Compartilhe!

Doce Mel 1 x 1 Sport no Brasileiro Feminino

A festa das rubro-negras após a classificação conquistada na Bahia. Foto: Sport/divulgação.

O Sport está nas quartas de final do Campeonato Brasileiro Feminino A3 de 2022. Isso significa que as leoas disputarão o mata-mata valendo o acesso à 2ª divisão de 2023. Após eliminar o Náutico num clássico local na primeira fase, as rubro-negras despacharam o Doce Mel da Bahia na segunda fase. O rendimento nas duas etapas foi o mesmo, com empate na casa do adversário e vitória na Ilha. Só que a ordem dos jogos foi invertida. Desta vez, o time feminino do Sport decidiu fora. Foi até Jequié, no interior da Bahia, onde defendeu a vantagem obtida em casa.

Lá, no Estádio Waldomiro Borges, as visitantes abriram o placar com Amandinha com apenas dois minutos. O time baiano empatou no início da etapa complementar, mas o 1 x 1 valeu a vaga. Agora, a campanha irá seguir no Nordeste, com o time treinado por Regiane Lira aguardando o vencedor de VF4 da Paraíba e União do Rio Grande do Norte. Na terceira fase, valendo pelas quartas, o esquema segue o mesmo, com o confronto em ida e volta.

Este pode ser o primeiro acesso nacional de um clube pernambucano no futebol feminino. Até hoje, todas as vagas locais foram obtidas através da classificação via Campeonato Pernambucano ou em vagas extras pelo Ranking da CBF, caso do próprio Sport nesta temporada – além da manutenção na divisão devido à campanha realizada no Brasileiro. Composta por 32 times, a recém-criada terceirona oferece quatro vagas na divisão acima.

A campanha do leão no Brasileiro Feminino A3 de 2022
1ª fase; 19/06 – Náutico 1 x 1 Sport
1ª fase; 26/06 – Sport 3 x 0 Náutico
2ª fase; 03/07 – Sport 1 x 0 Doce Mel
2ª fase; 09/07 – Doce Mel 1 x 1 Sport
3ª fase (ida e volta) – Sport vs VF4 ou União

Histórico das rubro-negras no Brasileiro

Organizado pela CBF, o Campeonato Brasileiro Feminino vem sendo disputado de forma regular há dez anos. No período, viu o surgimento de duas divisão de acesso, a 2ª em 2017 e a 3ª em 2022. Ao todo, as rubro-negras participaram sete vezes do Nacional, sendo quatro na A1, duas na A2 e uma na A3. Nos dois próximos fins de semana, então, a equipe disputará dois dos jogos mais importantes da categoria na Ilha. Até hoje, o melhor resultado do Sport foi o vice na Copa do Brasil em 2008 – este torneio foi descontinuado do calendário em 2016.

Sport no Campeonato Brasileiro Feminino
2013 – não disputou*
2014 – A1 (19º lugar de 20 times)
2015 – não disputou
2016 – não disputou
2017 – A1 (9º lugar de 16)**
2018 – A1 (10º lugar de 16)
2019 – A1 (16º lugar de 16; rebaixado)
2020 – A2 (16º lugar de 36)
2021 – A2 (22º lugar de 36; rebaixado)
2022 – A3 (quartas de final; a disputar)***
2023 – A2 ou A3
* Ano de criação da Série A1
** Ano de criação da Série A2
*** Ano de criação da Série A3

Leia mais sobre o assunto
Pela 1ª vez, o Ranking Feminino da CBF não tem clubes do Nordeste no Top 10


Compartilhe!