junho, surgiram o “Sócio Digital”, do Bahia, e o “Vozão TV Play”, do Ceará, seguindo o modelo de transmissões próprias e conteúdos exclusivos através de um serviço de assinatura mensal. Agora, em novembro, é a vez do Sport entrar neste modelo de negócio, através do “Leão Play”. E vejo isso como um acerto do rubro-negro, sem demorar tanto a entender a necessidade de disponibilizar ao mercado uma plataforma própria.

Segundo o levantamento mais recente do Ibope, o Sport tem mais de 3,6 milhões de seguidores em seus perfis oficiais nas redes sociais. É o líder do Nordeste neste quesito, mas a monetização desse dado não corresponde ao volume de pessoas engajadas no clube. Inclusive foi o que o motivou o Bahia a entrar na jogada – já no caso do CAP foi uma visão mais voltada ao debate sobre os direitos de transmissão, pois o clube não fechou o pay-per-view com a Globo. Portanto, o objetivo do clube pernambucano é capitalizar o seu alcance digital, numa visão reforçada pelo presidente Milton Bvar – em declaração publicada no clube.

O Leão Play chega como uma espécie de ampliação da “TV Sport Recife”, com parte do conteúdo antecipado ao assinante (caso dos bastidores das vitórias, por exemplo), uma vez que as redes sociais do clube devem permanecer, e com vídeos de fato exclusivos para a nova plataforma, desenvolvida em parceria com a empresa Go Up Football. O vídeo de apresentação do serviço apelidou logo de “Netflix do Leão”, usando a linguagem de um streaming já popular no mercado brasileiro. Numa comparação ao Sócio Digital do rival Baêa, já com quatro meses de operação (e com 100 horas de vídeo por mês), o Leão Play chega um pouco mais caro. Mensalidade para sócios: R$ 9,99 x R$ 7,90. Mensalidade para não sócios: R$ 12,99 x R$ 9,90. A conferir a resposta da torcida.

Para conferir o site oficial do serviço Leão Play, clique aqui.

Declaração de Milton Bivar, o presidente do Sport
“Estamos muito empolgados com o Leão Play e temos a certeza que será um sucesso entre a nossa torcida, que respira o Sport e o vive incondicionalmente. Além de ser a estreia de mais um canal de comunicação com os rubro-negros, este serviço é mais uma fonte de receita para o clube.”

Algumas informações sobre o streaming do Sport
– Mais de 50 vídeos hospedados no lançamento; novos lançamentos serão diários
– No futebol profissional, treinos ao vivo, bastidores, melhores momentos e entrevistas
– Reportagens especiais, desafios com a torcida e conteúdo infantil (Turminha da Fuzarca)
– Séries especiais; teaser já traz nomes como Chiquinho, Russo e Bosco
– Possibilidade de transmissões de jogos da categoria de base
– A assinatura parte de R$ 9,99 para sócios e R$ 12,99 para não sócios

A seguir, o vídeo apresentação do serviço de assinatura OTT (over-the-top) do Sport.

Leia mais sobre o assunto
Bahia aposta em plataforma própria de streaming, com 100 horas de vídeo por mês

Top 50: O ranking de redes sociais dos clubes do Brasil até novembro de 2020


Compartilhe!