Compartilhe!

Os dois tricolores, o do Recife e o de Salgueiro, fizeram as melhores campanhas. Fotos: divulgação.

A final do Campeonato Pernambucano de 2020 reúne os times com as melhores campanhas, sendo, em termos de desempenho técnico, um confronto justíssimo. Na primeira fase, Santa Cruz e Salgueiro conseguiram, com uma rodada de antecipação, a classificação direta à semifinal, enquanto os demais ainda foram para a última rodada tentando ir às quartas. No mata-mata, o tricolor da capital eliminou o Náutico nos pênaltis, enquanto o tricolor sertanejo também teve um clássico particular, contra o Afogados, com goleada por 3 x 0.

Assim, os times formaram uma final que já tem história. Em 2015, em dois jogos equilibrados, o Santa foi campeão diante do Salgueiro, após um empate sem gols no Cornélio de Barros, com o carcará desperdiçando um pênaltis, e uma vitória magrinha no Arruda, com o atacante Anderson Aquino decidindo num chute de fora da área aos 24 do 2º tempo. Em 2020, no repeteco, mais dois jogos, sendo este a primeira decisão repetida envolvendo um time do interior – na verdade, em toda a história do Estadual, já centenário, apenas seis “composições” tiveram mais de um capítulo decisivo, com recorde no Clássico das Multidões (24x).

Apesar do cenário mais aberto devido à necessidade de portões fechados, pela prevenção ao Covid-19, há de destacar que o Santa de Pipico (artilheiro) e Maycon Cleiton (revelação) chega com uma campanha bem superior. Ainda invicto, somou 26 pontos contra 19 do adversário. Não por acaso, deixo o pitaco para o título coral, que seria o 30º de sua história. Se der Salgueiro, enfim veremos o interior com a taça em PE. E você, o que acha desta decisão?

A final estadual de 2020 (e as transmissões)
02/08 (16h00) – Salgueiro x Santa Cruz (Cornélio de Barros), Globo e Premiere
05/08 (21h30) – Santa Cruz x Salgueiro (Arruda), Globo e Premiere

As finais mais repetidas no Pernambucano (até 2020)*
24x – Clássico das Multidões (Sport 12 x 12 Santa)
18x – Clássico dos Clássicos (Sport 12 x 6 Náutico)
16x – Clássico das Emoções (Náutico 9 x 7 Santa)
2x – Clássico da Amizade (América 1 x 1 Santa)
2x – Clássico da Técnica e da Disciplina (América 1 x 1 Náutico)
2x – Santa Cruz x Salgueiro (Santa 1 x 0; + 1 a disputar)
* Ainda ocorreram outras 8 finais distintas, com apenas uma edição cada

Histórico geral de Santa Cruz x Salgueiro (todos os mandos)
40 jogos
17 vitórias tricolores (42,5%)
11 empates (27,5%)
12 vitórias salgueirenses (30,0%)

Curiosidades sobre a decisão
1) Caso seja campeão com 2V, 1V/1E ou 2E (e pênaltis), o Santa Cruz terminará invicto esta edição. A última (e única) vez que o time coral foi campeão pernambucano invicto foi em 1932, com 12 vitórias em 12 jogos. Nos 105 torneios anteriores, 12 campeões terminaram sem derrota.

2) A princípio, a Arena PE seria o palco da finalíssima do Estadual – seria a 3ª decisão lá. Porém, o governo do autorizou a utilização do Arruda, com ambos os times jogando em suas casas. Será a 17ª final no Mundão, onde o Santa já ganhou 8 finais.

3) Embora seja 106ª edição do Estadual, os clubes do interior estão presentes pela 61ª vez. Até hoje, nenhum título oficial – além de PE, só o RJ segue com este tabu. Com o Salgueiro em campo, esta será a 5ª tentativa numa final de campeonato (1998, 2015, 2017, 2018 e 2020).

4) Com 5 títulos estaduais, o Santa Cruz já é o campeão desta década. Caso chegue a 6 taças em 2011-2020, o clube transformará o período em sua melhor década neste contexto, empatando com 1971-1980, quando também venceu 6 vezes o Pernambucano.

Santa Cruz no Estadual na era do mata-mata
2010 – Semifinal (3º lugar)
2011 – Final (campeão)
2012 – Final (campeão)
2013 – Final (campeão)
2014 – Semifinal (4º lugar)
2015 – Final (campeão)
2016 – Final (campeão)
2017 – Semifinal (3º lugar)
2018 – Quartas (6º lugar)
2019 – Quartas (5º lugar)
2020 – Final (vs Salgueiro), chega com 8V, 2E e 0D (tirou o Náutico)
Desempenho (16 duelos; 68% de aproveitamento): 11 classificações e 5 eliminações

Salgueiro no Estadual na era do mata-mata
2010 – 1ª Fase (8º lugar)
2011 – 1ª Fase (6º lugar)
2012 – Semifinal (3º lugar)
2013 – 1ª Fase (11º lugar)
2014 – Semifinal (3º lugar)
2015 – Final (vice)
2016 – Semifinal (4º lugar)
2017 – Final (vice)
2018 – Semifinal (4º lugar)
2019 – Semifinal (4º lugar)
2020 – Final (vs Santa Cruz), chega com 6V, 1E e 3D (tirou o Afogados)
Desempenho (12 duelos; 41% de aproveitamento): 5 classificações e 7 eliminações

A análise das classificações na semifinais
Nos pênaltis, Santa elimina o Náutico e chega à 6ª final estadual na década. O 6º título?

Campeão do interior, o Salgueiro vai à final do Estadual pela 3ª vez em 6 anos


Compartilhe!