Compartilhe!
  •  
  • 53
  •  
  •  

O interesse na exibição “nacional” vem desde 2018. Chance maior em 2021. Foto: SBT/divulgação.

A transmissão da Copa do Nordeste na tevê aberta passou da Globo para o SBT em 2018. Na ocasião, foi firmado um acordo de dois anos, seguido de uma renovação por mais três, indo até 2022. Porém, até hoje, tanto a Globo quanto o SBT regionalizaram a transmissão da competição. A Globo focava nas três principais praças (PE, BA e CE), enquanto o SBT distribuía o sinal para os nove estados, através do braço “SBT Nordeste”, com o restante do país tendo que assistir via streaming (Live FC) ou pela tevê paga (Fox Sports e PPV). Nos bastidores já há uma movimentação efetiva de nacionalização da competição em sinal aberto em 2021.

Foi a partir da Lampions que a emissora de Silvio Santos voltou a se reaproximar do futebol, onde era recorrente nos anos 90. Veio o Fla-Flu na final do Carioca 2020, somente o último jogo, após o distrato da Globo, e a surpreendente aquisição dos direitos da Libertadores, também após a saída do canal da família Marinho. Investindo no produto devido ao espaço aberto pela suposta crise do concorrente, com direito a mesa redonda (algo inimaginável até bem pouco tempo), o SBT quer ampliar o futebol nesta temporada, tornando-o perene na grade. Tanto que já fez proposta por todo o campeonato do Rio de Janeiro e segue com a Liberta até 2022, como o Nordestão. E onde entra a competição regional, precisamente?

A articulação no momento, segundo apuração do blog, é por um ajuste contratual, pois o acordo vigente em sinal aberto contempla apenas os estados nordestinos – somando todos os acordos, o Nordestão tem uma receita de R$ 34 milhões. Ou seja, não basta que o SBT queira passar, precisa ter o direito. Enquanto a Liga do Nordeste tenta ampliar um pouco mais a receita, a direção do SBT justifica, num primeiro momento, que a exibição nos 27 estados, sem custo adicional à emissora, resultaria em ganhos indiretos à copa – o que não deixa de ser verdade, até pela chance de testar mercados como São Paulo, Rio, Belo Horizonte, Porto Alegre, Brasília etc. E a audiência da última edição chamou a atenção, com direito à liderança em Fortaleza, com Bahia 0 x 1 Ceará, em Pituaçu, dando 25 pontos e tendo pico de 32.

Durante a transmissão da final da Libertadores de 2020, com o triunfo do Palmeiras sobre o Santos, em 30 de janeiro, o narrador Téo José anunciou a Copa do Nordeste de 2021 para todo o país, duas vezes. Chamadas generosas sobre o torneio e as afiliadas responsáveis, terminando com “A Copa do Nordeste vem aí. Só no SBT Nordeste”. Porque, até o momento, é o que vale. Paralelamente a isso, a ideia é exibir a final em 8 de maio, até mesmo pela dificuldade de encaixe de outros jogos na nova grade nacional do SBT, que terá a concorrência de outros torneios – com jogos às terças (noite) e sábados (tarde). As afiliadas seguem irredutíveis quanto ao aporte extra. Valeria, então, pela exposição em 2021? Pitaco: sim.

O que você acha da possibilidade de exibição nacional? E de um acordo pontual sem cota extra?

Leia mais sobre o assunto
SBT renova o contrato de transmissão da Copa do Nordeste até 2022; 5 anos seguidos

A Copa do Nordeste de 2021 vai durar apenas 71 dias; começa e termina no sábado


Compartilhe!
  •  
  • 53
  •  
  •