Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •  

A vibração na 1ª vitória do leão como visitante no BR de 2021. Foto: Anderson Stevens/Sport.

O jogo no Independência foi bastante picotado, com 41 faltas ao todo. A média no Brasileirão, até aqui, era de 33 infrações. Em campo, dois concorrentes diretos na briga contra o rebaixamento, cada vez mais restrita devido à disparidade técnica. No caso de América-MG e Sport, a partida valia, de forma direta, a 16ª colocação, a primeira acima do Z4. Daí, a enorme preocupação defensiva e a baixa organização ofensiva, apesar de estilos diferentes, com o time mineiro atacando e o time pernambucano contragolpeando. Foi assim a noite toda no jogo que encerrou a 12ª rodada.

Na reta final, Louzer, mantido mesmo após a eleição de Leonardo Lopes como presidente do leão, promoveu mudanças, uma delas clássica em seu trabalho, com a entrada de Paulinho Moccelin. Um “atacante tático”, que recompõe defensivamente de forma ok, mas que pouco agrega mais à frente. Havia sido assim em todas as suas participações anteriores. Daí, a a queixa sobre a escolha aos 28 minutos do segundo tempo.

A favor do treinador, além da elevada confiança no atleta, a falta de peças no elenco, que acabou preenchido de última hora por três nomes do Sub 20, para se ter noção do problema. Moccelin entrou no lugar de Thiago Lopes, que destoou bastante no meio em relação ao técnico jovem Gustavo, e fez o que se esperava. Sem comprometer, sem decidir. E o empate sem gols em Belo Horizonte permaneceu até os 40 minutos. Se o empate não tirava o Sport da zona, ao menos dava a possibilidade de reconstrução mais à frente, ainda que lenta.

Até que o time teve mais um contragolpe, após vários desperdícios – e quando acertou, só conseguiu finalizar de fora da área. Neste, Gustavo carregou a bola, esperou o posicionamento de Moccelin e tocou, com o “atacante-operário” dominando enfim dentro da área. Ele tirou o marcador e mandou no ângulo de Cavichioli. Um golaço para a mudança completa de cenário no clube. É verdade que o jogo ainda foi até os 52, com Mailson – muito seguro – defendendo no último lance, mas neste aspecto o Sport já vinha sendo competitivo. Segurou o 1 x 0, subiu para o 16º lugar e, depois de muito tempo, terá uma semana de paz…

Sport em 12 rodadas na Série A de 2021
Mandante (5 jogos, 4 pts e 26.6%): 1V, 1E e 3D
Visitante (7 jogos, 6 pts e 28.5%): 1V, 3E e 3D

O desempenho do leão nos 12 primeiros jogos na Série A (pontos corridos)
1º) 2015 – 23 pontos (6V, 5E e 1D; 5º lugar)
2º) 2014 – 21 pontos (6V, 3E e 3E; 5º lugar)
3º) 2018 – 19 pontos (5V, 4E e 3D; 7º lugar)*
4º) 2017 – 18 pontos (5V, 3E e 4D; 6º lugar)
5º) 2007 – 17 pontos (5V, 2E e 5D; 8º lugar)
5º) 2020 – 17 pontos (5V, 2E e 5D; 9º lugar)
7º) 2008 – 15 pontos (4V, 3E e 5D; 13º lugar)
8º) 2012 – 13 pontos (3V, 4E e 5D; 13º lugar)*
9º) 2016 – 12 pontos (3V, 3E e 6D; 17º lugar)
10º) 2009 – 11 pontos (3V, 2E e 7D; 16º lugar)*
11º) 2021 – 10 pontos (2V, 4E e 6D; 16º lugar)
* Caiu de divisão

Escalação do América-MG (melhor: Cavichioli e Valoura; piores: Eduardo e Toscano)
Matheus Cavichioli; Eduardo (Diego Ferreira), Eduardo Bauermann, Ricardo Silva e Zé Vítor; Alan Ruschel (João Paulo), Juninho Valoura, Juninho e Felipe Azevedo (Marcelo Toscano); Carlos Alberto (Yan Sasse, intervalo, e depois Gustavo, 7/2T) e Fabrício. Técnico: Vagner Mancini

Escalação do Sport (melhores: Moccelin, Gustavo e Sabino)
Maílson; Hayner, Rafael Thyere, Sabino (e Chico; Marcão, Zé Welison (Ronaldo, 42/2T), Thiago Lopes (Paulinho Moccelin, 28/2T) e Gustavo (Betinho, 42/2T); Mikael (André, 22/2T) e Everaldo (Tréllez, 22/2T). Técnico: Umberto Louzer

Histórico de América-MG x Sport (todos os mandos)
26 jogos
10 vitórias rubro-negras (38,4%)
7 empates (26,9%)
9 vitórias mineiras (34,6%)

Histórico de América-MG x Sport pela Série A (todos os mandos)
12 jogos
5 vitórias rubro-negras (41,6%)
3 empates (25,0%)
4 vitórias mineiras (33,3%)

A análise do Podcast 45 Minutos sobre a partida (do tempo 0h01 até 1h25):

Abaixo, assista ao gol da partida, através do perfil oficial do Brasileirão no Twitter.


Compartilhe!
  •  
  • 5
  •  
  •