Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •  

A cúpula do governo estadual na divulgação do “plano de retomada” em PE. Futebol incluso.

Os clubes pernambucanos voltarão às atividades após três meses de paralisação. O campeonato estadual foi suspenso em 16 de março, com a Copa do Nordeste parando no dia seguinte. Desde então, com a escalada da pandemia, o isolamento social foi a medida (necessária) adotada para combater o Coronavírus. Ainda assim, Pernambuco é um dos estados mais afetados do país, com 2,8 mil mortos. Agora, o plano divulgado pelo governo do estado, após o fim da quarentena obrigatória prevê a abertura gradativa das atividades econômicas, com o futebol dividido em quatro fases, juntamente a áreas como atacado, construção civil, escritórios etc.

Os treinos presenciais serão liberados, tanto na capital quanto no interior, a partir de 15 de junho, com os dez clubes tendo que atender a um procolo de segurança sanitária. Por sinal, a FPF começou a articular esse esquema em 20 de abril, com a elaboração de quatro medidas, incluindo ações contínuas de desinfecção nos centros de treinamento e estádios. Lembrando que os treinos serão, necessariamente, reduzidos, bem diferentes as atividades regulares.

Em relação à evolução do futebol, as fases seguintes seguem sem data por parte do governo, com a flexibilização ocorrendo somente após as reuniões semanais do gabinete estadual de enfrentamento ao Covid 19. A fase seguinte já refere à volta dos jogos, mas sem público, algo já esperado. Neste caso, a tendência é a conclusão do Estadual, restando 17 dos 57 jogos.

As etapas sobre a volta do futebol pernambucano (de um total 11 fases)
Fase 3 (em 15/06) – Treinos
Fase 5 (sem data) – Jogos sem público
Fase 10 (sem data) – Jogos com público limitado
Fase 11 (sem data) – Novos protocolos

Os tópicos do protocolo para os treinos de futebol (segundo a FPF)
1) Utilização de máscara na área de circulação nos centros de trenamento
2) Elenco reduzido no treinamento e com horários intercalados
3) Álcool gel (70%) nas dependências dos locais de treino
4) Liberação dos atletas para a utilização de equipamentos próprios

O secretário de saúde de PE, André Longo, sobre a retomada do futebol:
“A gente sabe e tem acompanhado no mundo inteiro novos protocolos, não só para treinos, mas como jogos sem torcida. Os treinos vão poder voltar a funcionar, mas com novos protocolos. Principalmente de testagem, afora os os eixos de distanciamento, higiene, comunicação e monitoramento. Então, nós fizemos a previsão dessas próximas duas semanas, que é um horizonte mais ou menos de controle do comportamento da pandemia. É muito difícil você fazer estimativas a partir de 15 dias, mas a gente tem a nossa programação das etapas seguintes, que devem ser implementadas”.

Nota do blog
O estado Pernambuco segue, há várias semanas, como um dos estados mais afetados pelo Covid-19. Esta reabertura está numa escala maior do que os números oficiais indicam. Em relação ao futebol, vale o mesmo. Parece mais uma decisão política do que técnica. E o você, o que acha?

Assista à íntegra da coletiva do governo de clicando aqui.

Leia mais sobre o assunto
FPF traça protocolo oficial para a volta dos treinos e inclui 600 testes de Covid 19

As projeções sobre a última rodada, com as chances de classificação no Pernambucano 2020

A seguir, o quadro do Governo de Pernambuco sobre o cronograma das atividades.


Compartilhe!
  •  
  •  
  •  
  •