Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

Entre os destaques dos times no sorteio, os atacantes Luciano e David. Imagem: CBF/reprodução.

A Copa do Brasil de 2021 chegou à reta final. Dos 92 times inscritos, 8 seguem na disputa pelo título da 33ª edição da competição. O futebol Nordeste segue presente nesta etapa pelo 4º ano seguido, desta vez com o Fortaleza, que alcança as quartas de final após 20 anos! E esta é apenas a 2ª vez que o tricolor chega na fase. A meta é ir além pela 1ª vez. Tentará a vaga na semi contra o São Paulo, num reencontro definido no sorteio realizado na sede da CBF, no Rio de Janeiro.

Dos oito remanescentes, apenas Fortaleza e São Paulo não conquistaram o título. Os outros seis nomes somam doze taças, sendo 5 do Grêmio, 3 do Flamengo, 1 do Fluminense, 1 do Santos, 1 do Atlético-MG e 1 do Athletico-PR. Além dos quatro duelos e da ordem dos mandos de campo, também foi definido o chaveamento completo até a decisão – ficou de bom tamanho para o leão. Vale lembrar que os participantes das quartas recebem R$ 3,45 milhões de cota. Em caso de classificação à semifinal, um aporte de R$ 7,3 milhões. É muita grana.

A seguir, detalhes históricos dos confrontos das quartas de final da Copa do Brasil. Os times à direita decidem em casa. Em relação às datas, a tabela será entre os dias 24 de agosto e 2 de setembro. Na sequência, o chaveamento, ranking das quartas e os pitacos do blog.

Athletico-PR x Santos
Acho que o sorteio agradou aos dois, que evitaram duelos mais pesados. Embora o peixe tenha um destaque individual maior, Marinho, o furacão tem um conjunto mais ajustado. Curiosamente, ambos também estão nas quaras da Sula – mas só podem se encontrar na final. Pela Copa do Brasil, este duelo só aconteceu uma vez, em 1996. Faz tempo. Ainda pela 2ª fase, deu CAP.

Grêmio x Flamengo
Há menos de um mês no Fla, o técnico Renato Gaúcho já terá pela frente o ex-clube num duelo importantíssimo. Foram quase 5 anos no Grêmio, incluindo o título de 2016 e o vice de 2020. Com o time carioca, é favorito nas quartas, mas terá um calendário cheio. Na história da copa, são 4 classificações do Grêmio (1989, 1993, 1995 e 1997) e 3 do Flamengo (1999, 2004 e 2018).

São Paulo x Fortaleza
Pelo 2º ano seguido os tricolores se enfrentam na copa. Em 2020, nas oitavas de final, foram dois empates eletrizantes, 3 x 3 no Castelão e 2 x 2 no Morumbi. O time paulista ficou com a vaga numa decisão não menos emocionante nos pênaltis, 10 x 9. Em 2021, pela quartas, o jogo de volta será no Castelão, com o tricolor cearense numa fase até melhor que aquela do duelo passado.

Fluminense x Atlético-MG
Esta é a única chave no qual os dois times estão nas quartas tanto na Copa do Brasil quanto na Libertadores, embora o time mineiro me pareça um candidato bem mais forte. No mata-mata nacional, o confronto volta a acontecer após 21 anos. Na única vez, em 2000, o galo avançou à semi após empatar em 3 x 3 no Rio e em 2 x 2 em BH. Na época havia o gol qualificado, fora.

Chaveamento na semi: Athletico/Santos x Grêmio/Fla e São Paulo/Fortaleza x Flu/Galo.

Abaixo, o histórico de participações nas quartas de final da Copa do Brasil, de 1989 até 2021. Até hoje, 49 times diferentes (sendo 12 do NE) já chegaram a esta etapa, com representantes das cinco regiões. A campanha do leão do pici em 2021 é a 38ª de um nordestino nas quartas. Isso corresponde a 14,3% de todas as 264 vagas ao longo de 33 anos de história.

Nº de participações nas quartas de 1989 a 2021 (e o nº de classificações à semi até 2020)
1º) 21 vezes – Flamengo (13x)
2º) 20 vezes – Grêmio (15x)
3º) 17 vezes – Palmeiras (9x) e Atlético-MG (4x)
5º) 14 vezes – Corinthians (7x)
6º) 13 vezes – Cruzeiro (11x), Vasco (8x) e São Paulo (5x)
9º) 12 vezes – Internacional (5x)
10º) 11 vezes – Athletico-PR (2x)
11º) 10 vezes – Fluminense (5x), Santos (5x) e Vitória (2x)
14º) 8 vezes – Botafogo (4x)
15º) 7 vezes – Goiás (4x) e Bahia (0x)
17º) 6 vezes – Ceará (3x)
18º) 5 vezes – Coritiba (5x) e Sport (4x)
20º) 4 vezes – Criciúma (2x) e Paraná (0x)
22º) 3 vezes – Figueirense (1x)
23º) 2 vezes – Brasiliense (2x), Ipatinga (1x), Ponte Preta (1x), Juventude (1x), Náutico (1x), Remo (1x) e Fortaleza (0x)
30º) 1 vez – 15 de Campo Bom-RS (1x), América-MR (1x), Atlético-GO (1x), Avaí (1x), Linhares (1x), Paulista (1x), Santo André (1x), ABC (0x), América-RN (0x), Baraúnas (0x), Chapecoense (0x), Comercial-MS (0x), Corinthians-AL (0x), CSA (0x), Cuiabá (0x), Londrina (0x), Palmas (0x), São Caetano (0x), Treze (0x) e Volta Redonda (0x)

Participações nas quartas por região, de 1989 a 2021
1º) 146x – Sudeste (18 clubes)
2º) 65x – Sul (12 clubes)
3º) 38x – Nordeste (12 clubes)
4º) 12x – Centro-Oeste (5 clubes)
5º) 3x – Norte (2 clubes)

Pitacos sobre os classificados à semi
Athletico-PR, Flamengo, São Paulo e Atlético-MG

Leia mais sobre o assunto
Fortaleza volta às quartas da Copa do Brasil após 20 anos; 38ª presença do Nordeste

As cotas da Copa do Brasil de 2021, com R$ 316 milhões distribuídos entre 92 clubes


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •