Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •  

O uniforme principal do alviverde para o Estadual. Foto: Thomas Ravelly/Sete de Setembro.

De volta à primeira divisão do Campeonato Pernambucano, o Sete de Setembro lançou uma nova linha de uniformes. A anterior, utilizada na campanha do acesso, durou apenas cinco meses. Para a temporada 2021, com o lançamento ocorrendo em fevereiro, no mês de abertura da competição, o clube colocou em prática a reutilização do escudo antigo.

A classificação na Série A2, recolando Garanhuns na A1 após onze anos, foi obtida em 13 de dezembro, com a oficialização do antigo escudo, por uma “determinação do Conselho Deliberativo”, ocorrendo pouco depois, no dia 29. Na época, a torcida não se mostrou muito satisfeita nos comentários feitos na publicação do clube sobre a mudança do escudo. Particularmente, eu tinha curtido mais a releitura da identidade visual do clube – veja os escudos e as camisas abaixo.

Sobre a nova camisa titular, fabricada pela Estilo, trata-se de um modelo predominantemente verde, com tons diferentes, e mangas e gola na cor branca. Já a camisa reserva, branca, tem um design um pouco diferente, com pequenas listras verdes. As camisas de 2021 foram criadas por José Luís Melo, o mesmo designer contratado pelo clube para a linha anterior.

Em tempo: as camisas do Sete de Setembro chegam ao mercado custando R$ 80. Neste ano, o clube disputará o PE pela 17ª vez. Na última, em 2010, utilizou o escudo clássico. Além do Sete, outros times do interior já lançaram os padrões de 2021: Afogados, Central e Salgueiro.

Abaixo, a releitura do distintivo para 2020 (à esquerda) e a versão tradicional para 2021 (à direita).

Leia mais sobre o assunto
Sete de Setembro subiu para a elite do futebol estadual com gol aos 46 do 2º tempo

Clubes vetam mudança e Pernambucano 2021 terá turno e mata-mata com 6 times

A seguir, a nova linha. Torcedor, o que você achou dos novos uniformes do Lobo Guará?

Uniforme nº 1 (verde)

Uniforme nº 2 (branco)


Compartilhe!
  •  
  • 2
  •  
  •