Compartilhe!

Os dez clubes que somaram mais pontos em toda a história da Copa do Nordeste.

Ao longo de 29 anos de história, a Copa do Nordeste já teve 19 edições oficiais. Até hoje, 65 clubes dos nove estados da região já participaram do torneio, que viu o bicampeonato do Fortaleza em 2022. Indo além da lista de campeões, formada por nove times, com o recorde dividido pelos rivais de Salvador, o blog compilou todas as campanhas, literalmente. Da pioneira edição em Alagoas, com o nome sendo estabelecido em 1994, até a final mais recente, novamente realizada no Castelão, foram realizadas 1.384 partidas, com 3.639 gols marcados. No geral, uma média de 2,62.

Em relação à pontuação absoluta, os dois grandes do futebol cearense tiveram campanhas invictas, com o Fortaleza tendo 7V, 5E e 0D e o Ceará, mesmo eliminado ainda nas quartas, tendo 5V, 4E e 0D. Assim, vão mostrando força no ranking. Até em 2018, antes do seu primeiro título, o leão do pici era o 9º colocado. De lá pra cá, ganhou duas orelhudas douradas e agora já figura em 6º lugar, a 14 pontos do Santa, o concorrente acima. Já o vozão encurtou a distância visando a vice-liderança, há anos com o Vitória. Caiu de de 51 para 37 pontos.

O extenso ranking de pontos do Nordestão segue com o Bahia na dianteira – veja abaixo. Por sinal, o clube aumentou a vantagem pela 7ª vez seguida. Agora, 352 vs 317. Mesmo com a má campanha, com a eliminação na fase de grupos na condição de atual campeão, o Baêa estabeleceu um recorde, sendo o primeiro a vencer 100 vezes no NE – e já tem 101. Hoje, o arquirrival é o mais próximo da marca, mas precisa de 11 vitórias para chegar ao patamar.

Sport reage na disputa em PE

Vice-campeão regional, o Sport fecha o G4 histórico, vindo na sequência de Bahia, Vitória e Ceará. O rubro-negro pernambucano evitou um novo distanciamento do alvinegro alencarino e voltou a abrir vantagem sobre o Santa, que fez apenas um jogo, ainda na preliminar. A diferença entre os rivais das multidões passou de 4 para 22 pontos – 255 vs 233. Ainda no Recife, o Náutico segue fora do top ten, apesar da semifinal alcançada na edição de 2022. Em 12º lugar no ranking, o timbu ainda viu a distância para o 10º subir de 6 para 7 pontos.

Mudanças interessantes na nova lista
– Bahia ampliou a vantagem na liderança regional, de 27 para 35 pontos
– Invicto, o Fortaleza somou 26 pontos e tomou o 6º lugar geral do ABC
– Botafogo-PB entrou no top ten ao ganhar 2 posições; CSA caiu para 11ºº
– Altos passou o River e assumiu a ponta entre os piauienses, 38 x 35
– Dos 7 estreantes, o melhor desempenho foi do Floresta, com 13 pontos
– 1ª vez: Bahia de Feira, Central, Floresta, Flu-PI, Jacuipense, Lagarto e Retrô

Leia mais sobre o assunto
O ranking de títulos da Copa do Nordeste até 2022, com o Fortaleza bicampeão

Os critérios do ranking histórico do NE

A seguir, cinco observações do blog sobre a composição do ranking de pontos – presente no fim do post. Sobre o quadro, caso esteja num celular, a visualização do aparelho na horizontal pode melhorar a sua experiência. Sobre as diversas colunas, você pode ordenar cada uma delas (do maior para o menor ou vice-versa) tocando no tópico selecionado.

1) Vitória, 3 pontos. Empate, 1 ponto. Os resultados vão da fase preliminar/seletiva até a final.

2) A ordem dos times no ranking de pontos foi estabelecida da seguinte forma: maior nº de pontos, de vitórias, maior saldo de gols e nº de gols marcados. O índice de aproveitamento é só um adendo.

3) O Torneio José Américo de Almeida Filho, realizado em 1976, é considerado pelo Vitória como um título nordestino. Outros torneios anteriores a 1994 também são pleiteadas da mesma forma. Os clubes já iniciaram um processo de unificação dos títulos do NE, mas esta lista parte de 1994.

4) Botafogo-PB e Sampaio já perderam pontos através de punições do STJD, com redução de 4 em 2014 e 6 em 2015, respectivamente. No ranking, os resultados de campo (V, E e D) foram mantidos.

5) Dados atualizados ao fim de cada edição. Portando, a lista será revista após a final de 2023.


Compartilhe!