Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A formação neste turno, num 4-3-3, com o meio-campo reforçado na marcação.

Com o “fim” do primeiro turno do Campeonato Brasileiro de 2021, vamos ao balanço sobre o desempenho dos clubes nordestinos nesta primeira metade do campeonato – aspas necessárias porque o Ceará segue com um jogo pendente, contra o Palmeiras, adiado devido às Eliminatórias da Copa. A pedido do perfil da Copa do Nordeste, fiz uma seleção formada só por jogadores dos representantes da região.

É a segunda vez que publico uma lista do tipo no blog – relembre a seleção de 2020 clicando aqui. Se na edição passada o Ceará emplacou 5 jogadores, desta vez o Fortaleza emplacou 7 nomes, além do técnico. Considerando que são quatro times nordestinos na Série A, o número pode soar exagerado, mas a diferença do leão do pici para os demais, analisando toda a campanha, foi enorme. Considerando a classificação atual: 3º Fortaleza, 9ª Ceará, 16º Bahia e 18º Sport. Ainda assim, todos foram lembrados.

Abaixo, um resumo dos onze jogadores e do técnico Vojvoda. Como curiosidade, trago também o número de indicações à “Seleção da Rodada”, uma enquete votada pelas torcidas através do perfil oficial do Brasileirão no Twitter, e as respectivas notas do “SofaScore”, a partir da métrica do aplicativo. O que você achou da seleção do blog? Monte a sua também…

Goleiro – Richard (Ceará)
O goleiro de 30 anos atuou em 14 jogos, terminando 7 sem ser vazado. Com média de 2,4 defesas difíceis por partida, Richard foi peça importante no top ten do vozão no 1º turno – e este ponto acabou sendo decisivo para mim na definição entre Richard e Mailson, do Sport, que também foi muito bem. Seleção da Rodada da CBF: nenhuma vez. Média no SofaScore: 7,05.

Lateral-direito – Tinga (Fortaleza)
Ele já jogou como zagueiro e como lateral. Nesta campanha, com Pikachu adiantado, Tinga ficou na lateral, dando cobertura. O jogador atuou em todas as partidas do turno, com 1 gol e 2 assistências. Seleção da Rodada da CBF: 2 vezes (3ª e 11ª). Média no SofaScore: 7,06.

Zagueiro – Marcelo Benevenuto (Fortaleza)
Foi titular nas 17 vezes em que entrou em campo, sem ser substituído uma vez sequer. Teve uma média de 5,1 cortes por jogo. Assim, deu a segurança necessária para a evolução do time mais à frente. Seleção da Rodada da CBF: 2 vezes (15ª e 17ª). Média no SofaScore: 7,13.

Zagueiro – Sabino (Sport)
No rubro-negro, foi a contratação mais acertada no ano, com encaixe imediato. Aqui, a escolha poderia ser Sabino quanto Rafael Thyere, que estiveram no mesmo nível na defesa menos vazada da região (apenas 8 gols). Seleção da Rodada da CBF: nenhuma vez. Média no SofaScore: 6,96.

Lateral-esquerdo – Bruno Pacheco (Ceará)
Na minha opinião, esta foi posição mais carente da região no 1º tuno. Com 16 jogos, todos como titular, Pacheco foi o mais regular. Aliás, a regularidade é uma característica em sua carreira, embora sem brilho. Seleção da Rodada da CBF: nenhuma vez. Média no SofaScore: 6,81.

Volante – Éderson (Fortaleza)
Com apenas 22 anos, o jogador emprestado pelo Corinthians foi um dos destaques do leão do pici neste turno. O volante fez 18 partidas, com 1 gol e 2 assistências. Defendendo teve quase 2 interceptações por jogo. Seleção da Rodada da CBF: 2 vezes (10ª e 13ª). Média no SofaScore: 7,21.

Volante – Matheus Jussa
Trata-se de um jogador mais tático, que acabou ganhando a vaga no tricolor cearense durante a competição, tanto que foi o nome com menos jogos nesta lista. Fez apenas 9. Seleção da Rodada da CBF: nenhuma vez. Média no SofaScore: 6,68.

Meia – Lucas Crispim (Fortaleza)
Além da distribuição de jogo, uma ótima bola parada. Em 16 jogos, o meia fez 1 gol e deu 4 assistências. Por jogo, Crispim teve média de 2,1 passes decisivos. Seleção da Rodada da CBF: 2 vezes (2ª e 18ª). Média no SofaScore: 7,37 (a maior nesta seleção).

Atacante – Yago Pikachu (Fortaleza)
Lateral de origem, meia por adaptação e avançado por escolha tática dos técnicos. Pikachu é um dos jogadores mais polivalentes do futebol brasileiro. Aqui, escolhi o jogador para compor o ataque. No turno, ele fez 5 gols em 18 jogos. Seleção da Rodada da CBF: 6 vezes (1ª, 2ª, 5ª, 8ª, 13ª e 15ª). Média no SofaScore: 7,03.

Centroavante – Gilberto (Bahia)
O “G9” terminou o turno como um dos artilheiros da competição, com 8 gols, com a maioria sendo assinalada na largada da competição. Foram 7 gols nos 9 primeiros jogos. Depois, houve uma queda de produção, mas insuficiente para tirar o principal jogador do Baêa deste posto. Seleção da Rodada da CBF: 3 vezes (2ª, 4ª e 9ª). Média no SofaScore: 7,04.

Atacante – David (Fortaleza)
O jogador mais caro da história do clube, adquirido em 2020 por R$ 5 milhões, atuou em 17 partidas, sendo titular em 12. Até aqui, marcou 4 gols. Com velocidade, deu ritmo às tramas ofensivas do Fortaleza. Seleção da Rodada da CBF: 1 vez (10ª). Média no SofaScore: 6,99.

Técnico – Juan Pablo Vojvoda (Fortaleza)
Neste caso, dá pra dizer que a escolha é inquestionável. O treinador argentino transformou o Fortaleza num time prazeroso de assistir e bastante competitivo. Tanto que somou 33 pontos, estabelecendo o melhor 1º tuno do Nordeste na Série A na era dos pontos corridos, já com 16 edições. Por isso, Vojvoda se credencia ao técnico do campeonato geral. Hoje, seria ele.

O time do blog no primeiro turno
Richard (Ceará); Tinga (Fortaleza), Sabino (Sport), Marcelo Benevenuto (Fortaleza) e Bruno Pacheco (Ceará); Matheus Jussa (Fortaleza), Éderson (Fortaleza) e Lucas Crispim (Fortaleza); Yago Pikachu (Fortaleza), Gilberto (Bahia) e David (Fortaleza). Técnico: Juan Pablo Vojvoda (Fortaleza).

Leia mais sobre o assunto
O ranking de jogadores na seleção da rodada do Brasileirão 2021, via voto popular


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •