Compartilhe!

Considerando as 18 edições, apenas cinco clubes pernambucanos presentes no Nordestão.

O futebol pernambucano será representado por Salgueiro, Sport e Santa Cruz na Copa do Nordeste de 2021. Trata-se do mesmo trio que esteve nas edições de 2013 e 2016. Naquelas oportunidades, todas as vagas eram geradas pelo Estadual, com o carcará se classificando após terminar em 3º e 2º, respectivamente. Desta vez, num formato no qual apenas o campeão pernambucano tem vaga, com os outros dois lugares sendo preenchidos pelo Ranking da CBF, o time sertanejo precisou fazer história. Campeão pernambucano em 2020, o Salgueiro garantiu a sua sexta participação no torneio regional, todas desde a retomada, já com nove edições.

Para se ter uma ideia deste número, basta dizer que é o mesmo número de campanhas do Náutico no período a partir de 2013. O timbu, por sinal, dependia do título coral para ficar com a segunda vaga pelo ranking, pois, neste cenário, o Santa teria ido como campeão estadual, abrindo mão do ranking – o curioso é que o Sport ficou com a primeira vaga local pelo ranking e teve a sua pior colocação na história do Pernambucano, acabando em 7º lugar. De fato, o Salgueiro é um clube presente na Lampions, furando a bolha do trio de ferro. Não por acaso, os três grandes da capital disputaram juntos na copa em apenas 8 das 18 edições.

No histórico, Pernambucano chega a 48 participações na Copa do Nordeste, com o Santa sendo o mais recorrente – tomou a dianteira na ausência do Sport em 2019, após a segunda ausência do rival, por decisão própria (e inexplicável). Até esta publicação, o futebol local soma 4 títulos (último em 2016), 2 vices e 11 semifinais. Em relação às finanças, ainda não saiu a cota do Nordestão 2021. Porém, como ocorre desde a volta do torneio ao calendário, em 2013, a tendência é aumentar o valor da última edição – no caso, um montante de R$ 34,3 milhões.

PE terá 3 ou 2 vagas em 2022?
Desde a volta da competição, Pernambuco sempre teve direito a três vagas, como a Bahia, pois são as duas federações melhores ranqueadas – com a soma de todos os times locais. Porém, o Ceará tende a passar PE na próxima lista da CBF, ao fim desta desta temporada – hoje a diferença é de 2.516 pontos. Caso ocorra, a FPF só terá direito a duas vagas para a Lampions de 2022. a Conferir.

Os representantes pernambucanos na Copa do Nordeste*
1994 (3): Sport (1º), Santa Cruz (7º) e Náutico (12º)
1997 (3): Sport (3º), Náutico (6º) e Santa Cruz (8º)
1998 (3): Santa Cruz (5º), Sport (9º) e Náutico (15º)
1999 (2): Sport (3º) e Porto (10º)
2000 (2): Sport (1º) e Santa Cruz (10º)
2001 (3): Sport (2º), Náutico (3º) e Santa Cruz (5º)
2002 (3): Náutico (3º) e Santa Cruz (4º) e Sport (10º)
2003 (0): os clubes pernambucanos não quiseram disputar
2010 (2): Santa Cruz (8º) e Náutico (10º)
2013 (3): Santa Cruz (6º), Sport (7º) e Salgueiro (13º)
2014 (3): Sport (1º), Santa Cruz (4º) e Náutico (11º)
2015 (3): Sport (4º), Salgueiro (7º) e Náutico (9º)
2016 (3): Santa Cruz (1º), Sport (4º) e Salgueiro (6º)
2017 (3): Sport (2º), Santa Cruz (3º) e Náutico (9º)
2018 (3): Santa Cruz (7º), Náutico (9º) e Salgueiro (15º)
2019 (3): Náutico (3º), Santa Cruz (4º) e Salgueiro (13º)
2020 (3): Santa Cruz (5º), Sport (8º) e Náutico (9º)
2021 (3): Salgueiro (fase de grupos), Sport (fase de grupos) e Santa Cruz (preliminar)
* Entre parênteses, a colocação no torneio regional

Número de participações na história do Nordestão (1994-2021)
15x – Santa Cruz
14x – Sport
12x – Náutico
6x – Salgueiro
1x – Porto

Número de participações na volta do Nordestão (2013-2021)
8x – Santa Cruz
7x – Sport
6x – Náutico e Salgueiro

Leia mais sobre o assunto
Salgueiro bate o Santa nos pênaltis e ganha o 1º título pernambucano do interior

O Ranking Nacional em 2020, com 11 clubes pernambucanos presentes na lista


Compartilhe!