Compartilhe!

Na última final, o rubro-negro bateu o cruz-maltino 2x e ganhou o 35º título. Tentará o bi sem TV.

Em termos absolutos, o Campeonato Carioca tem o maior alcance na tevê aberta, com a transmissão da Globo em 15 estado, com 58 milhões de telespectadores em potencial, segundo o atlas de cobertura mais recente da emissora. Na prática, isso se deve à presença do Flamengo, o clube de maior torcida do país.

Com o time da Gávea na condição de atual campeão da Série A e da Taça Libertadores, a audiência do clube seria, provavelmente, ainda maior em 2020. Entretanto, o Fla não assinou o contrato para o Estadual. Foi o único entre os 16 participantes.

O imbróglio vinha se arrastando há meses, com o desempenho esportivo do rubro-negro endurecendo ainda mais a negociação – aos contrário dos rivais, que assinaram de 2017 a 2024, o clube só havia firmado até 2019. A direção do Fla queria uma cota maior – no Brasileirão, por exemplo, recebe mais que Vasco, Flu e Bota, de fato. A emissora não aceitou e o clube não cedeu. Então, veio a nota oficial em 16 de janeiro, a dois dias da abertura da fase principal, curiosamente com Macaé x Flamengo. Para assistir ao jogo, só indo ao Maracanã.

A saída do Flamengo impacta diretamente na receita total de TV da competição no Rio. Segundo o blog de Rodrigo Mattos, do UOL, a ausência provoca um desconto duplo. Além da cota do Flamengo, claro, a Globo deixa de pagar o mesmo valor à Ferj, a federação carioca. Originalmente, a cota era de R$ 15 milhões. Com o reajuste anual previso no contrato, o valor desta temporada seria de R$ 18 milhões. Ou seja, R$ 36 mi a menos. Como o acordo dos outros grandes garante a integralidade da cota, o desconto será repassado aos clubes intermediários. Daí, a dificuldade de informar os valores precisos dos demais clubes.

Trecho da nota do Flamengo negando o acordo com a Globo
“O Clube de Regatas do Flamengo informa que, em razão do término de seu contrato com o Grupo Globo de Televisão para a transmissão do Campeonato Carioca de Futebol e a posição da emissora em só renová-lo mantendo exatamente as mesmas condições comerciais acertadas em 2016, não levando em conta a nova fase do Flamengo e nenhum dos pontos sugeridos pelo clube para uma possível renovação, os jogos de nosso time de futebol profissional no Carioca 2020 não serão transmitidos nos canais abertos da Rede Globo de Televisão, no SportTV em TV Paga e no Canal Premiere em sistema pay-per-view.”

Campeonato Carioca de 2020 // Contrato: Globo (2017-2024)
-Plataformas: tevê aberta (Globo), tevê fechada (SporTV) e pay-per-view (Premiere)
-Alcance da TV aberta: RJ, ES, TO, SE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF (58,19 milhões de telespectadores)
-16 clubes (de 11 a 18 jogos para os grandes)
-Cota total: R$ 120 milhões (o valor-base)
-Verba de TV: indefinida
-Verba de premiação: R$ 7,9 milhões

Cota 1 (3 times) – R$ 18 milhões (Botafogo, Fluminense e Vasco)
Sem cota (1 time) – Flamengo

A seguir, os subgrupos de cotas para os 12 intermediários, numa definição de acordo com a classificação final da edição anterior do Carioca e pela fase preliminar da edição vigente.

Cota 2 (4 times) – Bangu, Volta Redonda, Cabofriense e Boavista
Cota 3 (2 times) – Resende e Madureira
Cota 4 (2 times) – Portuguesa e Macaé
Cota 5 (4 times) – Americano, Nova Iguaçu, América e Friburguense (eliminados na preliminar)

Originalmente, a verba da “Cota 2” era de R$ 4,0 milhões, por clube. Para 2020 o valor seria de R$ 6,5 milhões, mas considerando a presença do Flamengo. De toda forma, mesmo com o desconto programado o valor tende a seguir superior à receita total do Pernambucano, por exemplo.

As premiações do Carioca 2020*
Campeão estadual – R$ 3,5 mi
Vice estadual – R$ 1,5 mi
1º na Taça Guanabara – R$ 1,0 mi
2º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
3º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
4º na Taça Guanabara – R$ 150 mil
1º na Taça Rio – R$ 1,0 mi
2º na Taça Rio – R$ 150 mil
3º na Taça Rio – R$ 150 mil
4º na Taça Rio – R$ 150 mil
* Considerando os valores de 2019, sem reajuste

Audiência da final de 2019 na tevê aberta*
14/04 – Vasco 0 x 2 Flamengo (34,6 pontos; 3.605.000 telespectadores)
21/04 – Flamengo 2 x 0 Vasco (32,9 pontos; 3.373.000 telespectadores)
* Via Ibope-Repucom, no Grande Rio de Janeiro

Audiência da final de 2018 na tevê aberta*
01/04 – Botafogo 2 x 3 Vasco (28,1 pontos; 3.150.600 telespectadores)
08/04 – Vasco (3) 0 x 1 (4) Botafogo (29,1 pontos; 3.459.600 telespectadores)
* Via Ibope-Repucom, no Grande Rio de Janeiro

Confira a análise de outros Estaduais em 2020: BA, CEMG, PEPR, RS e SP.


Compartilhe!