Compartilhe!

Um trecho do ato administrativo nº 9/2020, publicado pela FPF em 31/12, confirmando o campeão.

Após sete anos, o Náutico volta a ser campeão pernambucano na categoria Sub 20. Antes do previsto. A decisão da competição seria em 3 de janeiro, nos Aflitos, com o timbu tendo a vantagem do empate diante do Retrô. Entretanto, o adversário foi punido devido à escalação irregular do lateral-esquerdo Edson, no jogo da ida, quando o alvirrubro venceu por 1 x 0.

Na ocasião, o jogador do caçula do futebol local deveria ter cumprido a suspensão automática pelo 3º cartão amarelo, com o clube sendo denunciado e julgado pelo Tribunal de Justiça Desportiva, cuja decisão foi unânime. O atleta recebeu um cartão na fase classificatória e mais dois nos jogos da semifinal contra o Santa Cruz, mas os cartões não zeravam a cada fase.

Eis o Artigo 20 do regulamento da competição de 2020:
“É de exclusiva responsabilidade dos clubes o controle de cartões recebidos por seus atletas, e em nenhuma das fases os cartões serão zerados”.

Devido ao erro primário, o próprio Retrô aceitou o resultado no TJD e não irá recorrer. O clube perdeu 3 pontos e ainda irá pagar uma multa de R$ 300. E, a partir disso, a direção da FPF publicou um ato administrativo confirmado o título estadual de juniores de 2020 para o Náutico, no último dia do ano, com a assinatura do próprio presidente da federação, Evandro Carvalho. Assim, o alvirrubro chegou à 24ª conquista oficial na categoria já centenária.

Este é o 2º título obtido pelo Náutico no Sub 20 em dez dias. Em 22 de dezembro o clube já havia vencido a Copa do Nordeste, de forma inédita. Com a mesma equipe, tendo o meia Carpina como destaque, levantou o Pernambucano e acabou o jejum no âmbito local. E a conquista veio de forma invicta, com 5 vitórias e 3 empates em 8 jogos, com 24 gols marcados (média de 3 por partida) e apenas 6 sofridos. Portanto, o gol de Emerson, aos 39 minutos do segundo tempo da primeira partida, na Ilha do Retiro, acabou sendo o gol do título.

Time-base do do Náutico em 2020
Gabriel Lima; Thassio Melo, Pedro, Itambém e Vitor Vellaske; Miro, Luiz Felipe e Juninho Carpina; Wanderson, Júlio e Edgo. Técnico: Levi Gomes

Os 24 títulos do timbu na categoria: 1923, 26, 28, 30, 44/45, 48, 52, 58, 65, 67, 69/70, 75, 80/81, 87, 89, 2005, 07, 09, 12/13 e 20

Títulos pernambucanos na categoria Sub 20* (entre parênteses, o último título)
1º) 37x – Sport (2019)
2º) 28x – Santa Cruz (2003)
3º) 24x – Náutico (2020)
4º) 4x – Porto (2018)
5º) 3x – Torre (1922)
6º) 1x – América (1931), Íbis (1946) e Central (1983)
* Somando “terceiros quadros” (1920-1930), “juvenil” (1931-1978) e “júnior” (1979-2020)

Títulos no Século XXI: Sport 8x, Náutico 6x, Porto 4x e Santa Cruz 2x

Leia também
Com 6 vitórias em 7 jogos, Náutico conquista o título inédito do Nordestão Sub 20


Compartilhe!