Compartilhe!

Imagem do projeto sobre a área externa do Lacerdão na Rua Professor José Leão.

A festa pelo o centenário do Central, em 15 de junho de 2019, teve a vitória no mata-mata da Série D, a taça simbolizando a campanha na segundona nacional de 1986 e mais. Terminou com o anúncio do projeto de revitalização da área externa do Estádio Luiz Lacerda. O maior patrimônio do clube alvinegro, com a estrutura atual datada de 1980 e reformas paulatinas desde então, poderá passar por uma modernização visual. Placas metálicas, telões, fachada espelhada etc.

Encomendado pelo clube, o projeto foi elaborado pelo escritório Heleve Arquitetura. A princípio, apenas a área externa – abaixo, um vídeo de um minuto com imagens em 3D sobre o projeto. Não foi divulgado o orçamento e tampouco o prazo de conclusão.

Barato, não será. De toda forma, a ideia é interessante, sobretudo por focar o maior ativo do Central, que contempla ainda várias lojas (alugadas) no entorno. Segundo o último balanço financeiro, o imobilizado da patativa vale cerca de R$ 96 milhões – muito, mas muito acima da média dos principais clubes da região. Em Caruaru, o Lacerdão, com 19 mil lugares, fica numa das áreas mais valorizadas, em frente a um shopping center e à principal avenida da cidade, à Agamenon Magalhães. Por isso, costuma ser alvo de especulação imobiliária.

O que você achou do projeto de requalificação externa do Lacerdão?

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Central Sport Club (@centraldecaruaru) em

Leia mais sobre o assunto
Central enfim ergue a taça da Série B de 1986. Ainda sem o aval da CBF

O histórico profissional do Central com 1,8 mil partidas de 1937 a 2019


Compartilhe!