Compartilhe!

Os 13 clubes com pelo menos 1% de inscritos no Cartola FC em 2022, incluindo Bahia. Sport saiu.

O Cartola FC chega à 18ª edição no Brasileirão de 2022. Já na largada, 1,93 milhão de pessoas inscritas no popular fantasy game do portal globoesporte. É bastante gente, mas houve uma redução de 616 mil cadastros em relação ao ano passado, considerando a 1º rodada. Em 2016, quando o blog começou a enumerar o ranking, eram 6,4 milhões de usuários. De toda forma, ainda considero um quadro interessante, com o comparativo sobre os torcedores inscritos nas ligas oficiais dos clubes, as chamadas “ligas clássicas”, uma vez que cada “cartoleiro” só pode se inscrever na liga do respectivo time do coração, escolhido já no registro – veja abaixo.

Pela 6ª vez seguida, o Flamengo segue como o único com mais de 20% do público, embora a vantagem sobre o Corinthians tenha caído novamente, de 4,72 pontos percentuais para 3,38 pontos. Hoje, estão separados por 65 mil usuários. Na última pesquisa nacional de torcida, divulgada pelo Datafolha, em setembro de 2019, a diferença foi de 6,10 pontos. Fechando o pódio vem o São Paulo, que ocupa a mesma posição nas pesquisas tradicionais.

Engajamento atrelado à 1ª divisão

Entre os clubes com mais inscritos neste ano, 18 iniciam a competição com mais de 10 mil cartoleiros, um a menos que no ano anterior – o Fortaleza acabou largando abaixo do patamar. Analisando as últimas listas, nota-se o peso de estar na Série A para o engajamento no fantasy. Rebaixado, o Grêmio já perdeu duas posições, sendo superado por Vasco (que segue na B) e Santos. Campeão da Segundona, o Botafogo já passou o rival Flu. No NE, o Sport viu o seu percentual ficar abaixo de 1% após dois anos – justamente o período na elite.

Bahia é “penta” no Nordeste

Seguindo o viés regional, o Bahia tomou a dianteira do Sport em 2018 e já soma 5 anos na ponta do NE, período em que acompanho este cenário do Cartola FC. Porém, a liderança da região sofreu uma redução no número de pessoas pela 4ª vez seguida – algo que se aplica ao cenário geral, diga-se. Desta vez, o dado do Baêa caiu de 41 mil para 27 mil. Embora também tenha caído no BR, segue acima de 1%. Como curiosidade, a soma dos grandes em cada capital dá 2,06% em Salvador (2 clubes), 1,51% no Recife (3) e 1,16% em Fortaleza (2).

G4 do Nordeste no Cartola FC (em milhares)
2016: 1º Sport (102,7); 2º Santa Cruz (66,6); 3º Bahia (66,4); 4º Vitória (54,5)
2017: 1º Sport (45,5); 2º Bahia (33,5); 3º Vitória (24,8); 4º Santa Cruz (20,9)
2018: 1º Bahia (73,6); 2º Sport (68,3); 3º Vitória (46,7); 4º Ceará (36,5)
2019: 1º Bahia (65,1); 2º Sport (44,8); 3º Ceará (29,8); 4º Vitória (29,5)
2020: 1º Bahia (55,8); 2º Sport (40,1); 3º Ceará (25,6); 4º Vitória (24,6)
2021: 1º Bahia (41,0); 2º Sport (28,3); 3º Vitória (17,7); 4º Ceará (17,3)
2022: 1º Bahia (27,0); 2º Sport (16,7); 3º Vitória (13,0); 4º Ceará (12,5)

A maior diferença sobre as pesquisas
Este levantamento considera o nº bruto de cadastrados, mas não necessariamente o de cartoleiros ativos, com escalações e atualizações das equipes em todas as rodadas. Apesar dos percentuais e colocações semelhantes, essa lista tem um grande diferencial em relação às pesquisas tradicionais de torcida, com entrevistas: a ausência de pessoas que não gostam de futebol, perfil que costuma representar 20%. No Datafolha, por exemplo, o índice dos “sem time” foi de 21,7%.

A composição no ranking do Cartola FC
A seguir, os 25 clubes mais populares no Cartola FC no início das últimas edições do Brasileirão. Em 2022, sete nordestinos figuram entre as maiores bases do país – sem surpresa, o “G7”. Desta vez, as quatro divisões estão representadas, com a D aparecendo devido ao rebaixamento do Santa. Por outro lado, cinco integrantes da nova Série A não aparecem no Top 25: América-MG (0,13%; 2.683), Bragantino (0,11%; 2.225), Atlético-GO (0,10%; 2.004), Cuiabá (0,06%; 1.167) e Juventude (0,05%; 1.152). À direita dos dados, abaixo, a divisão de cada um e a evolução sobre o ranking anterior.

Cartola FC 2022 (1ª rodada*)
1º) Flamengo – 21,19% (410.754), A
2º) Corinthians – 17,81% (345.323), A
3º) São Paulo – 13,13% (254.626), A
4º) Palmeiras – 9,70% (188.181), A
5º) Vasco – 4,99% (96.831), B (+1)
6º) Santos – 4,40% (85.445), A (+1)
7º) Grêmio – 3,82% (74.109), B (-2)
8º) Cruzeiro – 3,69% (71.680), B
9º) Atlético-MG – 3,50% (68.018), A
10º) Internacional – 3,13% (60.706), A
11º) Botafogo – 2,38% (46.153), A (+1)
12º) Fluminense – 2,09% (40.639), A (-1)
13º) Bahia – 1,39% (27.065), B
14º) Sport – 0,86% (16.707), B
15º) Athletico-PR – 0,76% (14.919), A (+2)
16º) Vitória – 0,67% (13.041), C (-1)
17º) Ceará – 0,64% (12.567), A (-1)
18º) Coritiba – 0,55% (10.687), A (+2)
19º) Fortaleza – 0,51% (9.947), A
20º) Santa Cruz – 0,44% (8.613), D
21º) Goiás – 0,22% (4.324), A
22º) Náutico – 0,20% (3.960), B
23º) Avaí – 0,20% (3.901), A
24º) Paysandu – 0,15% (2.939), C
25º) Chapecoense – 0,14% (2.786), B

Por divisão: 15 times da Série A, 7 da B, 2 da C e 1 da D
* Dados até 07/04/2022, com 1.938.136 inscritos

Cartola FC 2021 (1ª rodada*)
1º) Flamengo – 21,57% (551.137), A
2º) Corinthians – 16,85% (430.475), A
3º) São Paulo – 13,83% (353.436), A
4º) Palmeiras – 9,11% (232.729), A
5º) Grêmio – 5,12% (130.972), A (+1)
6º) Vasco – 4,89% (124.926), B (-1)
7º) Santos – 4,31% (110.156), A
8º) Cruzeiro – 3,71% (94.907), B
9º) Atlético-MG – 3,53% (90.370), A
10º) Internacional – 3,44% (88.002), A
11º) Fluminense – 1,99% (51.062), A (+1)
12º) Botafogo – 1,67% (42.864), B (-1)
13º) Bahia – 1,60% (41.094), A
14º) Sport – 1,10% (28.347), A
15º) Vitória – 0,69% (17.735), B (+1)
16º) Ceará – 0,67% (17.369), A (-1)
17º) Athletico-PR – 0,63% (16.276), A
18º) Santa Cruz – 0,49% (12.678), C (+1)
19º) Fortaleza – 0,49% (12.627), A (-1)
20º) Coritiba – 0,38% (9.928), B
21º) Náutico – 0,21% (5.548), B (+1)
22º) Goiás – 0,19% (4.916), B (-1)
23º) Chapecoense – 0,16% (4.299), A (s/n)
24º) Paysandu – 0,15% (4.016), C (-1)
25º) Avaí – 0,14% (3.774), B (s/n)

Por divisão: 15 times da Série A, 8 da B e 2 da C
* Dados até 26/05/2021, com 2.554.507 inscritos


Compartilhe!