Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A assinatura da nova parceria do “pior”. É o 2º patrocínio máster seguido. Fotos: Íbis/Instagram.

O Íbis já completou 20 temporadas longe da primeira divisão do futebol pernambucano. Apesar do apelido de “pior time do mundo”, o clube tentou subir à vera no período, como na última edição da Série A2, quando chegou ao hexagonal final. Para a competição de 2021, o pássaro preto deverá ter o maior orçamento de sua história, cujo recorde vem desde 2017, com R$ 108 mil.

O clube anunciou o “maior patrocínio da história”, já com 82 anos, diga-se. Os valores do acordo com a Betsson, uma empresa de fantasy game, não foram revelados, mas é possível projetar o cenário a partir dos balanços do clube. Nos três demonstrativos mais recentes, entre 2018 e 2020, a receita total do Íbis foi composta por duas frentes: “associados” e “outras receias”.

Em 2020 o clube rubro-negro também teve um patrocinador máster, através do site Fut Fanatics, também responsável pela venda dos uniformes oficiais no país. Observando este valor em “outras receitas”, o total foi de R$ 24,0 mil – seguindo com R$ 22,5 mil em 2019 e R$ 25,0 mil em 2018. A nova marca, já estampada no padrão do Íbis para a próxima 2ª divisão estadual (veja abaixo), deve superar substancialmente este montante específico.

Nos últimos dois anos o clube conseguiu firmar contratos com dois fabricantes de material esportivo (Erreà Brasil e Topper) e com dois patrocinadores (Fut Fanatics e Betsson). Tudo a partir do marketing gerado pela imagem de “pior time do mundo”, com enorme engajamento nas redes sociais, onde o Íbis tem a 29ª maior base digital do país, com 705 mil seguidores.

Curiosamente, o novo acordo saiu cinco dias após a divulgação do primeiro déficit registrado em seis anos, de -13 mil. Ou seja, cresceu a chance de voltar a ter uma receita superior à despesa, além de um melhor resultado nos gramados. Mesmo sendo o pior, em tese…

Íbis na 2ª divisão do Pernambucano (23 participações, 1977-2020)
294 jogos (281 GP e 523 GC; -242 SG)
67 vitórias (22,7%)
79 empates (26,8%)
148 derrotas (50,3%)
31,7% de aproveitamento dos pontos

Leia mais sobre o assunto
Com a pandemia, balanço do Íbis registra déficit pela 1ª vez em 6 temporadas

Íbis lança linha de uniformes para 2021, a primeira coleção com a Topper


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •