Compartilhe!

Da primeira à última bateria de testes nos clubes, um intervalo de 16 dias.

Os sete maiores clubes do Nordeste realizaram testes para identificar possíveis casos de Covid-19, medida prioritária para o cumprimento do protocolo de retomada das atividades – a princípio, apenas treinos estão autorizados. Considerando a rodada inicial de cada clube, na primeira quinzena de junho, foram 685 exames em jogadores, membros da comissão técnica e funcionários. Ao todo, 81 pessoas testaram positivo para o Coronavírus, considerando a informação oficial de Fortaleza, Ceará, Sport, Náutico, Bahia, Santa e Vitória – nesta ordem de divulgação.

Só o leão baiano apresentou uma lista 100% negativa, entre atletas (31) e funcionários (23). Entre os positivos, é preciso destacar que não foi constada infecção em nenhum caso, uma ótima notícia. Quase todos os exames (entre testes rápidos e mais detalhados) foram diagnosticados com “IgG”, que significa que o paciente já teve contato com o vírus, mas que já criou anticorpos, ficando praticamente imunizado. Ou seja, estão liberados para trabalhar.

No Recife, essa imunidade valeu em todos os casos – incluindo cinco jogadores, com nomes não divulgados, praxe em todos os lugares. Já em Salvador, dois atletas e três funcionários do Bahia apresentaram contaminação, mas sem sintomas. Em Fortaleza, num primeiro momento, nove jogadores e quatro funcionários do Ceará e um atleta e três funcionários do Fortaleza tiveram o mesmo quadro. Ao todo, 22 pessoas, ou 3% dos exames feitos em laboratórios particulares. Em todos esses casos, o isolamento até uma nova testagem. E não parece ser coincidência que o número de casos tenha seguido o volume de contaminação dos estados.

A segunda rodada
Porém, também há outra explicação sobre o resultado maior na dupla cearense, com o maior número de testes realizados. Não por acaso, fazendo uma média por clube em cada cidade, o número de testes foi de 154 em Fortaleza, quase o dobro das outras duas metrópoles. Índice de 80 testes/clube no Recife e 67 em Salvador. Pra completar, o leão do pici e o vozão já fizeram uma segunda rodada de testagem, com resultados mais satisfatórios. Foram 76 testes no tricolor, em 05/06, e 60 no alvinegro, em 12/06. Ou seja, a segunda rodada ocorreu antes mesmo da primeira dos demais – por isso, fiz questão de frisar que a abordagem trata especificamente do comparativo sobre os primeiros exames em cada clube. A tendência é que os outros realizam novas rodadas em até 15 dias, sendo determinante para o próximo passo do futebol, com a volta dos jogos.

O resultado da primeira rodada de testagem em cada clube
01/06 – Fortaleza, com 160 testes (12 positivos, 7,5%; 4 afastados)
04/06 – Ceará, com 148 testes (27 positivos, 18,2%; 13 afastados)
13/06 – Sport, com 97 testes (12 positivos, 12,3%; ninguém afastado)
13/06 – Náutico, com 59 testes (11 positivos, 18,6%, ninguém afastado)
14/06 – Bahia, com 81 testes (10 positivos, 12,3%; 5 afastados)
16/06 – Santa Cruz, com 86 testes (9 positivos, 11,1%; ninguém afastado)
16/06 – Vitória, com 54 testes (nenhum positivo, 0%)

O resultado da primeira rodada de testagem por cidade (somando os clubes do G7)
De 01/06 a 04/06 – Fortaleza: 308 testes (39 positivos, 12,6%; 17 afastados)
De 13/06 a 16/06 – Recife: 242 testes (32 positivos, 13,2%; ninguém afastado)
De 14/06 a 16/06 – Salvador: 135 testes (10 positivos; 7,4%; 5 afastados)

Total: 685 testes realizados, com 81 positivos (11,8%), sendo 22 afastados (3,2%)

Autorização do poder público para a retomada dos treinos presenciais
A partir de 01/06 – Em Fortaleza
A partir de 15/06 – No Recife
A partir de 16/06 – Em Salvador

A seguir, os dados atualizados sobre a contaminação do Coronavírus nos três estados.

Casos confirmados de Covid-19 (até 16/06)
76.748 pessoas (4.861 mortes) – Ceará
45.261 pessoas (3.855 mortes) – Pernambuco
36.401 pessoas (1.105 mortes) – Bahia

Leia mais sobre o assunto
Sede única no restante da Copa do Nordeste de 2020? Sim. Foco no Grande Recife?

FPF define protocolo sobre treinos com mais de 20 medidas e banca 300 testes de Covid 19


Compartilhe!